Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Jovens – 4º Trimestre de 2019 – 27-10-2019 – Lição 4: Ananias e Safira e a mentira ao Espírito Santo

24/10/2019

Este post é assinado por Leonardo Novais de Oliveira

TEXTO DO DIA

“Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade”? (At 5.3)

TEXTO BÍBLICO

At 5.1-13 

Mas um certo varão chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade 

e reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos. 

Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade? 

Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus. 

E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram. 

E, levantando-se os jovens, cobriram o morto e, transportando-o para fora, o sepultaram. 

E, passando um espaço quase de três horas, entrou também sua mulher, não sabendo o que havia acontecido. 

E disse-lhe Pedro: Dize-me, vendestes por tanto aquela herdade? E ela disse: Sim, por tanto. 

Então, Pedro lhe disse: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o Espírito do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti. 

E logo caiu aos seus pés e expirou. E, entrando os jovens, acharam-na morta e a sepultaram junto de seu marido. 

E houve um grande temor em toda a igreja e em todos os que ouviram estas coisas. 

E muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E estavam todos unanimemente no alpendre de Salomão.

Quanto aos outros, ninguém ousava ajuntar-se com eles; mas o povo tinha-os em grande estima.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

1 – ANALISAR a fraude de Ananias e Safira; 

2 – DESTACAR as consequências da mentira; 

3 – RESSALTAR que o cristão deve viver de maneira reta e íntegra em todas as áreas de sua vida.

NOTA IMPORTANTE

A EBD Comentada comunica aos nossos visitantes e assinantes que após mais de três anos ininterruptos escrevendo os esboços da CPAD Jovens, nosso irmão e colaborador do site, Rafael Cruz se afastará por um período das suas atividades em virtude do nascimento do seu segundo filho. Parabenizamos o irmão Rafael Cruz e sua linda família pela bênção recebida. O mesmo tem da nossa parte a total admiração e respeito. Te esperamos logo ali a frente…

INTRODUÇÃO

Olá irmãos e irmãs, Paz do Senhor.

Meu nome é Leonardo Novais e é uma honra e grande responsabilidade escrever este esboço, conte sempre conosco para crescermos juntos na graça e no conhecimento (2 Pe 3.18).

A lição que será ministrada no dia 27 de outubro terá como tema a mentira. O texto escolhido pelo comentarista está no livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 5 e versículos 1 a 13, que nos conta a história de Ananias e Safiras, supostos crentes do início da Igreja.

De forma simbólica e alegórica, a mentira é uma criatura obesa, com pernas e braços fraquíssimos, com boca, língua e nariz grandes e olhos pequenos e um tanto fechados.

A obesidade representa a ausência de saúde. Alguém que seja gordo e tenha pernas e braços fracos cairá com frequência e terá dificuldades para se movimentar e segurar objetos. A boca e a língua grandes simboliza um apetite voraz e sem controle, o nariz grande é o símbolo da mentira no mundo ocidental e os olhos pequenos e fechados simbolizam alguém que não consegue enxergar muito bem.

Imaginem um ser deste tipo! Uma verdadeira aberração.

Deixando de lado a brincadeira, a mentira é algo terrível, que afeta os seres humanos de uma forma muito forte, desde o pecado de Adão e Eva.

A Bíblia nos mostra que quando Adão e Eva pecaram, eles cozeram folhas de figo para tampar sua nudez e se esconderam de Deus, porém, Deus que conhece todas as coisas, fez uma simples pergunta para Adão:

Adão, onde estás? É evidente que o Senhor sabia onde ele estava, mas queria ver qual seria o comportamento de Adão.

Após o pecado, a mentira passou a ser uma realidade na vida dos seres humanos e onde há mentiras existem coisas escondidas.

Lembrem-se que quando o Senhor pergunta a Adão se ele havia comido da árvore que Ele havia proibido, o homem diz: “A mulher que tu me deste…”

Deus fez uma pergunta simples para aquele homem e bastava uma simples resposta, mas a semente da maldade, implantada pelo pecado, crescia dentro dele. Bastava responder sim, mas Adão quis justificar seu erro.

Uma das características das pessoas mentirosas é tentar enganar os outros.

O texto que citamos nos mostra um casal que tinha tudo para tornarem-se retos diante de Deus, mas resolveram usar o engano, a mentira para tirar vantagens dos apóstolos.

A Bíblia nos mostra que eles eram pessoas prósperas e, estando no meio dos cristãos do início da Igreja, que tinham tudo em comum, colocaram em seu coração vender sua propriedade e doar o dinheiro para a obra do Senhor.

Na teoria, esta ideia era fantástica e digna de louvor, porém, após venderem o imóvel, resolveram ficar com um pouco do dinheiro e mentiram aos discípulos dizendo que o valor que estavam ofertando era o total que receberam pela venda da propriedade.

Estudaremos nesta lição algumas características sobre a mentira e como o Senhor tratou este assunto no início da Igreja.

Que Deus nos abençoe ricamente em Cristo Jesus.

1 – O ENGANO NA CASA DE DEUS

1.1 – A Comunidade Cristã

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com 

O início da Igreja deu-se em Jesus Cristo (Mt 16.18) que começou o trabalho de edificação da mesma e continuou após Sua morte, através do trabalho dos discípulos.

O Livro de Atos mostra o que aconteceu após a morte de Jesus, leiamos um texto:

“Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias e falando do que respeita ao Reino de Deus. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel? E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos”. (At 1.1-9 – ARC) 

Lucas, escritor do livro, começa o texto mostrando o que acontecera desde a morte de Jesus até o dia em que Ele foi levado aos céus.

Dali para frente o trabalho estava por conta dos discípulos, que seriam assessorados pelo Espírito Santo de Deus e, por isto, o Senhor disse em Lucas 24.49, que os discípulos deveriam permanecer em Jerusalém até que do alto fossem revestidos de poder.

Após o derramamento do Espírito Santo em Atos 2, ocorre a primeira pregação realizada por Pedro e a Igreja passa a ter quase 3 mil membros.

De acordo com a Bíblia, o início da Igreja foi marcado por um período de grande comunhão, onde as pessoas começaram a se aglomerar, pois tinham muito prazer em estarem juntas, ouvindo e testemunhando do que Jesus havia feito.

Vejamos outro texto:

“Todos os crentes eram um só na mente e no coração, e ninguém pensava que aquilo que possuía era seu próprio; todo mundo estava repartindo o que tinha. Os apóstolos pregavam sermões poderosos sobre a ressurreição do Senhor Jesus, e havia uma calorosa fraternidade entre todos os crentes. Não havia pobreza – pois todos os que possuíam terra, ou casas, vendiam tudo e traziam o dinheiro para que os apóstolos dessem aos outros em necessidade. Por exemplo, um deles foi José (aquele que os apóstolos apelidaram de “Barnabé, o Pregador”! Era da tribo de Levi, e natural da ilha de Chipre). Ele, pois, vendeu um campo que possuía e trouxe o dinheiro aos apóstolos”. (At 4.32-37 – BV) 

Observem que era comum o ato de ofertar para que a comunidade não tivesse falta de nada.

Ahh, não podemos deixar este amor esfriar, precisamos continuar contribuindo com alegria para a manutenção da casa do Senhor.

A Bíblia nos mostra que as contribuições eram feitas para que NINGUÉM tivesse necessidade de nada.

Apesar de termos nos dias atuais alguns desvios de conduta daqueles que administram as finanças das igrejas, não podemos fechar o coração para os que necessitam.

É neste cenário que se encaixam os personagens da lição que estamos estudando, conhecidos como Ananias e Safira.

1.2 – Dando lugar ao diabo

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Conforme o comentarista da lição nos ensina, mesmo em um ambiente maravilhoso de comunhão e alegria, algumas pessoas que aparentemente eram convertidos começaram a “mostrar suas garras”.

Não existe como fugirmos disto, sempre haverá joio no meio do trigo e quem tem habilidade para retirar o joio do meio do trigo é o Senhor.

Vamos ler um texto bíblico:

“Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O Reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou o joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Porém ele lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro”. (Mt 13.24-30 – ARC)

“Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo. E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem, o campo é o mundo, a boa semente são os filhos do Reino, e o joio são os filhos do Maligno. O inimigo que o semeou é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do Homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali, haverá pranto e ranger de dentes. Então, os justos resplandecerão como o sol, no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça”. (Mt 13.36-43 – ARC) 

Observaram que a Bíblia nos ensina que o joio está no meio do trigo e que somente o Senhor pode reconhece-lo e retirá-lo sem comprometer o trigo?

O joio são os falsos crentes. Parecem com os verdadeiros a ponto de ser extremamente difícil discernir, porém, o Senhor os conhece bem.

Ananias e Safira eram deste tipo…

Haviam visto o exemplo de Barnabé que vendeu sua propriedade e ofertou o valor para a obra, porém, por causa que seu coração não era puro, fizeram algo que não agrada a Deus, “deram lugar ao diabo”.

A Bíblia nos ensina que não devemos dar lugar a ele. (Ef 4.27).

Vamos ler a partir do versículo 17:

“Sendo assim, eu vos afirmo, e no Senhor insisto, para que não mais viveis como os gentios, que vivem na inutilidade dos seus pensamentos. Eles estão com o entendimento mergulhado nas trevas e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, devido ao embrutecimento do seu coração. Havendo perdido toda a sensibilidade, eles se entregaram a um estilo de vida depravado, cometendo com avidez toda a espécie de impureza. Entretanto, não foi isso que vós aprendestes de Cristo! Se é que de fato o ouvistes e nele fostes discipulados, conforme a verdade que está em Jesus. Quanto à antiga maneira de viver, fostes instruídos a vos despirdes do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serdes renovados no vosso modo de raciocinar e a vos revestirdes do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da Verdade. Portanto, cada um de vós deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo Corpo. “Estremecei de ira, mas não pequeis”, acalmai a vossa raiva antes que o sol se ponha, e não deis lugar ao Diabo”. (Ef 4.17-27 – KJA) 

Paulo, escrevendo aos Efésios nos ensina que após a conversão, nós precisamos viver uma vida na presença de Deus, praticando atos que são provenientes Dele. Precisamos tirar a roupa do velho homem que habita em nós e trocar pelas roupas santas, banhadas no sangue de Jesus, deixando que o Espírito Santo nos guie em tudo.

O versículo 25 nos mostra que devemos abandonar a mentira e falar a verdade ao nosso próximo e foi exatamente aí que Ananias e Safira pecaram contra Deus, dando lugar ao diabo. Deixaram que o diabo agisse através da vida deles. Quão triste é ver alguém ser um instrumento do diabo.

Vocês se lembram de Pedro (Mt 16.23), quando Jesus disse aos discípulos que era necessário que ele sofresse e fosse morto? Se lembram do que Jesus disse para o APÓSTOLO Pedro? “Para traz de mim satanás”.

Jesus enxergou aquele que estava usando a boca do apóstolo, o diabo.

Ananias e Safira se colocaram nas mãos do diabo e proferiram uma mentira, deram lugar para o diabo usar suas mentes e bocas.

1.3 – A mentira

Evangelista Leonardo Novais de Oliveira

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos que mantemos uma parceria missionária com a EQUIPE SEMEAR, localizada na cidade de Uberaba – MG, que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada