Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Jovens – 4º Trimestre de 2018 – 18-11-2018 – Lição 7: O genuíno culto pentecostal

15/11/2018

Esse post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.

1 Coríntios 14.26

Texto bíblico

João 4.19-24

19 Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.

20 Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.

21 Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.

22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.

23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem.

24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

Efésios 5. 15-21

15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,

16 remindo o tempo, porquanto os dias são maus.

17 Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.

18 E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito,

19 falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração,

20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,

21 sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.

INTRODUÇÃO

A Paz do Senhor querido leitor do nosso blog!

O culto é uma das mais belas e antigas formas do homem expressar sua devoção, gratidão e adoração a Deus. A Bíblia é o maior manual litúrgico em circulação. É nela que encontramos a principal fundamentação para a prática do culto cristão.

A falta de conhecimento desta fundamentação, aliada ao descaso ou desinteresse quanto ao desenvolvimento histórico do culto, tem conduzido cristãos e igrejas a se privarem de todas as bênçãos e privilégios deste tão solene ato, como, também, ao desvio da simplicidade, verdade e espiritualidade, que sempre marcaram esta prática cristã.

Em muitos lugares, a formalidade, a desordem e a irreverência, têm transformado o culto num mero encontro de pessoas, quando deveria, antes, ser um encontro de pessoas com Deus.

I – AS REUNIÕES DO POVO DE DEUS EM ATOS

1 – Reuniões com oração

No capítulo 2 de 1 Timóteo, o apóstolo orienta sobre a importância da oração na vida cristã e como ela deveria ser realizada no culto público.

Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;

1 Timóteo 2.1,2

John Stott ressalta que o que se destaca aqui nesse parágrafo é a amplitude universal da responsabilidade da igreja, e que o plano de Deus, e, portanto, a nossa responsabilidade, tem a ver com todo o mundo.

Paulo solicita a Timóteo que providencie para que em todos os lugares, no território de Éfeso, em que o povo de Deus se reúna para o culto público, que em suas orações sejam lembrados os reis e todos os que se ocupam de posições de preeminência, que, em suma, sejam feitas súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens.

Em outras palavras, o que Paulo começa dizendo é que, em primeiro lugarantes de todas as coisas (tradução literal do grego), Timóteo deveria dar prioridade no culto à prática contínua de súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todas as pessoas, incluindo os líderes e seus governos que exercem autoridade sobre nóspara assim vivermos uma vida tranquila e pacificacom toda a dedicação a Deus e corretos em tudo.

Paulo menciona quatro tipos diferentes de práticas no culto – súplicas, orações, intercessões e ações de graças, três das quais ele já havia mencionado em conjunto numa carta anterior, em Filipenses 4.6.

A maioria dos estudiosos afirmam que os três termos iniciais – súplicas (deçsis), orações (proseuchç) e intercessões (enteuxis) – são praticamente sinônimos, não existindo uma distinção clara entre eles; ambos os termos querem dizer a mesma coisa.

Embora Paulo use esse conjunto de quatro palavras, todas elas focalizam um único ponto: as orações devem ser feitas em favor de todos os homens. Matthew Henry observa que os discípulos de Cristo devem ser gente que ora; todos, sem distinguir nação, nível ou partido.

2 – Reuniões marcadas pelo temor a Deus

O que é temor? Temor é respeito, obediência e reverência. Se tememos ao Senhor, nós O obedecemos, porque sabemos que Ele é onisciente, onipotente e onipresente. Ele tudo conhece, tudo pode e está em todo o lugar. Portanto, conhece a nossa vida, o nosso procedimento, sabe por onde andamos e sonda até os nossos pensamentos mais secretos.

O jovem que teme ao Senhor odeia o mal, odeia o pecado, porque ele sabe que com Deus não se brinca; e que o que ele semear, irá colher, sem dúvida nenhuma. Ele sabe que a Palavra de Deus é verdadeira, e é Ela que diz que as consequências da desobediência não tardarão, é só esperar.

Muitos jovens podem pensar: “Como faço para temer a Deus?” É muito fácil, é só pedir ao Senhor, e Ele dará o temor. Leia em Jeremias, capítulo 32, versículo 40b: “…; e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim”. Aí vemos que Deus percebeu a necessidade de o crente possuir temor para nunca se afastar dEle. É o temor que nos mantém fiéis a Deus, é o temor que não nos deixa colocar o pé fora do caminho reto, enfim, é o temor que nos impede de pecar.

Desde a construção do tabernáculo, Deus exigiu temor diante da sua presença. O sacerdote não podia se apresentar de qualquer forma perante Deus. O mesmo serve para os nossos dias. Devemos nos apresentar diante de Deus com temor.

3 – Reuniões com exposição da Palavra

Por Rafael Cruz

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada