Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Jovens – 4º Trimestre de 2017 – 08/10/2017 – Lição 2: A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias

06/10/2017

Este post é assinado por: Rafael Cruz

TEXTO DO DIA

  • “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”
    Romanos 12.2

TEXTO BÍBLICO

  • Romanos 12
    Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
    E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
  • Colossenses 2
    E digo isto para que ninguém vos engane com palavras persuasivas.
    Porque, ainda que esteja ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito, estou convosco, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.
    Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele,
    arraigados e edificados nele e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, crescendo em ação de graças.
    Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;

INTRODUÇÃO

Durante toda a história da humanidade, ideologias surgiram e influenciaram camadas da nossa sociedade. Podemos destacar:

  • Ideologia fascista: implantada na Itália e Alemanha, principalmente, nas décadas de 1930 e 1940. Possuía um caráter autoritário, expansionista e militarista.
  • Ideologia comunista: implantada na Rússia e outros países (principalmente do leste europeu), após a Revolução Russa (1917). Visava a implantação de um sistema de igualdade social.
  • Ideologia democrática: surgiu em Atenas, na Grécia Antiga, e possui como ideal a participação dos cidadãos na vida política.
  • Ideologia capitalista: surgiu na Europa durante o Renascimento Comercial e Urbano (século XV). Ligada ao desenvolvimento da burguesia, visa o lucro e o acumulo de riquezas.
  • Ideologia conservadora: ideias ligadas à manutenção dos valores morais e sociais da sociedade.
  • Ideologia anarquista: defende a liberdade e a eliminação do estado e das formas de controle de poder.
  • Ideologia nacionalista: exaltação e valorização da cultura do próprio país.

Todas elas tiveram suas consequências e com certeza muitos ‘cristãos’ foram seduzidos por essas ideologias simplesmente por falta de conhecimento da verdade.

  • Portanto o meu povo será levado cativo, por falta de entendimento; e os seus nobres terão fome, e a sua multidão se secará de sede. Isaías 5:13

O intuito dessa lição é justamente para abrir os nossos olhos para que possamos ver a essência dessas ideologias e podermos ter o conhecimento necessário para perceber que de nada elas se comparam com os ideais de Deus para o homem.

  • conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

I – UM MUNDO MOVIDO POR IDEIAS E IDEAIS

1. Ideologia e seu sentido

Ideologia é um conjunto de ideias ou pensamentos de uma pessoa ou de um grupo de indivíduos. A ideologia pode estar ligada a ações políticas, econômicas e sociais.

Como a ideologia está ligada diretamente aos ideais de uma pessoa ou grupo, podemos de certa forma, dizer que as pessoas que acreditam nos ideais de alguém se tornam os seus seguidores.

Como vimos na introdução, ideologias vem e vão, pois quando uma acaba, acredita-se que não teríamos mais nenhuma luta ideológica. Acontece que para preencher o vazio que existe na mente e na vida do homem caído pelo pecado, ele inventa novas ideias, novos sistemas sociais e políticos para resolver o seu problema.

Dessa forma a ideologia pode-se assemelhar a alienação, onde o indivíduo diminui sua capacidade de pensar e agir por si mesmo; acredita cega e fielmente nas palavras e ideais de ‘seu líder’.  Tanto é que Napoleão chamou De Tracy (Conde De Tracy que marcou na história a palavra ideologia) e seus seguidores de “ideólogos” no sentido de ‘deformadores da realidade’.

Abraçar uma ideologia e se comprometer com ela é tomar para si outro senhor. Toda ideologia exige do homem um compromisso com uma visão de mundo.

  • Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Mateus 6:24

2. Ideias e consequências

A terceira lei de Newton diz respeito ao princípio da ação e reação: A toda ação sempre há uma reação de mesma intensidade e direção, porém sentidos opostos. Em resumo, em tudo que exercemos força, recebemos em troca essa força. Um exemplo é de um jogador que cabeceia uma bola: através da força exercida na bola, ele consegue jogá-la em uma direção, mas consequentemente ele sente a ‘pancada’ da bola em sua cabeça. Ação e reação.

Assim como na física, ao seguir alguma ideologia, ela irá trazer alguma consequência. Tudo que você está vivendo hoje é consequência das escolhas que fez ontem. Tudo que viverá amanhã será consequência das escolhas de hoje. Veja bem o que você vai fazer, nossas escolhas nos aproximam de Deus ou nos distanciam Dele. Lembre-se: a semeadura é opcional, mas a colheita é obrigatória.

  • Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. Gálatas 6:7,8

II – CARACTERÍSTICAS DAS IDEOLOGIAS CONTRÁRIAS AO EVANGELHO

1. Idolatram algo dentro da criação

Já sabemos que idolatria não está somente voltada a adoração para alguma imagem de escultura, mas sim que idolatria é tudo aquilo que nos separa, nos distancia e que substitui Deus nas nossas vidas. Dito isso, um seguidor de uma ideologia, quando aceita e acredita nesses ideais e os pratica, se torna um idolatra perante Deus.

A idolatria ofende a Deus. Tudo que toma o lugar de Deus em nossa vida é idolatria. Só Deus merece adoração. O segundo mandamento proíbe a idolatria:

  • Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; não te encurvarás a elas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. Deuteronômio 5:8,9

O que as ideologias contrárias ao evangelho ensinam é justamente uma devoção / obediência a ‘criatura’ e não ao criador.

  • Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Romanos 1:25

Quando os homens escolhem esquecer-se de Deus, isto não quer dizer que deixam de o adorar. Paulo diz, simplesmente, que os homens começaram a adorar e servir “a criatura em lugar do Criador”. A Bíblia deixa bem claro que os homens, ao deixarem Deus, sempre procuram outra coisa para cultuar, seja esta coisa eles mesmos ou seja um outro “deus”.

2. Negam a realidade do pecado

Vamos ver aqui algumas ideias que negam a realidade do pecado:

  • Gnosticismo: Os gnósticos identificavam o mal com a matéria, ou seja, a carne com suas paixões, e o bem como uma substância do espírito. Sendo assim, não há razão para acreditar no pecado, que no caso, seria nada mais do que a eterna luta entre o bem e o mal.
  • Ateísmo: O termo vem do grego atheos, que significa sem Deus. Exatamente por negar a Deus e viver sem Ele, negam o conceito de pecado, porque o pecado não pode ser simplesmente contra o ser humano, mas, contra um Ser soberano.
  • Hedonismo: Para os hedonistas o que importa é o prazer e este deve ser desfrutado sem nenhum sentimento de culpa. O hedonista não está preocupado se algo é errado, mas antes, se promove prazer.
  • Evolucionismo: Os evolucionistas defendem a ideia de que não há espaço para o sentimento de culpa, não há a imagem divina no ser humano, não há distorção desta imagem. Portanto, o ser humano não depende e nem precisa de Deus.
  • Determinismo: sustenta que o homem não pode evitar o que faz, seja bem ou mal, e por isso não se pode ser culpado, é uma visão fatalista que busca desculpar o homem de tudo que ele faz ou é.

Ao contrário de todas essas ideologias a bíblia é clara em relação a universalidade do pecado, onde todos pecaram e necessitam da graça e misericórdia de Deus.

  • Disse o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o bem. O Senhor olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus. Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um. Salmos 14:1-3

3. Descreem no mundo espiritual

Obviamente, essas ideologias não creem na existência de Deus. A Bíblia assim nos diz:

  • Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz. A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Salmos 19:1-4

Toda a natureza, toda a criação aponta para um Deus criador. Nada do que existe, existiria se não fosse pela vontade de Deus.

As pessoas afirmam não acreditar em Deus porque “não é científico” ou “porque não há prova”. A verdadeira razão é que, quando se admite que há um Deus, também é necessário aceitar que devem ter responsabilidade para com Ele e que precisam do Seu perdão. Se Deus existe, então devemos prestar contas das nossas ações a Ele. Se Deus não existe, então podemos fazer o que quisermos sem termos de nos preocupar com o Seu julgamento sobre nós.

A Bíblia, com todas as suas profecias cumpridas, prova a existência de Deus. Somente um Deus criador e conhecedor de todas as coisas, poderia revelar tais coisas aos homens.

  • Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade; que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim. Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade. Isaías 46:9,10

III – MENTES RENOVADAS PARA UM MUNDO CHEIO DE IDEOLOGIAS VÃS

1. Inconformados com o mundo

Primeiro de tudo precisamos saber que conforme a Bíblia nos ensina esse mundo jaz no maligno (1 João 5.19). E o sentido de inconformado não é simplesmente dizer que você está indignado, que não concorda, mas sim que você não toma a forma do mundo.

A palavra ‘inconformado’ é sinônimo de discordância e divergência. Uma pessoa inconformada é alguém que não toma a forma, ou seja, não se molda de acordo com o ambiente a sua volta. 

Muitos jovens se dizem ‘inconformados com o mundo’, mas ainda segue o conselho do mundo. É o cristão ‘007’, ninguém sabe que ele é cristão. O Salmo primeiro deve ser o lema de todo o jovem cristão:

  • Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Salmos 1:1,2

Ser inconformado com o mundo, é abrir mão de tudo, menos de Deus. Relembre comigo o caso de Daniel e seus 3 amigos. Daniel e seus amigos perderam tudo. E estavam conformados em terem de talvez até mesmo perderem os sonhos que eles tinham, mas não perderam a Deus. E fizeram questão de não abrirem mão de Deus, pois eles sabiam que independentemente de onde estivessem, Deus os faria viver sonhos maiores, sonhos melhores.

2. Transformação permanente

O verdadeiro cristão não vive acomodado e preso em uma ‘bolha’ somente esperando a volta de Cristo. A transformação que Cristo proporciona em nossas vidas é permanente, ou seja, devemos buscar sempre a santificação.

Ser santo, significa ser separado. Estamos nesse mundo, mas não somos desse mundo. Temos uma mentalidade regenerada por Deus.

Conforme o que Paulo escreveu em Romanos 12:2, não temos como experimentar toda a vontade de Deus se não nos transformarmos constantemente. E a forma de provocar essa transformação é renovar nossa mente, mudar nosso entendimento sobre determinadas coisas.

Após recebermos a Cristo como Senhor da nossa vida devemos ser agentes de transformação, vocacionados pelo Espirito Santo, que através das nossas vidas deseja mudar a realidade de pessoas a nossa volta.

  • Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor. 2 Coríntios 3:18

3. Em direção a uma cosmovisão cristã

Cosmovisão é um conjunto de suposições e crenças que alguém usa para interpretar e formar opiniões acerca da sua humanidade, propósito de vida, deveres no mundo, responsabilidades para com a família, interpretação da verdade, questões sociais, etc. Um cristão deveria ver essas coisas, e todas as demais, guiado pela luz que recebe da Bíblia.

Nancy Pearcey diz que a cosmovisão é como um mapa mental que nos diz como navegar de modo eficaz no mundo. É a impressão da verdade objetiva de Deus em nossa vida interior. Norman Geisler nos dá outra representação, segundo ele cosmovisão é semelhante a uma lente intelectual através da qual enxerga-se o mundo.

Como já vimos no decorrer da lição a cosmovisão secular está em conflito com a cosmovisão bíblica. Vamos ver alguns pontos: onde o mundo nos mostra um homem desenvolvido, a Bíblia diz que ele foi criado; onde o mundo diz que não há necessidade de salvação e redenção, a Bíblia claramente declara que todas pessoas têm necessidade de confessar os seus pecados.

Somos chamados a conhecer teologia e ética, a tratar o texto bíblico com reverência, mas também ter uma mente inquiridora que medita, reflete, constrói o pensamento, que se move em direção a uma cosmovisão cristã da realidade humana.

  • Não havendo profecia, o povo perece; porém o que guarda a lei, esse é bem-aventurado. Provérbios 29:18

Que Deus lhe abençoe!

REFERÊNCIAS

Biblia online: https://www.bibliaonline.com.br/

NASCIMENTO, Valmir. Seguidores de Cristo: Testemunhando numa Sociedade em Ruínas. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2017;

Wikipédia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal

Dicionário Bíblico Wycliffe.

Por Rafael Cruz


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada