Ensinando e fazendo Missões

Acesse os esboços por categorias


Buscar no blog

Nossos Esboços

CPAD Jovens – 3º Trimestre de 2019 – 11-08-2019 – Lição 6: A razão da nossa esperança

06/08/2019

Esse post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós. 1 Pedro 3.15

Texto bíblico

1 Pedro 3

8 E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis,

9 não tornando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, sabendo que para isto fostes chamados, para que, por herança, alcanceis a bênção.

10 Porque quem quer amar a vida e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano;

11 aparte-se do mal e faça o bem; busque a paz e siga-a.

12 Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos às suas orações; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem males.

13 E qual é aquele que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?

14 Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis;

15 antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,

16 tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom procedimento em Cristo,

17 porque melhor é que padeçais fazendo o bem (se a vontade de Deus assim o quer) do que fazendo o mal.

1 Pedro 4

1 Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este pensamento: que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado,

2 para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus.

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor querido leitor do nosso site!

Deus fez do ser humano um ser inteligente e pensante, que pode refletir antes de tomar suas escolhas, pois todas geram consequências (Gálatas 6.7). E muitas escolhas e atitudes dos homens geram sofrimento não somente para si, mas para sua família, para seus conhecidos, para sua cidade, país, etc.

Quando não encaramos certos sofrimentos por causa de nossas atitudes e escolhas erradas (exemplo do rei Saul), Deus tem um propósito fiel por trás do que sofremos; e mesmo quando é sofrimento por consequência de nosso pecado, Ele pode nos restaurar! (1 João 1.9)

I – QUALIDADES DA VIDA CRISTÃ

1 – Unidade cristã

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão de crer em mim; Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. João 17:20,21

Essa ideia de unidade do corpo de Cristo resulta da ideia central da Tri Unidade de Deus. Por isso que o apóstolo Paulo declarou: “Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão” (1 Coríntios 10:17).

A unidade do Corpo de Cristo permite a união dos desiguais: “Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. … E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo” (1 Coríntios 12:13-14 e 19-20). Paulo assim escreve para demonstrar que cada membro do corpo é diferente um do outro, mas forma uma unidade: uns são mãos, outros, pés, outros olhos, assim por diante. Não somos todos apenas um membro do corpo, mas vários membros formando um só corpo.

A unidade cristã se dá pela verdade bíblica universal, a Palavra viva, santa e imutável de Deus. Na sua oração pela unidade, Jesus disse: “Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam; … Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:8 e 17). Se não for pela Palavra de Deus não haverá unidade cristã verdadeira. Portanto, a unidade não deve ser meramente espiritual, mas também bíblico-doutrinária, mediante a uniformidade da fé.

2 – Simpatia e perdão

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Todo cristão sabe que deve ser companheiro em tudo, que deve ser humilde, e que não deve ser vingativo e nem se permitir contaminar pelo mal. O fato de não ser possível sermos plenamente bom de coração não significa que não possamos ser gentis. Afinal, a Bíblia exige que sejamos benignos pelo fato de o Espírito Santo produzir a benignidade de Cristo em nossos corações, para que nossas vidas testemunhem do poder de Deus que nos transformou.

Uma parte do fruto do Espírito é composta pela benignidade. A palavra grega sempre traduzida por benignidade no Novo Testamento, pode ser traduzida por gentileza, delicadeza, honestidade, excelência de caráter e retidão. Transmite a ideia de brandura, de amabilidade, de bondade de coração. Uma pessoa benigna é uma pessoa amorosa, graciosa, predisposta ao bem comum e íntegra. Afetuosidade, suavidade, cortesia, carinho, meiguice, ternura e doçura são marcas de uma pessoa benigna, com predisposição para ser agradável e que demonstra sensibilidade, tratando os outros com respeito e educação.

Outra característica marcante na vida do cristão é o ato de perdoar. Perdão é reconhecer que alguém cometeu uma ofensa contra você, mas decidir largar o rancor e o desejo de retribuição contra essa pessoa. Perdão verdadeiro é uma decisão feita com a ajuda de Deus e que liberta. Nós devemos perdoar porque Deus nos perdoou muito mais.

Agora, perdoar não é esquecer. Quando a Bíblia diz que Deus se “esquece” de nossas ofensas, significa que não cobra nunca mais. Do mesmo jeito, quando você perdoa uma pessoa, você não cobra mais por esse pecado. Esquecer não ajuda a perdoar, só ignora o problema. Perdoar é enfrentar o problema e reconhecer seu impacto negativo, depois decidir deixar todo desejo de retribuição.

Outro pensamento errado é achar que perdão ignora a justiça. Perdão é deixar a justiça nas mãos de Deus, que é perfeitamente justo. Você condena o pecado, mas deixa de ser um problema seu, é um problema entre a outra pessoa e Deus.

3 – Guardando a língua

Por Rafael Cruz

Para continuar lendo esse esboçoCLIQUE AQUIe escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUIpara ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Copyright Março 2017 © EBD Comentada