Ensinando e fazendo Missões

Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Jovens – 3º Trimestre de 2017 – 24/09/2017 – Lição 13: O tempo de Deus está próximo

23/09/2017

Este post é assinado por: Rafael Cruz

TEXTO DO DIA

“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia […]”
(2 Pedro 3.9).

TEXTO BÍBLICO

1 Tessalonicenses 4.16-18
16  Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;

17  depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
18  Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

INTRODUÇÃO

“Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino”. Romanos 12:7

Pela graça e misericórdia do nosso Deus, chegamos ao final de mais um trimestre. Espero que nessas 12 lições já passadas, Deus tenha falado poderosamente na sua vida, te alertando sobre como você está administrando o seu tempo. Que Deus continue te abençoando ricamente!

Conseguimos aprender neste trimestre sobre preguiça, ativismo, ansiedade, tempo perdido, depressão, hedonismo, materialismo e crenças religiosas. Mas assim como o trimestre está acabando, esse tempo em que vivemos também vai acabar. É nesse ponto que chegamos na nossa última lição: O tempo de Deus está próximo.

“Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus”. Amós 4.12

O que mais vemos na mídia são sinais de que o mundo caminha cada dia mais para a volta de Cristo. O tempo de Deus está próximo, é hora de despertamos, é hora de não perdermos tempo com as coisas desse mundo, mas sim colocarmos Deus em primeiro lugar nas nossas vidas.

I – A VOLTA SÚBITA DE JESUS CRISTO

1. Uma verdade essencial

Uma coisa é certa: Jesus vai voltar. Por mais que demore ou que as pessoas zombem, a volta de Cristo é algo que não devemos duvidar.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. João 14:1-3

Diante desse fato iminente na história da humanidade, por diversas vezes pessoas tentam ‘acertar’ o dia da volta do Senhor:

1260 – O místico italiano Joaquim de Fiore determinou que o reinado de Cristo sobre a Terra começaria entre 1200 e 1260. Depois do erro, seus seguidores revisaram a data para 1290, e depois, para 1335.

1533 – O anabatista Melchior Hoffman previu que apenas 144 mil pessoas seriam salvas na segunda vinda de Cristo, que começaria em Estrasburgo. O restante da humanidade seria consumida pelo fogo

19 de outubro de 1533 – O matemático Michael Stifel calculou que o Juízo Final começaria às 8h deste dia.

5 de abril de 1534 – Jan Matthys previu que o Apocalipse aconteceria naquele dia, e que apenas a cidade de Münster, na Alemanha, seria poupada.

1843 – O fazendeiro William Miller, depois de anos de estudo, concluiu que a destruição do mundo estava prevista na Bíblia e acabaria entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844. Ele arrematou vários seguidores, que decidiram que a data seria no dia 22 de outubro de 1844. Como o mundo não acabou, e vários seguidores se desfizeram de seus bens, surgiu o movimento que ficou conhecido como Grande Desapontamento, e alguns de seus ex-seguidores fundaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

1901 – A Igreja Católica Apostólica, fundada em 1831, avisou que Jesus voltaria quando seus 12 fundadores estivessem mortos.

28 de outubro de 1992 – O pastor Lee Jang Rim, da Igreja Tami da Coréia do Sul, marcou o dia do arrebatamento para esta data. As autoridades sul-coreanas evitaram o suicídio coletivo de milhares de seguidores que esperavam o fenômeno, mas quatro pessoas tiraram suas próprias vidas nos dias anteriores.

26 de março de 1997 – Marshall Applewhite, líder da seita Heaven’s Gate, disse que uma nave espacial viajava atrás do cometa Hale-Boop e que a NASA ocultava esta informação do grande público. O suicídio aparecia como forma de “evacuar a Terra” para que as almas dos seguidores pudessem embarcar na nave e conhecer outro nível da existência humana. O líder e seus 38 seguidores se mataram.

Esses e tantos outros tentaram prever o ‘fim do mundo’ ou a volta de Cristo. Não importa a data, o importante mesmo é vivermos uma vida reta e integra perante Deus, sempre vigilantes, pois a palavra já nos alerta:

“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão”. 2 Pedro 3.10

2. O tempo se abrevia

Com todos os sinais que vemos dia após dia, só temos a certeza que o tempo desse mundo está se findando. Estamos vivendo tempos difíceis, trabalhosos; mas a nossa esperança é que Jesus vem para nos buscar e que todo o sofrimento vai acabar!

“Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda”. 2 Timóteo 4.8

Paulo fala a Timóteo que ele ‘ama a vinda do Senhor’. O tempo se abrevia, mas o nosso sentimento não deve ser de medo ou qualquer outro pensamento ruim, mas sim de amor pela sua vinda! Pense em um pai que viaja e fica contando os dias para voltar a sua casa para encontrar com seus filhos e esposa, ou a esposa que viaja e também passa pelo mesmo sentimento. Eles não veem a hora de se encontrar e ficarem juntos novamente!

O tempo está acabando e Deus lhe concede todos os dias novas oportunidades para que você chegue mais perto dele! Que dia maravilhoso será para os que o amam e aguardam a sua vinda!

3. Uma invasão aguardada

Tomando como base o mesmo exemplo da espera de alguém que está voltando de viagem, o que fazemos antes? Com certeza, vamos arrumando a casa, deixando tudo nos lugares…se é a esposa, marido, namorado (a) …passamos um perfume, nos arrumamos; tudo isso é para que quando a hora chegar, tudo estará pronto.

Assim tem que ser o aguardo da vinda de Jesus. Não devemos viver uma vida sem sentido, sem propósitos; temos que nos preparar para receber o noivo da Igreja.

“Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça”. 2 Pedro 3:13

Quando falamos em arrebatamento, temos 3 diferentes posições. O mais importante das diferentes posições é que Cristo voltará, as posições só divergem de quando vai acontecer. Vejamos:

  • Pré-Tribulacionismo: Essa visão defende que a volta de Cristo se divide em duas etapas: secretamente para buscar a Igreja, e em glória, sendo visível a todos após o período de grande tribulação. Os textos mais utilizados para defender o arrebatamento pré-tribulacionista são: Romanos 8:1, 1 Coríntios 15:51, 1 Tessalonicenses 1:10; 4:17;5:9 e Apocalipse 3:10;
  • Meso-Tribulacionismo: Defende que a Igreja será arrebatada no meio da grande tribulação. Sendo a tribulação um período de sete anos, então haverá três anos e meio de paz e três anos e meio de muita dificuldade. A principal defesa do Meso-Tribulacionismo é uma cronologia dada em 2 Tessalonicenses 2:1-3, onde o Anticristo parece ser revelado antes do arrebatamento da Igreja;
  • Pós-Tribulacionismo: Defende que o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo tratam-se de um único evento, e que ocorrerá após o período de grande tribulação. Nessa interpretação, a Igreja passará pela grande tribulação, que não precisa ser necessariamente um período de sete anos. Um dos principais argumentos é que no livro do Apocalipse em nenhum momento é mencionado duas fases da volta de Jesus, e quando a segunda vinda é descrita, ela ocorre após o período de tribulação.

II – SINAIS QUE PRECEDEM A VOLTA DE JESUS

 1. A convulsão da natureza

Não sabemos em que dia o Senhor Jesus voltará, mas podemos, através das escrituras ver os sinais dos fins dos tempos se cumprindo. Um deles é a convulsão da natureza.

“E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito”. Gênesis 6.5,7

Lembremos de Noé. Os homens pecavam e faziam aquilo que era mau perante Deus. O resultado foi o diluvio, que destruiu toda aquela civilização pecaminosa. O mesmo ocorreu para Sodoma e Gomorra, fogo do céu destruiu aquela cidade. Esse é o resultado do aumento do pecado e da maldade entre os homens.

“E haverá grandes terremotos, fomes e pestilências em vários lugares, e coisas espantosas”. Lucas 21.11

O Tsunami no sudoeste asiático, os tufões e terremotos dos últimos vinte anos têm de fato produzido preocupações para as autoridades mundiais. Pesquisas científicas fazem predições mais apocalípticas do que o próprio Apocalipse. Não há perspectivas positivas nesse sentido.

A OMS considera a malária a pior doença tropical e parasitária da atualidade, perdendo em gravidade apenas para a AIDS, e ceifando três milhões de pessoas por ano, desde 1980. A AIDS, por sua vez, foi identificada em 1981, nos Estados Unidos, e desde então foi considerada uma epidemia pela Organização Mundial de Saúde, com 22 milhões de mortos até o momento.

2. Aumento da rebelião

“Então lhes disse: Então levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino”. Lucas 21.10

O século 20 foi marcado por duas sangrentas guerras mundiais, seguida por inúmeros conflitos da guerra fria. Apenas 21 anos após ter terminado a 1ª Guerra, quando o mundo achava que estava em paz, estourou a Segunda, que deixou um saldo de 77 milhões de mortos (destes, pelo menos 7 milhões de judeus). A bomba atômica, atirada sobre Hiroshima e Nagazaki em 6 de agosto de 1945, trouxe ao mundo o conhecimento de um poder de destruição nunca antes sonhado – a energia atômica.

No dia 3 de Setembro, a Coreia do Norte realizou o seu teste mais potente até hoje com o que seria uma bomba de hidrogênio. A potência estimada da explosão foi de 250 quilotons, ou seja, 16 vezes a força da bomba atômica que destruiu a cidade japonesa de Hiroshima em 1945.

O que mais vemos é justamente o aumento de poder bélico que os países fazem. Cada tempo, é uma bomba nova com um maior poder de destruição. Tudo isso é cumprimento da palavra de Deus.

3. Tensões generalizadas

Além da revolta da natureza e das guerras iminentes, existe a parte espiritual de tudo isso. A atividade diabólica só tem aumentado na terra, diminuindo cada vez mais aqueles que acreditam em Deus. Um dos grandes movimentos espirituais que tem crescido é a Nova Era.

O Movimento Nova Era, que exportou inúmeros conceitos das religiões e filosofias orientais, tem sido um fenômeno religioso em contínuo crescimento. Sua influência tem sido sentida em diversos setores da vida moderna, na educação, na medicina, na vida empresarial e em outras áreas. Muitos que não foram alcançados pela mensagem do evangelho têm se apegado a este tipo de espiritualidade satânica, que nada mais é do que a preparação para o futuro governo anticristão.

“E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos”. Mateus 24:3-5

Nunca a humanidade esteve tão perdida e enganada. Cada um segue sua ‘própria verdade’, mas nós que seguimos sua palavra e seus mandamentos, jamais seremos enganados. Maranata!

III – UM DIA GLORIOSO PARA OS REMIDOS

 1. Vitória sobre a morte

Por causa da vitória de Cristo sobre a morte, a sepultura não é o fim. Nós sentiremos, naturalmente, tristeza e luto quando aqueles que amamos morrerem e formos separados deles nesta vida. Mas o cristão não entra em luto como alguém que não tem esperança. O testemunho da ressurreição de Jesus é que todos os cristãos um dia serão retirados de suas sepulturas e vestidos com corpos ressurretos e glorificados.

“Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 1 Tessalonicenses 4:17

A morte não deve ser encarada como um final triste e sem sentido, mas sim como uma passagem para nos encontramos com o Senhor. O médico galês e Reverendo David Martyn Lloyd-Jones, depois de uma batalha contra o câncer, disse a sua família e a seus paroquianos, poucos dias antes de morrer: “Não orem mais por minha cura, não procurem me deter de ir para a glória”. Para ele, a morte não era uma viagem rumo ao desconhecido, mas a entrada no céu, no paraíso, na casa do Pai, na pátria celestial.

“Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor”. Filipenses 1:23

Paulo diz que partir e estar com Cristo é muito melhor do que viver nesse mundo. Morrer, para um cristão, é bem-aventurança. É descansar das suas fadigas.

 2. Cerimônia festiva

Que alegria será quando aquele dia chegar! Já imaginou você abraçando a Jesus e dizendo: ‘Obrigado por sofrer em meu lugar, por pagar a dívida que era minha, por me amar mesmo sendo um pecador, por morrer em meu lugar…’? A nossa mente não consegue chegar a imaginar como será esse momento. Será uma grande festa junto a Ele que é digno de toda honra, glória e louvor.

Existe uma canção (Vai Valer a Pena – Livres para Adorar) que diz:

Quando o grande dia chegar
Quando o grande dia chegar, e ele vem
Quando o grande dia chegar
Eu cantarei, eu cantarei, eu cantarei . . .

Jesus, valeu a pena!

Por mais que seja sofrida a nossa vida, eu tenho a absoluta certeza que diremos: Valeu a pena Jesus!!!

“E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas”. Apocalipse 21:4

3. Para sempre com o Senhor

Em Gênesis, no princípio de todas as coisas vemos que Deus criou o homem a sua imagem e a sua semelhança. Com o pecado essa imagem ficou manchada e, como a palavra nos diz:

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” Romanos 3:23

Mas ainda temos dentro de nós essa chama divina da criação de Deus. O cristão verdadeiro, que tem Jesus morando dentro de si, tem sim uma saudade profunda do habitar de nosso Deus. É por isso que Paulo fala que a ‘nossa pátria está nos céus (Filipenses 3.20), e sentimos saudades do lugar que Deus preparou para nós desde a fundação do mundo (Mateus 31.34).

Peregrino somos nessa terra e almejamos morar para sempre com nosso Senhor!

Hino 36 da Harpa Cristã (Justus Henry Nelson)

“Da linda pátria estou bem longe;
Cansado estou;
Eu tenho de Jesus saudade,
Oh, quando é que eu vou?
Passarinhos, belas flores,
Querem m’encantar;
São vãos terrestres esplendores,
Mas contemplo o meu lar”.

Que Deus em Cristo Jesus te abençoe!

REFERÊNCIAS

ODILO, Reynaldo. Tempo Para Todas as Coisas: Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD;
Bíblia online: https://www.bibliaonline.com.br/acf

Por Rafael Cruz


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada