Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Jovens – 2º Trimestre de 2019 – 21-04-2019 – Lição 3: O dinheiro e seus perigos

15/04/2019

Esse post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.

Mateus 19.22

Texto bíblico

Mateus 19.16-24

16 E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei, para conseguir a vida eterna?

17 E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom, senão um só que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.

18 Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho;

19 honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo.

20 Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda?

21 Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; e vem e segue-me.

22 E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.

23 Disse, então, Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos céus.

24 E outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus.

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor querido leitor do nosso site!

Em um sentido mais amplo, o amor ao dinheiro, ainda hoje e em todas as épocas, faz pessoas agirem de forma contrária a vontade de Deus, tomando atitudes que Deus condena para conseguir o tão sonhado lucro. Um exemplo seria a corrupção, que faz pessoas roubarem, dissimularem, matarem e realizarem toda sorte de atos pecaminosos para aumentar sua quantidade de dinheiro e poder.

O dinheiro, em si, é neutro. O que se faz com ele e por ele é que indica o que ele representa para a pessoa, se será bênção ou maldição. A lição de hoje vai nos mostrar um jovem que escolheu amar mais o dinheiro do que a Deus, tornando-o assim uma maldição em sua vida.

I – O PERIGO DE TENTAR COMPENSAR O AMOR AO DINHEIRO COM BOAS OBRAS E RELIGIOSIDADE

1 – O jovem rico vai até Jesus, mas sem disposição de renunciar as riquezas

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

O jovem em questão entrou em cena na última viagem de Jesus a Jerusalém. Lucas nos informa que se tratava de uma pessoa de alta posição: “E perguntou-lhe um certo príncipe…”, Lc 18.18. A palavra “príncipe” no original é “arcwn” (archon), que significa “governador”, “comandante”, “chefe”, “líder”, o que nos mostra que se tratava de alguém muito importante, dentro da sociedade judaica. Além disso, a Palavra de Deus nos fala ainda, que se tratava de alguém muito rico, uma vez que possuía “muitas propriedades”.

O mais interessante é que apesar da sua posição diante da sociedade judaica ele foi ao encontro do Senhor. Com certeza já ouvira falar da vida e ministério de Jesus, ou quem sabe, até mesmo, presenciado alguns dos seus milagres e sinais, o que o levou a sentir uma grande atração pelo Mestre. Foi até Jesus esperançoso para fazer a pergunta mais importante que alguém poderia fazer: Como obter a vida eterna.

Tal pergunta revelou seu imenso desejo de fazer parte do reino! Sua intenção era correta, embora não soubesse aproveitá-la. Não basta ao pecador fazer perguntas acerca da salvação, é necessário abraçá-la, crer no sacrifício realizado pelo Filho de Deus, recebendo-O no coração. Somente assim podemos alcançar a vida eterna e fazer parte da família de Deus.

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; João 1:11,12

2 – O jovem acreditava conseguir a vida eterna por méritos próprios

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

A pergunta que esse jovem fez para Jesus estava de acordo com os ensinamentos da época, pois os judeus viam a salvação como resultados por algo que eles pudessem fazer. Tanto é que Paulo, no livro de Romanos, nos explica muito bem o conceito de justificação.

Paulo cita o exemplo de Abraão para mostrar que a justiça de Deus se manifesta por meio da fé e isso ocorreu antes do anúncio da lei para que todos, judeus e gentios fossem justificados pela fé. O que o jovem rico pergunta vai contra esse ensinamento pois ele diz: “Bom mestre, que farei para herdar a vida eterna?” Fazer algo para herdar é o mesmo que ter algo por direito, por mérito, isso significa em outras palavras, Bom mestre, que farei para merecer a vida eterna?

Jesus deixa bem claro que para ser salvo por mérito, o homem deve ser perfeito cumpridor dos mandamentos e o primeiro mandamento é justamente amar a Deus acima de todas as coisas. Portanto quando o jovem falou a Jesus que os guardava desde a sua juventude, deu a Jesus o direito de provar sua fidelidade. O jovem deixa bem claro, amava mais as riquezas que a Deus.

3 – O amor ao dinheiro não pode ser compensado pela religiosidade

Por Rafael Cruz

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada