Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Jovens – 1º Trimestre de 2019 – 10-03-2019 – Lição 10: Os cuidados e deveres da nova geração

06/03/2019

Esse post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

Dá ordem aos filhos de Israel e dize-lhes: Da minha oferta, do meu manjar para as minhas ofertas queimadas, do meu cheiro suave, tereis cuidado, para oferecer a seu tempo determinado.

Números 28.2

Texto bíblico

Números 26.1,2,52-55,64,65

1 Aconteceu, pois, que, depois daquela praga, falou o SENHOR a Moisés e a Eleazar, filho de Arão, o sacerdote, dizendo:

2 Tomai a soma de toda a congregação dos filhos de Israel, da idade de vinte anos para cima, segundo as casas de seus pais, todo que, em Israel, vai para o exército.

52 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:

53 A estes se repartirá a terra em herança, segundo o número dos nomes.

54 Aos muitos, multiplicarás a sua herança; e, aos poucos, diminuirás a sua herança; a cada qual se dará a sua herança, segundo os que foram deles contados.

55 Todavia, a terra se repartirá por sortes; segundo os nomes das tribos de seus pais, a herdarão.

64 E entre estes nenhum houve dos que foram contados por Moisés e Arão, o sacerdote, quando contaram aos filhos de Israel no deserto do Sinai.

65 Porque o SENHOR dissera deles que certamente morreriam no deserto; e nenhum deles ficou, senão Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num.

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor querido leitor do nosso site!

Fiel à Sua Palavra de que a geração rebelde que se recusara a entrar na Terra Prometida não entraria nela, o Senhor agora trouxe uma nova geração à fronteira daquela mesma terra. Ali, Ele ordenou a Moisés e ao sumo sacerdote Eleazar que contasse a congregação masculina de 20 anos para cima, todo o que “for capaz de sair à guerra”.

Apesar do juízo divino sobre a nação, em que a primeira geração (com exceção de Josué e Calebe) perecera, Deus os havia multiplicado abundantemente, e o exército de Israel reunido nas planícies de Moabe era, para todos os efeitos práticos, tão grande quanto aquele da primeira geração.

I – A IMPORTÂNCIA DAS PESSOAS

1 – Um censo providencial

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

A partir de agora começa uma nova etapa para o povo de Israel. Nessa fase Deus ordena um novo censo da congregação dos israelitas com a idade de vinte anos para cima, todos capazes de ir à guerra.

Foi o segundo censo desde que o povo saíra do Egito, tendo o primeiro sido feito quase quarenta anos antes, diante do monte Sinai, relatado no capítulo 1 de Números. Houve uma diferença considerável no resultado, com grandes aumentos e diminuições nos números dos componentes de algumas tribos: 601.730 homens, contra 603.550 da primeira contagem. No total geral houve uma diminuição de 1.820 homens.

O motivo dessa diminuição nós já sabemos: o pecado cometido por aquele povo fez com que eles morressem antes de chegar a Terra Prometida. Agora de posse dos dados fornecidos por Moisés e Eleazar, Deus decidiu que a localização do futuro território de cada tribo em Canaã fosse determinada por sorteio, enquanto o tamanho seria proporcional ao número de habitantes.

Neste segundo censo não havia mais nenhum homem contado no primeiro, com exceção de Josué e Calebe, os quais Deus prometeu que entrariam na terra devido à sua fé e bom testemunho no relato dos doze espias (Nm 14:24, 30, 38), além de Moisés e Eleazar.

2 – Um exército poderoso

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Assim como no primeiro censo, Deus estava mostrando ao povo de Israel que daria a Terra Prometida, mas que a mesma seria conquistada. Lutas eles iriam enfrentar e por isso precisavam estar preparados para a guerra. É claro que Deus não trabalha com quantidade (no sentido de quanto mais tiver, mais garantida é a vitória), mas esse censo servia para que o povo tomasse ciência daquilo que iriam enfrentar.

Essa força da nova geração se mostrou eficaz logo nas batalhas que eles enfrentaram contra Seom e Ogue. Eles foram à batalha, mas foi Deus quem entregou o gigante nas mãos deles. Deus estava tentando, ainda, mostrar para o povo que ele é muito maior do que qualquer obstáculo que enfrentariam. Depois de algumas vitórias como essa, eles invadiram a terra prometida e a dominou em seis anos. A derrota de Ogue não era a última vitória de Israel, nem a mais impressionante. Mas, serviu bem para tirar as dúvidas da geração anterior (“éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos” — Números 13:33) e incentivar o povo a enfrentar os inimigos na terra boa que Deus lhes deu. Serviu, também, para deixar os habitantes de Canaã tremendo. Que privilégio temos em servir o Deus que é mais forte do que os gigantes.

3 – Um povo abençoado

Por Rafael Cruz

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada