Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Jovens – 1º Trimestre de 2019 – 03-03-2019 – Lição 9: A proteção no deserto

28/02/2019

Este post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel; neste tempo se dirá de Jacó e de Israel: Que coisas Deus têm feito!

Números 23.23

Texto bíblico

Números 23.1-10, 19-21 

1 Então, Balaão disse a Balaque: Edifica-me aqui sete altares e prepara-me aqui sete bezerros e sete carneiros.

2 Fez, pois, Balaque como Balaão dissera; e Balaque e Balaão ofereceram um bezerro e um carneiro sobre cada altar.

3 Então, Balaão disse a Balaque: Fica-te ao pé do teu holocausto, e eu irei; porventura, o SENHOR me sairá ao encontro, e o que me mostrar te notificarei. Então, foi a um alto.

4 E, encontrando-se Deus com Balaão, lhe disse este: Preparei sete altares e ofereci um bezerro e um carneiro sobre cada altar.

5 Então, o SENHOR pôs a palavra na boca de Balaão e disse: Torna para Balaque e fala assim.

6 E, tornando para ele, eis que estava ao pé do seu holocausto, ele e todos os príncipes dos moabitas.

7 Então, alçou a sua parábola e disse: De Arã me mandou trazer Balaque, rei dos moabitas, das montanhas do oriente, dizendo: Vem, amaldiçoa-me a Jacó; e vem, detesta a Israel.

8 Como amaldiçoarei o que Deus não amaldiçoa? E como detestarei, quando o SENHOR não detesta?

9 Porque do cume das penhas o vejo e dos outeiros o contemplo: eis que este povo habitará só e entre as nações não será contado.

10 Quem contará o pó de Jacó e o número da quarta parte de Israel? A minha alma morra da morte dos justos, e seja o meu fim como o seu.

19 Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou falaria e não o confirmaria?

20 Eis que recebi mandado de abençoar; pois ele tem abençoado, e eu não o posso revogar.

21 Não viu iniquidade em Israel, nem contemplou maldade em Jacó; o SENHOR, seu Deus, é com ele e nele, e entre eles se ouve o alarido de um rei.

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor querido leitor do nosso site!

Após um capítulo de tristezas (20) e outro de vitórias (21), a fama do povo de Israel começou a se espalhar pelas nações vizinhas, causando medo em algumas delas. Balaque foi um dos que ficaram com medo e por isso mandou chamar Balaão para amaldiçoar os israelitas e abençoar os moabitas. Balaão era conhecido por fazer magia e as pessoas confiavam que suas bênçãos e maldições tinham poder (Números 22:4-6).

A significação do nome é desconhecida, mas acredita-se que seja “devorador”. Esta é outra das características dos ímpios e gananciosos, eles são devoradores. Devoradores da ética e devoradores dos bons princípios, devoradores da razoabilidade.

Jesus trouxe duas advertências contra os falsos profetas, em ambas as ocasiões os comparou a “devoradores” (Mt 7.15 e Mc 12.40).

Igualmente, anunciando o crime dos profetas e líderes de Israel, o profeta Isaias, comparou-os a cães devoradores. Isaias 56.11.

I – OS INIMIGOS

1 – Inimigos que não conhecem a Deus

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais – https://ebdcomentada.com

Balaque foi um rei moabita que tentou prejudicar o povo de Israel. Ele ficou conhecido na história bíblica por ter contratado Balaão para amaldiçoar os israelitas. Balaque viveu no período em que Israel peregrinava pela península do Sinai após sair do Egito em direção a Terra Prometida.

Diante das conquistas de Israel no decorrer de seu caminho, Balaque ficou assustado. O povo hebreu havia acabado de conquistar os reinos de Seom e Ogue, dos amorreus (Números 21:21-35). Essas vitórias de fato foram muito significativas naquele contexto histórico e permaneceram na memória do povo (cf. Salmo 135:11).

Para Balaque, os israelitas eram tão numerosos que ele dizia: “eis que cobre a face da terra” (22.5). Ao falar nesses termos sobre os israelitas, suas preocupações se assemelham às do Faraó opressor em Êxodo (Êxodo 1.9,10).

Conhecendo o povo de Israel e vendo que havia um Deus ao seu lado, talvez o único trunfo ou recurso restante para vencer aquele povo fosse a feitiçaria. Com isso em mente, Balaque envia uma mensagem urgente a Balaão, que vive em Petor, um tanto distante de Moabe, próximo ao Eufrates. Se foi a Petor que Balaque enviou sua delegação, temos uma viagem de aproximadamente 650 quilômetros, que teria levado cerca de um mês para ser completada.

2 – Inimigo que conhece a Deus

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais – https://ebdcomentada.com

Temendo o avanço israelita, Balaque, filho de Zipor, recorreu ao profeta pagão de Petor no Eufrates, chamado Balaão. Naquele momento os israelitas estavam postados ao norte de Moabe, e contavam com um exército numeroso. De acordo com as informações do texto bíblico, Balaão ostentava certa reputação de vidente e suas palavras eram consideradas valiosas (cf. Números 22:6).

Balaque firmou uma aliança com os midianitas para resistir aos israelitas, e enviou mensageiros para recrutar Balaão. Por causa da proposta de Balaque, Balaão foi consultar o Senhor, e escutou que não deveria amaldiçoar o povo de Israel. O profeta declinou do convite, mas Balaque insistiu e melhorou sua proposta. O Senhor autorizou que Balaão fosse com os homens de Balaque, mas que falasse somente o que Ele lhe ordenasse.

O trabalho de Balaão, caso o aceitasse, seria bastante simples. Ele devia lançar uma maldição contra os israelitas, imobilizando-os e deixando-os vulneráveis a um ataque de Balaque. Para tornar a oferta a mais tentadora possível, Balaque ofereceu um pagamento quase que irresistível (22.7,17). Por trás dessa conduta há a ideia de que o poder religioso pode ser comprado; que é, como um bem qualquer, negociável. Na época dos apóstolos, Simão, o mágico, pensou que o poder do Espírito Santo podia ser comprado por dinheiro, como se fosse um prato em um cardápio.

3 – Os inimigos espirituais

Por Rafael Cruz

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada