Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Jovens – 1º Trimestre de 2018 – 25/02/2018 – Lição 8: A entrada triunfal de Jesus em Jerusalém

22/02/2018

Este post é assinado por Rafael Cruz

Texto do dia

“E as multidões, tanto as que iam adiante como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!” (Mateus 21.9)

Texto bíblico

Mateus 21.1-11 

1 E, quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram a Betfagé, ao monte das Oliveiras, enviou, então, Jesus dois discípulos, dizendo-lhes:

2 Ide à aldeia que está defronte de vós e logo encontrareis uma jumenta presa e um jumentinho com ela; desprendei-a e trazei-mos.

3 E, se alguém vos disser alguma coisa, direis que o Senhor precisa deles; e logo os enviará.

4 Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta, que diz:

5 Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, humilde e assentado sobre uma jumenta e sobre um jumentinho, filho de animal de carga.

6 E, indo os discípulos e fazendo como Jesus lhes ordenara,

7 trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes, e fizeram-no assentar em cima.

8 E muitíssima gente estendia as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho.

9 E as multidões, tanto as que iam adiante como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!

10 E, entrando ele em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, dizendo: Quem é este?

11 E a multidão dizia: Este é Jesus, o Profeta de Nazaré da Galileia.

INTRODUÇÃO 

A Paz do Senhor querido leitor do nosso blog!

A história da entrada triunfal é um dos poucos incidentes da vida de Jesus que aparece em todos os quatro relatos dos Evangelhos (Mateus 21:1-17; Marcos 11:1-11; Lucas 19:29-40; João 12:12-19). Ao combinar as quatro narrativas, torna-se claro que a entrada triunfal foi um evento significativo, não só para o povo da época de Jesus, mas para os cristãos ao longo da história.

O propósito de Jesus em seguir a Jerusalém foi de tornar pública a sua afirmação de que era o Messias e Rei de Israel, em cumprimento da profecia do Antigo Testamento. Mateus diz que o Rei montado em um jumentinho foi um cumprimento exato de Zacarias 9.9: “Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém: eis aí te vem o teu Rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria de jumenta.”

Interessante pontuarmos que aquele mesmo povo que o recebia com alegria, uma semana depois, estaria pedindo para o crucificar.

Vamos a lição! 

I – A ENTRADA DO REI DOS REIS EM JERUSALÉM (Mt 21.1-3) 

1 – A expectativa da chegada de Jesus em Jerusalém

Segundo o dicionário expectativa é a situação de quem espera a ocorrência de algo, ou sua probabilidade de ocorrência, em determinado momento. O coração do homem dependendo da situação gera uma expectativa e em praticamente todos os casos, a expectativa é sempre para o benefício próprio.

Infelizmente, o louvor que o povo derramou sobre Jesus não foi porque o reconheceram como o seu Salvador do pecado. Eles o saudaram devido ao seu desejo por um libertador messiânico, alguém que iria guiá-los a uma revolta contra Roma. Havia muitos que, embora não cressem em Cristo como Salvador, ainda esperavam que talvez Jesus seria para eles um grande libertador temporal. Estes são os que o saudaram como Rei com seus muitos hosanas, reconhecendo-o como o Filho de Davi que veio em nome do Senhor. Mas quando Jesus falhou em atender às suas expectativas, quando se recusou a guiá-los em uma grande revolta contra os ocupantes romanos, as multidões rapidamente se voltaram contra Ele. Dentro de poucos dias, os hosanas se transformariam em gritos de “Crucifica-o!” (Lucas 23: 20-21). Aqueles que o saudaram como um herói em breve iriam rejeitar e abandoná-lo.

A expectativa não era apenas do povo, os discípulos também estavam esperançosos com o que Jesus iria fazer e qual seria o papel deles na chegada em Jerusalém. Imaginavam que Jesus pudesse assumir o poder e que algo sobrenatural acontecesse. Mas não foi isso que Jesus lhes disse; pouco antes de chegar em Jerusalém ele confirma aos discípulos que ali ele seria condenado e morto. Com isso podemos extrair o ensinamento que a Bíblia já nos ensinava dizendo que a resposta certa de todos os nossos planos, vem do Senhor.

É da natureza humana fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor. (Provérbios 16.1 – NVT)

2 – A entrada em Jerusalém, uma fase de transição

Como vimos no tópico anterior o objetivo de Jesus era outro em relação do que as pessoas pensavam. A sua entrada mostrava, entre outras coisas, o seu chamado.

O que ele pedia não era o reinado do trono, e sim o do coração. Chegou em forma humilde e cavalgando sobre um jumento. Devemos nos assegurar de que compreendemos o verdadeiro significado dessa ação. No Ocidente o jumento é um animal desprezível, mas no Oriente pode ser um animal nobre. Os reis estavam costumavam cavalgar sobre jumentos, mas quando o faziam sempre significava que chegavam em som de paz. O cavalo era sinal de guerra, o jumento de paz. De maneira que quando Jesus afirmou que era rei, afirmou que era o rei da paz. Demonstrou que não devia destroçar, e sim amar; não a condenar, e sim ajudar; não com o poder das armas, e sim com a força do amor.

Jesus veio como um servo humilde em um jumento, e não um cavalo empinado, não em vestes reais, mas em roupas dos pobres e humildes. Jesus Cristo não vem para conquistar pela força como os reis terrenos, mas pelo amor, graça, misericórdia e seu próprio sacrifício pelo seu povo. O seu não é um reino de exércitos e esplendor, mas de humildade e servidão. Ele não conquista nações, mas corações e mentes. A sua mensagem é de paz com Deus, não de paz temporal. 

Por Rafael Cruz

COMUNICADO IMPORTANTE

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e ainda continuar estudando a lição conosco…

Decidimos unir o Ensino com Missões e assim, alavancar recursos financeiros para contribuir com esses projetos.

Cada um de nós poderemos contribuir com o site ebdcomentada.com e com as obras de missões citadas, realizando o cadastro como assinante e escolhendo o plano que achar conveniente.

Optamos por oferecer valores acessíveis para que todos continuem a desfrutar dos nossos esboços e ao mesmo tempo AJUDAR a obra missionária, portanto a EBD Comentada, juntamente com você estará ao mesmo tempo ENSINANDO e FAZENDO MISSÕES.

Contamos com a ajuda de todos para mantermos este trabalho que tem auxiliado milhares de professores no Brasil e no mundo.

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19 – ARC).

Qualquer dúvida referente aos planos ou mesmo depois de adquiri-lo, surgir algum problema, entre em contato conosco (contato@ebdcomentada.com.br)

Deus lhe abençoe ricamente!!!

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e ainda continuar estudando a lição conosco…

Equipe EBD Comentada


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada