Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Adultos – 4º Trimestre de 2018 – 30-12-2018 – Lição 13: A humildade e o amor desinteressado

26/12/2018

Esse post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“Porquanto, qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.” – Lucas 14.11.

Verdade Prática

Jesus apresenta, a partir de Seu próprio exemplo, o caminho da humildade e do amor altruísta como indispensável aos que querem servi-Lo.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Lucas 14.7 a 14

7 E disse aos convidados uma parábola, reparando como escolhiam os primeiros assentos, dizendo-lhes: 

8 Quando por alguém fores convidado às bodas, não te assentes no primeiro lugar, para que não aconteça que esteja convidado outro mais digno do que tu,

9 e, vindo o que te convidou a ti e a ele, te diga: Dá o lugar a este; e então, com vergonha, tenhas de tomar o derradeiro lugar. 

10 Mas, quando fores convidado, vai e assenta-te no derradeiro lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, assenta-te mais para cima. Então, terás honra diante dos que estiverem contigo à mesa. 

11 Porquanto, qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado. 

12 E dizia também ao que o tinha convidado: Quando deres um jantar ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado. 

13 Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos 

14 e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado serás na ressurreição dos justos.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

Chegamos ao final do 4º trimestre, concluindo a série de estudos de algumas Parábolas do Senhor Jesus.

Hoje, aprenderemos juntos, sobre a Parábola dos Primeiros Assentos e dos Convidados, também conhecida como Parábola das Bodas.

O capítulo 14 de Lucas contém seis parábolas:

1 – Parábola dos Primeiros Assentos e dos Convidados;

2 – da Festa;

3 – da Grande Ceia;

4 – da Torre;

5 – do Rei em Guerra;

6 – do Sal Insípido.

O contexto desta Parábola é explicado por Lucas 14.1: “…eles o estavam observando.” O que eles observaram então?

1 – que Cristo é condescendente em aceitar o convite de estar naquela festa;

2 – a explicação e a defesa do uso correto do sábado;

3 – a repreensão do orgulho e imprimindo na mente e corações a humildade;

4 – a exposição para todos ao redor como a verdadeira humildade age;

5 – falando da humildade como tema na presença de orgulhosos, e indo para a hospitalidade na presença de egoístas;

6 – observaram a Ele ensinando sobre a diferença entre a hospitalidade da ostentação e a hospitalidade da benignidade.

7 – observaram, por fim, a Ele pronunciando a Parábola da Grande Ceia.

Jesus é o lírio no meio de um charco. Mas, nunca Se contaminou. E ensina-nos a lição de como convivermos nesta sociedade anti Deus, anti Bíblia, anti Igreja, anti obreiros fiéis, e mesmo assim, ainda agradarmos a Deus.

Enfim, duas lições há nesta Parábola:

 – de humildade, aos convidados;

 – de amor desinteressado ao hospedeiro.

I – INTERPRETAÇÃO DA PARÁBOLA DOS PRIMEIROS LUGARES E DOS CONVIDADOS

1 – O dia, a ocasião e o local

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https:\\ebdcomentada.com

Somos informados por estudiosos que o Senhor Jesus proferiu esta Parábola entre os meses de novembro e dezembro do ano 28 d. C., num dia de sábado, na casa de um dos principais fariseus, numa festa, estando Ele no exercício de Seu ministério na Pereia. (Edward Reese e Franklin Klassen – A Bíblia em Ordem Cronológica).

Era, talvez, o sábado anterior à Sua morte na cruz.

Foi um convite cínico e com finalidade de observá-Lo criticamente.

Sua presença não era sinceramente desejada. Mas, convinha no objetivo de ser Ele observado.

Considerando que do mal Deus tira o bem, Cristo curou o homem hidrópico. Glória a Deus!

Até hoje, entre nós, pessoas com alta posição social, segundo a avalição mundana, assentam-se nos lugares mais próximo de quem os hospeda. Sempre tem quem queira se autopromover numa festa assim, e procura os primeiros lugares, de mais destaque, demonstrando o quão influente é. Enfim, são condutas que se observam e até se esperam dos mundanos.

Para os servos fiéis de Cristo a ordem é inversa. Não se trata de ser falso humilde. É ato de sabedoria até. Pois se assentar-se em lugares em busca de honra, sem ser para tal chamado diretamente pelo dono da festa, há o risco de constrangimento vexaminoso, quando lhe for pedido que se assente noutro lugar. E os lugares estando já ocupados pela contínua chegada dos convidados, restarem somente os últimos.

E, por fim, o Senhor Jesus ensina de uma maneira simples e cortante, que a verdadeira hospitalidade, ou seja, aquela que se expressa em amor desinteressado, ocorre quando não há nenhuma possibilidade de retribuição.

2 – A parábola

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https:\\ebdcomentada.com

Esta é a 28ª parábola registrada em Lucas. E traz-nos lições sobre a humildade e o amor desinteressado.

Em geral, os primeiros lugares eram os mais confortáveis, com mais facilidades para a refeição.

Então, havia uma disputa por eles.

E, acrescenta-se a isso, a preocupação característica dos orientais, para com as posições à mesa dos convidados.

É a isso que se refere Lucas quando escreve sobre “os primeiros lugares”.

Cada convidado queria ocupar o mais prestigiado e alto lugar, muito honroso, que conseguisse ocupar na festa. Claro, que se refere aqui à localização do assento.

Acontece em nossas festas atualmente. Assenta-se em lugares que estavam antes reservados para outras pessoas, é solicitada a desocupação deles e os lugares intermediários já estão tomados, e somente os mais distantes restarão vagos.

É o que o versículo 9 se refere quanto ao último lugar.

Por outro lado, dá-se que o anfitrião encontre um convidado a quem queira honrar, assentado num lugar inferior da festa, ele o convida a ocupar lugar que já estaria reservado justamente a ele, até mesmo à cabeceira da mesa, se for o caso.

Cristo Jesus usou esta situação imediata, que acontecia naquele momento, para trazer um princípio bíblico geral:

“Porquanto, qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.” – Mateus 14.11

3 – Os grandes ensinamentos da parábola

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada