Ensinando e fazendo Missões

Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Adultos – 4º Trimestre de 2017 – 26/11/2017 – Lição 9: Arrependimento e fé para a salvação

22/11/2017

Este post é assinado por: Pastor Eliel Goulart

Texto Áureo

  • “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” – Atos 2.38

Verdade Prática

  • O arrependimento do pecador é o primeiro passo para receber, pela fé, a graciosa salvação de Deus.

Leitura Bíblica em Classe

  • Atos 2.37 a 41
    37 Ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, varões irmãos?

    38 E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.
    39 Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe: a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar.
    40 E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa.
    41 De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e, naquele dia, agregaram-se quase três mil almas.

COMUNICADO IMPORTANTE

É com muita alegria que nos dirigimos a vocês com novas notícias.

Recentemente, o site EBD Comentada atingiu um novo patamar e somos gratos a Deus e também a vocês, pois em oito meses de atuação, nos tornamos uma das melhores referências em estudos bíblicos para Escolas Dominicais, atingindo a expressiva marca de 220 mil acessos!

Neste período recebemos inúmeros elogios, incentivos e dedicatórias de agradecimentos por disponibilizar um conteúdo exclusivo da mais alta qualidade e confiabilidade teológica.

Você sabia que muitos professores enquanto ministram suas aulas tem os subsídios da EBD Comentada abertos (online) em seus smartphones, tablets e mesmo computadores para consultas? Isso somente é possível porque atingimos um alto grau de credibilidade junto a todos vocês em mais de 60 países!!

Muito breve o site EBD Comentada contará com novos recursos para os professores e vocacionados que utilizam os subsídios que disponibilizamos para ministrarem suas aulas, sendo eles:

1 – Apresentações em PowerPoint (padronizados pela EBD Comentada);

2 – Bloco de Anotações Online para cada lição esboçada, isto é, além do comentário da revista e dos esboços, o professor poderá introduzir as suas próprias notas;

3 – Ao final de cada trimestre, o professor receberá um lindo e-book contendo todos os esboços de forma organizada e pronta para futuras ministrações, estudos, pregações, etc.;

4 – A cada trimestre ofereceremos cursos especiais para fazer com que você cresça no conhecimento da Palavra de Deus e desenvolva práticas pedagógicas adequadas às necessidades de cada aluno, tornando-se um professor baseado na excelência.

Além disto, informamos a maior conquista que conseguimos neste último mês que foi a parceria missionária com os seguintes trabalhos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

A EBD Comentada decidiu unir o Ensino com Missões e assim, alavancar recursos financeiros para contribuir com esses projetos.

Para mantermos tudo isto funcionando, foi necessário criarmos uma forma de obter recursos financeiros e em breve teremos um formato de trabalho voltado para isto.

Cada um de nós poderemos contribuir com o site ebdcomentada.com e com as obras de missões citadas, realizando o cadastro como assinante e escolhendo o plano que achar conveniente.

Optamos por oferecer valores acessíveis para que todos continuem a desfrutar dos nossos esboços e ao mesmo tempo AJUDAR a obra missionária, portanto a EBD Comentada, juntamente com você estará ao mesmo tempo ENSINANDO e FAZENDO MISSÕES.

Em breve disponibilizaremos os planos de assinaturas e os benefícios que cada um terá.

Contamos com a ajuda de todos para mantermos este trabalho que tem auxiliado milhares de professores no Brasil e no mundo.

Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo (Mt 28.19 – ARC).

Mande-nos um e-mail e diga-nos o que acha da mudança (contato@ebdcomentada.com.br).

Deus lhe abençoe ricamente e vamos aprender…

INTRODUÇÃO

Comentário do Blog

  • Atos 2.38 – “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.”

Este é o programa mínimo para ingressar na vida da Igreja. Arrependimento e fé para ser batizado nas águas em nome de Jesus Cristo, tendo os pecados perdoados, e prosseguindo na carreira e nas etapas da fé, buscando e recebendo o batismo com o Espírito Santo.

Pedro negou a Jesus por três vezes:

( 1 ) Lucas 22.54 a 57, para a criada do sumo sacerdote;
( 2 ) Marcos 14.69 a 71, negou pela segunda vez à mesma criada;
( 3 ) Mateus 26.73 a 74, pela terceira vez, para diversas pessoas.

Em João capítulo 21, o Senhor Jesus pergunta diretamente a Pedro, por três vezes se ele O amava – João 21. 15 a 17.

E por três vezes, ou seja, o mesmo número de vezes que Pedro negara conhecer ao Senhor Jesus, Pedro declarou publicamente a fé em Cristo Jesus no livro de Atos:

  • 1 – Atos 2.14 – no dia de Pentecoste –  “Pedro, porém, pondo-se de pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.”
  • 2 – Atos 3.12 – após o milagre operado em nome do Senhor Jesus, tendo o coxo andado perfeitamente – “E, quando Pedro viu isto, disse ao povo: Varões israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude e santidade fizéssemos andar este homem?”
  • 3 – Atos 4. 8 – diante do sinédrio. Aquele que antes negara a Jesus diante de uma criada, agora prega com ousadia diante dos senadores:  “Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo e vós, anciãos de Israel.”

Nas três vezes, por três diferentes mensagens, Pedro pregou o arrependimento e a fé.

  • 1 – Atos 2.38 – “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.”
  • 2 – Atos 3.19 – “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados…”
  • 3 – Atos 4.12 – “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”

“Arrependei-vos…” – o arrependimento implica tristeza pelo pecado como cometido contra Deus, unido ao propósito de abandoná-lo. Não se trata de medo do pecado e da visão horrenda do inferno. Antes, é uma visão do pecado, como um mal em si, levando o pecador a odiá-lo e a abandoná-lo.

O falso arrependimento teme as consequências do pecado. O verdadeiro arrependimento teme o próprio pecado.

Há pessoas que se sentem alarmadas com a pregação do Evangelho Pleno, sentindo medo da ira de Deus, ou seja, apenas medo do castigo. O arrependimento genuíno é abandonar o pecado e odiá-lo como algo mau e amargo para a alma. Sentindo tristeza pelo pecado.

E conjuntamente ao arrependimento, há a fé salvadora.

  • Marcos 16.16 – “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.”

A fé inclui:

  • 1 – Crer / acreditar no Senhor Jesus Cristo;
  • 2 – Arrependimento – dar as costas ao pecado e voltar-se exclusivamente a Deus por Cristo Jesus;
  • 3 – Obediência – tanto sem fé quanto sem santificação, é impossível agradar a Deus.

I – ARREPENDIMENTO, UMA TRANSFORMAÇÃO DO ESPÍRITO

1. Definição de arrependimento

Comentários do Blog

O verbo arrepender-se, no hebraico, nacham ( Strong ) ocorre 108 vezes no Antigo Testamento. Assim comenta Strong sobre esta palavra: “mudar de mente, arrepender-se. Uma raiz primitiva, com significado adequado de suspirar, ou seja, respirar fortemente e, por implicação, para se desculpar, no sentido favorável, de alguma pena, ou seja, para consolar. Tem o sentido de reflexão. Ou no sentido desfavorável, arrepender-se.” O teólogo assembleiano norte americano, Stanley Horton, comenta assim: “O verbo nicham tem um aspecto emocional que não fica evidente em shuv, mas ambas as palavras transmitem a ideia de arrependimento.” ( Teologia Sistemática – uma perspectiva pentecostal ).

Apesar destas anotações, a ideia primitiva do arrependimento no Antigo Testamento, não está primariamente em nacham, mas em shub com o significado de “retorno, voltar-se para longe de, ou voltar-se em direção de”, no sentido piedoso. Ocorre cerca de 100 vezes.  A LXX ( Septuaginta – versão da Bíblia hebraica traduzida para o grego, entre os Séculos III a. C. e o I a. C., em Alexandria, chamada Septuaginta porque traduzida por setenta e dois sábios de Israel ), traduz shub para o grego como epistrepho ou epostrepho, como uma volta completa, num convite típico do Antigo Testamento, ao arrependimento e à conversão. No Antigo Testamento tem caráter escatológico, cancelamento de juízos, a volta do cativeiro, a vinda de grande tempo de salvação, e até a vinda do Pentecoste – Joel 2.12 a 32. ( Carl Gerhard Kromminga )

  • Jeremias 31.19 – “Na verdade que, depois que me converti, tive arrependimento...”

No Novo Testamento a palavra no grego é metanoeó, verbo, com o sentido de ter uma mudança de mentalidade, pensar de modo diferente com mudança no homem interior, com aceitação da vontade de Deus.

Para compararmos, perguntemos assim: o que o arrependimento não é?

1 – Não é chorar

Moody conta que pregou numa penitenciária em Londres. Os presos choravam compulsivamente durante a mensagem. Ele deduziu que, quando do apelo, muitos se converteriam a Cristo. Mas, nenhum aceitou o convite de conversão ao Evangelho. Eles choravam por estarem presos, impedidos de agirem com liberdade irresponsável.

Há um trecho do hino “É Jesus quem salva”, cantado por Feliciano Amaral:

” O chorar não salva!

Mesmo o lagrimar sem fim

Jamais mancha carmesim

Poderá lavar em mim;

O chorar não salva!”

2 – Não é sentir remorso

Judas sentiu tão profundo remorso, que se suicidou – Mateus capítulo 27.3 a 10.

2. O arrependimento na vida cotidiana

Comentário do Blog

Há exemplos de homens arrependidos e alcançados pela graça de Deus, tanto no Antigo Testamento como também no Novo Testamento:

  • 1 – Davi – II Samuel 12.13 – “Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o Senhor traspassou o teu pecado; não morrerás.”
  • 2 – Jó – Jó 42.6 – “Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.”
  • 3 – Uma geração dos ninivitas – Jonas 3. 5 a 8 – Mateus 12.41 – “Os ninivitas ressurgirão no Juízo com esta geração e a condenarão, porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis que está aqui quem é mais do que Jonas.”
  • 4 – Zaqueu – Lucas 19.8 – “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.”
  • 5 – O filho pródigo, na parábola narrada por Jesus em Lucas 15.11 a 32, destacando os versículos 18 e 19 – “Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti. Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus trabalhadores.”
  • 6 – O ladrão na cruz – Lucas 23. 40 e 41 – “E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu Reino.”
  • 7 –  Pedro – Além da atitude sincera de Mateus 26.75, o versículo que expressa melhor tal arrependimento de Pedro, certamente é sua declaração de João 21.17 – “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo.”

Verificando a cada uma destas personagens aqui observadas, aprendemos que na vida cotidiana devemos nos arrepender com:

  • 1 – Confissão;
  • 2 – Oração;
  • 3 – Fé;
  • 4 – Conversão;
  • 5 – Tristeza pelo pecado;
  • 6 – Humildade;
  • 7 – Com frutos. ( Geziel Gomes ).

3. A ação do Espírito Santo no arrependimento

Comentário do Blog

  • João 16.8 a 11
    “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo; do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.”

Uma das obras do Espírito Santo é a de convencer do pecado da incredulidade: “do pecado, porque não creem em mim.” Pregadores antigos afirmavam que a incredulidade é a mãe de todos os pecados. E na verdade, todo pecado tem sua raiz na incredulidade. E a maior de todas as incredulidades, a mais fatal delas, é a de rejeitar a Cristo.

O Espírito Santo leva o homem ao arrependimento, convencendo-o da justiça de Cristo, pois Ele foi para o Pai, conforme Atos 2.33 – “De sorte que, exaltado pela destra de Deus e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.” E convence da justiça provida por Cristo e em Cristo, a todos os que creem e confiam Nele.

O Espírito Santo leva o homem ao arrependimento, convencendo-o do juízo, pois o julgamento de Satanás foi assegurado na cruz. É obra já consumada. E ainda há quem prefere permanecer aliado a Satanás nesse juízo!

Eis a tríplice obra do Espírito Santo que glorifica a Cristo e conduz o homem ao arrependimento:

  • 1 – Convence que é pecado não crer em Cristo;
  • 2 – Convence da justiça de Cristo na qual podemos descansar;
  • 3 – Convence da obra vitoriosa de Cristo contra Satanás.

Aleluia!

II – A FÉ COMO UM DOM DE DEUS E COMO RESPOSTA DO SER HUMANO

1. A fé natural

Comentário do Blog

  • Tiago 2.17 – “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.”

Matthew Henry, comentando os versículos 14 ao 17 de Tiago capítulo 2, assim escreveu: “Equivocam-se aqueles que tomam a crença de somente algumas noções do Evangelho pelo todo da religião evangélica, como muitos fazem hoje.

Não há dúvida de que somente a fé verdadeira, pela qual os homens participam da justiça, expiação e graça de Cristo, salva as suas almas; porém, produz, frutos santos e se mostra verdadeira por seus efeitos nas obras deles, enquanto o consentimento a qualquer forma de doutrina ou crença histórica de fatos difere totalmente da fé salvadora.

A profissão de fé sozinha pode obter a boa opinião de pessoas piedosas e, em alguns casos, pode procurar coisas mundanas boas; porém, de que aproveita a alguém se ganhar o mundo todo e perder a sua alma? Essa fé pode salvá-lo? Todas as coisas devem ser contadas como proveitosas ou prejudiciais para nós, segundo tenham a tendência de promover ou atrapalhar a salvação de nossas almas.

Este ponto das Escrituras mostra evidentemente que uma opinião ou consentimento ao Evangelho, sem obras não é fé. Não há maneira de mostrar que cremos realmente em Cristo, senão sendo diligentes em boas obras por causa do Evangelho e para os propósitos do Evangelho.

Os homens podem vangloriar-se uns aos outros e se orgulharem falsamente de algo que na realidade não possuem. Não se trata somente de conformar-se à fé, mas consentir com ela; não só de concordar com a verdade da Palavra, mas de concordar em receber a Cristo. Crer verdadeiramente não é só um ato de entendimento, mas uma obra de todo o coração.”

A fé natural é:

  • 1 – Intelectual;
  • 2 – Descompromissada;
  • 3 – Parcial;
  • 4 – Indecisa;
  • 5 – Teórica;
  • 6 – Formal;
  • 7 – Infrutífera.

2. A fé salvífica

Comentário do Blog

  • Efésios 2.8 – “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé…”

Fé – grego pistis – substantivo – ocorre 243 vezes, definindo-se como confiança, crença e fidelidade. ( Strong ).

Neste versículo citado, Paulo repete o que antes ele disse entre parênteses no anterior versículo 5. Aqui ele esta ministrando sobre o assunto de forma mais completa.

Por parte de Deus a salvação é pela graça. Por parte do homem, é através da fé. Quando somos iluminados para entender sobre a salvação, deve haver uma recepção pessoal da salvação por nós, e isto se dá pela fé.

A fé imediatamente crê nas boas novas de salvação gratuita através de Cristo e O aceita como Salvador. A fé compromete-se com Ele, confia Nele para a salvação, da qual Ele é o Autor. Ao confiarmos assim, recebemos o benefício e somos salvos!

A fé indica uma atitude dos homens para com Cristo, na qual agrada a Deus para salvá-los, transferindo-Lhe toda a sua culpa, e imputando-lhes todo o Seu mérito.

A fé salvífica é:

  • 1 – Confiante;
  • 2 – Compromissada;
  • 3 – Dádiva;
  • 4 – Imprescindível;
  • 5 – Prática;
  • 6 – Originária da Palavra;
  • 7 – Uma disposição do coração.

Romanos 10. 9 e 10 – “A saber: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça…”

John Wesley: “A fé cristã é… uma plena confiança no sangue de Cristo, uma confiança nos méritos de Sua vida, morte e ressurreição, um descansar Nele como nossa propiciação e nossa vida, como dado por nós e vivendo em nós. É uma segura confiança que alguém tem em Deus e que, através dos méritos de Cristo, seus pecados estão perdoados, e ele está reconciliado ao favor de Deus e, como consequência, uma aproximação Dele e um apego a Ele, como nossa “sabedoria, justiça, santificação redenção” ( I Coríntios 1.30 ) ou, numa palavra, nossa salvação.”

3. Os benefícios da fé

Comentário do Blog

Se a fé é coisa de menos importância, por que não se entra no céu sem ela?

Por que, então, a incredulidade é reprovada, excluindo o homem do céu?

O que você pode fazer se não tiver fé?

Como pode ser aceito por Deus sem fé?

Cinco medidas da fé – Romanos 12.3 – “…conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.”:

1 – Sem fé – Hebreus 11.6 – “Ora, sem fé, é impossível agradar-lhe…”

Sem fé, sem êxito – II Crônicas 20.20 – “Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas e prosperareis.”

Sem fé, sem defesa – Efésios 6.16 – “Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.”

Qual a solução para esta situação de “sem fé” ? Romanos 10.17 – A Palavra de Deus! – “De sorte que a fé pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.”

2 – Pouca fé – Mateus 8.26 – “E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pequena fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.”

Mateus 8. 23 a 27 narra-nos quando o Senhor Jesus apaziguou a tempestade. Ora, o barco que tem Jesus nunca vai a pique. Observe também, que o Senhor Jesus não repreendeu o clamor dos angustiados discípulos, mas repreendeu a causa de suas angústias.

Solução para a pouca fé: Orar – Lucas 17.5 – “Disseram, então, os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé.”

3 – Tanta fé – Mateus 8.10 – “E maravilhou-se Jesus, ouvindo isso, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.”

A Bíblia registra que o Senhor Jesus ´maravilhou-se´ por duas vezes. Aqui, e em Marcos 6.6 – “E estava admirado da incredulidade deles.” Uma vez por ver tanta fé. Outra vez por ver tanta incredulidade.

Tanta fé dá sentido ao milagre. Tanta fé desiste dos seus próprios pensamentos, e entrega-se ao poder de Deus.

4 – Grande fé – Mateus 15.28 – “Então, respondeu Jesus e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé. Seja isso feito para contigo, como tu desejas. E, desde aquela hora, a sua filha ficou sã.”

A mulher cananéia enfrentou quatro obstáculos na narrativa de Mateus 15.21 a 28.

O primeiro está no versículo 22: sua filha encontrava-se miseravelmente endemoninhada.

O segundo obstáculo está no versículo 23: o silêncio de Jesus – “Mas ele não lhe respondeu palavra.”

O terceiro está no versículo 24: ela era separada da comunidade de Israel.

O quarto está no versículo 26: a resposta não foi a que ela desejava.

Grande fé leva à adoração antes da bênção – versículo 25. Parece-nos que quando Deus quer nos levar a uma grande fé, deixa orações sem respostas…

Grande fé resulta de sabedoria, humildade, mansidão, paciência, perseverança em orar.

5 – Cheio de fé – Atos 6.5 – “E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram a Estêvão, homem cheio de fé…”  Característica de um crente cheio de fé: mesmo diante do martírio, não retrocede.

A lista dos benefícios da fé é grande. Abrange a salvação da nossa alma, e ainda abre portas de bênçãos sem fim.

III – O ARREPENDIMENTO E A FÉ SÃO AS RESPOSTAS DO HOMEM À SALVAÇÃO

1. Arrependimento – condição para a salvação

Comentário do Blog

Repetimos: Judas sentiu remorso tão profundo, que o levou a suicidar-se.

Remorso não salva. Lágrimas sem transformação de vida não salvam. Conhecimento da Palavra de Deus sem temor, não salva.

Arrependimento bíblico deve ser com frutos – Mateus 3.8 – “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento.”

Arrependimento bíblico deve ser com tristeza segundo Deus – II Coríntios 7.10 – “Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação.”

Arrependimento bíblico deve ser com humildade – II Crônicas 7.14 – “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos ceús, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

Arrependimento deve ser com oração – I Reis 8.33 – “Quando o teu povo de Israel for ferido diante do inimigo, por ter pecado contra ti, e se converterem a ti, e confessarem o teu nome, e orarem, e suplicarem a ti nesta casa.”

Arrependimento deve ser com confissão – II Samuel 22.13 – “Pequei contra o Senhor.”

Pregando ao ar livre, George Whitefield, eloquente pregador inglês do Século 18, assim terminou fervorosa pregação sobre o arrependimento:

“O que lhes direi para fazê-los irem a Jesus? Eu tenho lhes mostrado as consequências terríveis do não arrependimento de pecados; e se, depois de tudo o que eu disse, vocês decidirem persistir, seu sangue lhes será requerido das suas próprias mãos; mas espero coisas melho­res de vocês, e coisas que acompanham a salvação. Rogo-lhes que orem fervorosamente pela graça do arrependimento. Pode ser que nunca mais eu veja o rosto de vocês novamente; mas no Dia do Julgamento eu os encontrarei lá. Vocês bendirão a Deus por terem sido movi­dos ao arrependimento; ou então este sermão, embora feito num cam­po, servirá de pronta testemunha contra vocês. Arrependam-se, arrependam-se, então, meus queridos irmãos, como João Batista e nosso próprio bendito Redentor veementemente exortaram, e voltem-se de seus caminhos maus e o Senhor terá misericórdia de vocês.

Mostra-lhes, Pai, em que eles te ofenderam; faze-os ver a própria vileza, e que eles estão perdidos sem o verdadeiro arrependimento. Concede-lhes este arrependimento; nós te pedimos que eles se vol­tem do pecado a ti, o Deus vivo e verdadeiro. Estas coisas e tudo o mais que tu consideres necessário para nós, pedimos que tu nos dês, por causa do que o querido Jesus Cristo fez e sofreu; a quem, contigo e o Espírito Santo, três Pessoas e um Deus, sejam atribuídos, como é altamente devido, todo o poder, glória, força, majestade e domínio, agora, doravante e para sempre. Amém.”

O professor e vocacionado pode ler a pregação completa no seguinte endereço: http://www.ebdareiabranca.com/1TRI20010Gideao/Gideao11Ajuda01.htm – dia 20/11/2017 às 17:28´.

2. Salvação por meio da fé

Comentário do Blog

Sete verdades bíblicas sobre a salvação pela fé:

  • 1 – É de Deus – Salmo 3.8 – ” A salvação vem do Senhor.”
  • 2 – É graciosa – Tito 3.5 – “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito…”
  • 3 – É dom de Deus – Romanos 6.23 – “…, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.”
  • 4 – É através da morte de Cristo – João 3.16 – “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
  • 5 – É revelada no Evangelho – II Timóteo 1.10 – “E que é manifesta, agora, pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte e trouxe à luz a vida e a incorrupção ( imortalidade – Almeida Revista e Atualizada ), pelo evangelho.”
  • 6 – Cristo é o Príncipe da salvação – Hebreus 2.10 – “Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse, pelas aflições, o Príncipe da salvação deles.”
  • 7 – É para hoje – II Coríntios 6.2 – “Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação.” ( Geziel Gomes ).

3 – Arrependimento e conversão

Comentário do Blog

Uma demonstração excelente de arrependimento com conversão está no drama de Zaqueu, o publicano, narrada em Lucas 19.1 a 10.

  • Lucas 19.9 – “Hoje, veio a salvação a esta casa.”

Jericó significa ´lugar de fragância´. Estava à distância de 30 quilômetros de Jerusalém.

O nome Zaqueu significa ´puro´. Mas, a sociedade o via como “um homem pecador” – versículo 7.

Lucas inicia o versículo 2 com o advérbio de ordem incerta “E eis que…”, pois quer a atenção dos leitores, haja vista que vai relatar a conversão considerada improvável de um coletor de impostos, aliás ´maioral dos publicanos´, ou como comenta Myer Pearlman, “diretor de impostos na cidade de Jericó”,  rico e desprezado pelos seus. “Mesmo fossem tais pessoas honestas, sua situação seria ruim, porque representavam o governo de Roma, que conquistara a Palestina. Mas, além de tudo, eram desonestos e opressores. Fixavam valores irreais às mercadorias sobre as quais cobravam impostos. Às vezes emprestavam dinheiro aos que não conseguiram pagá-los, cobrando juros exorbitantes.” ( Myer Pearlman – A conversão de Zaqueu ).

“E eis que…” um pecador manchado como a escarlata, vai se tornar branco como a neve.

Versículo 4 – “E, correndo adiante…” – a posição de bênção é Deus na frente. I Reis 14. 7 a 9 – “…Davi…andou após mim com todo o seu coração para fazer somente o que era reto aos meus olhos.” – Deuteronômio 31.8 – “O Senhor, pois, é aquele que vai adiante de ti.” – João 10.27 – “As minhas ovelhas…me seguem.”

“E, correndo adiante, subiu…” Todo homem quando em fraqueza pecaminosa do orgulho, quer honra, medalha, distinção, anel, diploma…

O meigo Salvador, ao passar pela árvore a qual Zaqueu subira, “olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa…” Se há uma atitude de arrependimento que todo pecador deve fazer, é a de descer para encontrar-se com o Salvador bendito. Descer de sua estima própria e elevada, de seus argumentos, de seu orgulho…

Como Jesus sabia o nome de Zaqueu? João 10.3 – “Chama pelo nome às suas ovelhas e as traz fora.”.

O versículo 9 é prova quanto a conversão de Zaqueu, pois os pecadores convertidos manifestarão a realidade da sua conversão, com atitudes de arrependimento.

Zaqueu:

  • ( 1 ) obedeceu – “E, apressando-se desceu…” – versículo 6;
  • ( 2 ) alegrou-se – “…e recebeu-o com júbilo” – versículo 6;
  • ( 3 ) testemunhou – “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor…” – versículo 8;
  • ( 4 ) pôs em ordem a sua vida – versículo 8 – Orlando Boyer: “Se a nossa religião é verdadeira, toca na carteira.” – ele dá aos pobres porque foi salvo, e não para ser salvo.

Ensinando sobre a conversão de Zaqueu, o pastor Myer Pearlman, que foi comentarista das revistas de Escola Dominical da Assembleia de Deus nos EUA, assim esboçou:

  • 1 – A Salvação desejada – Lucas 19.3.
  • 2 – A Salvação impedida – Lucas 19. 1 a 3.
  • 3 – A Salvação oferecida – Lucas 19. 4 e 5.
  • 4 – A Salvação aceita – Lucas 19. 6 e 8.
  • 5 – A Salvação justificada – Lucas 19. 7, 9 e 10.

Claiton Ivan Pommering: “Todas as esferas da vida humana assumem a virtude e a ética do Reino de Deus ensinadas por Cristo Jesus ( Mateus capítulos 5 a 7 ).”

CONCLUSÃO

Comentário do Blog

“Quem é o melhor obreiro cristão?

Não é o melhor pensador. Nem o líder destacado.

Mas, aquele que, com humildade, firmeza e oração procura as almas perdidas.”

( Myer Pearlman ).

No mais, Deus proverá!

Pastor Eliel Goulart

 


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada