Ensinando e fazendo Missões

Acesse os esboços por categorias


Buscar no blog

Nossos Esboços

CPAD Adultos – 3º Trimestre de 2019 – 11-08-2019 – Lição 7: A mordomia dos dízimos e ofertas

14/08/2019

Esse post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança.” – Malaquias 3.10

Verdade Prática

A entrega do dízimo e das ofertas é uma bênção e um privilégio para quem é grato e fiel a Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Malaquias 3.7 a 12

7 Desde os dias de vossos pais, vos desviastes dos meus estatutos e não os guardastes; tornai vós para mim, e eu tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? 

8 Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas. 

9 Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a mim, vós, toda a nação. 

10 Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança. 

11 E, por causa de vós, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; e a vide no campo não vos será estéril, diz o Senhor dos Exércitos. 

12 E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos Exércitos.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

I Pedro 4.10 – Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.”

´Despenseiro´ significa o administrador da casa, o mordomo, o distribuidor da casa. A palavra aqui é oikonomos, substantivo grego, oikos: casa, nemos: distribuir. Propriamente, portanto, um mordomo.

Cada crente e servo do Senhor Jesus é administrador, mordomo, gestor de tudo o que possui, ou seja, que lhe foi concedido. E tudo prestará contas.

Porque administra e é gestor do que não lhe pertence. Tendo a revelação bíblica que tudo procede de Deus, reconhecemos a Ele como o proprietário e concessor.

I Crônicas 29.14 – “Porque tudo vem de ti, e da tua mão to damos.”

Vamos ver juntos que o dízimo é prática bíblica, através da qual o crente fiel – I Coríntios 4.2: “Além disso, requer-se nos despenseiros que cada um se ache fiel.” – separa para a Obra do Senhor, quanto aos dízimos, dez por cento de sua renda.

I – AS FONTES DE RECURSOS DA IGREJA LOCAL

1 – Dízimos e ofertas

O dízimo é o mínimo disposto a Deus pelo crente fiel.

Quando o crente fiel entrega na Casa do Senhor os dízimos e as ofertas, pelo menos quatro vitórias ele alcança contra impedimentos na sua vida espiritual:

1 – contra o egoísmo;

2 – contra a arrogância;

3 – contra a infidelidade;

4 – contra a avareza.

O dízimo é um privilégio dos que creem. Um direito dos que tem fé.

II Coríntios 9.6 e 7 – “E digo isto: que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará. Cada um contribua segundo propôs em seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”

O apóstolo Paulo exorta e doutrina ao cristãos da igreja de Corinto a serem generosos em dar, com a finalidade dos obreiros e a Casa de Deus ter sustento.

Há aqui o princípio bíblico da proporcionalidade: as nossas ofertas devam ser em proporção aos nossos recursos. Este mesmo princípio perdurava no Antigo Testamento e continua no Novo Testamento. Por isso a ordem expressa de Paulo em I Coríntios 16.2 – “No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade…” A oferta segundo a proporção da capacidade de cada um é também ensinada em II Coríntios 8.12: “Porque, se há prontidão de vontade (disposição voluntária – anotação nossa), será aceita segundo o que qualquer tem e não segundo o que não tem.”

O fato de estar pobre não libera o crente de dizimar.

Os crentes moradores da Macedônia estavam em angustiosa pobreza, e mesmo diante da carestia, davam voluntariamente e liberalmente – II Coríntios 8.2: “Como em muita prova de tribulação, houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza superabundou em riquezas da sua generosidade.”

Ouvi o testemunho de veterano pastor, com mais de 60 anos servindo ao Senhor no Ministério, que quando ele chegou a pequena cidade, para apascentar aquela que foi sua primeira igreja donde foi pastor, havia uma crente idosa, que lavava roupas para famílias daquele lugar, e trazia os dízimos. Segundo ele contou, ela entregava os dízimos com as mãos trêmulas pela fraqueza da saúde. Era muito pobre. Houve quem murmurasse, questionando: “Como pode o pastor aceitar o dízimo desta irmã que mal sustenta a si mesma?” E ele me disse que aceitava porque o dízimo não era dele, mas do Senhor. E ele não tinha permissão da Palavra para a liberar de obedecer a instrução. Depois, na mesma semana que a pobrezinha irmã entregou o dízimo, ele lhe enviava uma substancial cesta de alimentos, de valor muitas vezes superior ao seu dízimo, que a sustentava por todo o mês.

Ao entregar o dízimo, o dizimista reconhece que não é dono de nada do que seu trabalho rendeu.

Portanto, o dízimo e as ofertas são atos de fé, o exercício da fé. E acrescenta-se que é um ato de fidelidade ao Senhor. E quanto aos líderes que não são zelosos com os dízimos e ofertas dos fiéis? De sua parte, seja fiel. Cumpra o mandamento com honestidade. Entregue o dízimo na Casa do Tesouro, no lugar onde o irmão e a irmã come do pão e bebe do vinho, renovando sua comunhão com o Senhor.

A posição de fidelidade do dizimista é melhor, mais excelente do que a eventual posição de qualquer que usa dos dízimos e ofertas dos fiéis, para amealhar bens para si, e fazem dos crentes negócio. II Pedro 2.3 – “E, por avareza, farão de vós negócio…não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.”.

Gênesis 18.25 – “Não faria justiça o Juiz de toda a terra?”

A sua parte, faça com amor “…para que haja mantimento na minha casa…” – Malaquias 3.10.

2 – O cuidado com recursos externos

Há ações sociais sérias praticadas efetivamente por igrejas locais, que recebem recursos públicos.

Estes devam estar bem harmonizados com as destinações e a legalidade contábil.

Uma igreja que tenha convênio com ente público, e recebe recursos públicos, é recomendável dobrado cuidado. Pois o desvio de destinação é ilegal e sujeito a penalidades, além do escândalo.

Quando escrevo ´dobrado cuidado´, cito como exemplo certo pastor, que preside um vasto campo ministerial, cuja igreja recebe mensalmente substanciais recursos públicos, sujeito às prescrições legais e a fiscalizações do Ministério Público, inclusive. Diante disso, ele preside com cuidado, seguindo a injunção de Romanos 12.8 – “o que preside, com cuidado”. A boa prática contábil recomenda conferência e fiscalização periódica. Mas, ele decidiu ter ´dobrado cuidado´ e há revisão e fiscalização de documentos e uso dos recursos mensalmente, não dando prazo para amargar algum escândalo de qualquer que, trabalhando nas entidades assistenciais, aja com dolo.

 3 – Outras fontes de recursos

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Copyright Março 2017 © EBD Comentada