Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Adultos – 3º Trimestre de 2018 – 19-08-2018 – Lição 8: A Sobriedade na Obra de Deus

13/08/2018

Esse post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito.” – Efésios 5.18

Verdade Prática

O exercício do ofício divino é incompatível com o alcoolismo, maus costumes e intemperanças.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Levítico 10.8-11; I Timóteo 3.1-3

8 E falou o Senhor a Arão, dizendo: 

9 Vinho ou bebida forte tu e teus filhos contigo não bebereis, quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas gerações, 

10 para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo, 

11 e para ensinar aos filhos de Israel todos os estatutos que o Senhor lhes tem falado pela mão de Moisés.

I Timóteo 3.1-3

1 Esta é uma palavra fiel: Se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. 

2 Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; 

3 não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; 

INTRODUÇÃO

A Paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quanto de outra edição, a mesma é mencionada.

“Vinho ou bebida forte tu e teus filhos contigo não bebereis, quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas gerações.” – Levítico 10.9.

A intemperança é um dos males que se mostra como gigante contra os que se submetem a ele.

Parece-nos que se não houvesse nenhum efeito contra a sobriedade, em beber vinho ou bebida forte, não haveria atração por elas. Mas, tão logo o vinho se apodera do cérebro, perde-se a sobriedade e moderação.

Há um ditado que admoesta: “Onde a bebida alcoólica entra, a razão sai.”

E no caso de Nadabe e Abiú foi inteiramente verdade. Aceitando-se que a bebida forte ou o vinho, na avaliação do contexto, foram os responsáveis pelo ato profano e desequilibrado desses dois homens, mostraram-se inadequados ao exercício do ofício sacerdotal.

É de se observar com muita atenção, o fato de que a proibição veio logo após o incidente castigado por Deus.

Segundo os dicionários, ´vício´ é o hábito repetitivo, que leva à dependência e ao consumo irresistível, causando diversos prejuízos tanto ao viciado quanto aos conviventes. No Português, a palavra ´vício´ tem origem etimológica no latim vitium ( a letra ´t´é pronunciada com o som de ´c´), significando ´defeito´.

Podemos exemplificar como vício: as bebidas alcoólicas, as drogas, os cigarros, substâncias estupefacientes.

Em específico, o vinho foi o motivador de quedas e prejuízos de servos de Deus. Ao perderem a sobriedade com o excesso de vinho, tiveram perdas familiares e ministeriais. Não há, em toda a Bíblia, nenhum exemplo ou incentivo da vida de alguém, para o uso de bebida forte, ou seja, embriagante ou o vinho.

Nas narrativas bíblicas há registros de servos de Deus que foram vencidos pelo vinho, e foram desqualificados para ministrarem:

1 – Diante da família;

2 – Diante da congregação;

3 – Diante de Deus.

Cabe a cada um de nós guardar-se, abster-se dos vícios contumazes, respondendo diante da família, da congregação e de Deus. Aos que almejam viver segundo o padrão divino elevado e de excelência, cabem que obedeçam a Deus pela revelação de Sua Palavra e pelos conselhos dos obreiros fiéis.

I – O VINHO NA HISTÓRIA SAGRADA

1 – A embriaguez de Noé

Gênesis 9.20 a 27 narra que Noé plantou uma vinha, e teve sucesso com ela. Embriagou-se com o vinho que produziu, e desnudou-se no meio de sua tenda. O seu filho menor, Cam, entrou em sua tenda e viu a nudez de seu pai. Não se reservou, antes publicou a todos, quais sejam, às oito almas então sobreviventes do dilúvio. Os dois outros filhos de Noé, tomaram uma coberta e também adentraram à tenda, virados de costas, evitando ver a nudez de seu pai. Quando Noé voltou à sobriedade, soube que o menor havia exposto sua falha a todos, e amaldiçoou a Cam e abençoou a Sem e Jafé.

Há lições deste incidente na vida de Noé, e estão ligados à sua embriaguez com o vinho:

1 – O sucesso pode embriagar-nos

Há riscos morais no progresso social, inclusive. Aumentam-se a indulgência sensual e as tentações. O sucesso pode tornar-se um tirano contra nós. E a tendência que o sucesso traz, é o de satisfazer-nos comodamente com o presente. Noé alcançou sucesso e progresso com sua colheita da vinha que plantou.

Cuidado para não nos embriagarmos nos sucessos alcançados. Em qualquer área!

I Crônicas 29.12 – “E riquezas e glória vêm de ti diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo.”

Provérbios 3.5 e 6 – “Confie no Senhor de todo o seu coração; nunca pense que sua própria capacidade é suficiente para vencer os problemas.

Em tudo quanto for fazer, lembre-se de colocar Deus em primeiro lugar. Ele guiará os seus passos e você andará pelo caminho do sucesso.” – Bíblia Viva.

Já vi quem se embriagou com o diploma universitário. O diploma fica grande e Deus fica pequeno…

2 – Não é possível avaliar o quanto podemos descer quando dominados pelo poder de um vício

O mesmo Noé que se conduziu com firmeza contra a multidão, forte como uma rocha, está cambaleante, como uma cana quebrada, dentro de sua tenda.

3 – Qual foi o erro de seu filho menor, Cam? Expor a falha do líder

Nossa natureza caída tem prazer em ver o líder falhar. Depois de ver seu pai nu dentro da tenda, saiu fora e expôs a nudez do pai. A autoridade representativa de Deus, entre eles e naqueles dias, era Noé. Este patriarca os conduzia ao altar de adoração, a cultuar a Deus. E agora estava bêbado e desnudo, vergonhosamente, dentro de sua tenda. E o filho menor, ao invés de cobrir a falhar do líder, decidiu expor sua nudez. Noé falhou, mas era a autoridade representativa de Deus na sua família.

Cam estava como a questionar: “O nosso pai, que exige de nós reverência e nos conduz aos cultos a Deus, está lá dentro nu e embriagado. Que autoridade ele tem agora para nos liderar?”

A falha do líder – em quaisquer instâncias na vida da igreja – é um teste para saber se nosso coração tem indícios de rebeldia.

Cobrir a nudez – a falha do líder – não é encobrir o pecado. É agir de maneira pura, entregando a quem é competente para tratar – mas manter-se reservado, não divulgando prazerosamente, não expondo a falha. Mas, ao contrário, cobrindo com oração e intercessão.

Expor a nudez da liderança é pôr-se fora da bênção.

4 – Sem e Jafé foram abençoados por terem coberto a nudez do pai, entrando na tenda com uma coberta e virados de costas, pois nem o viram nu

Como o irmão trata com a autoridade que falha? Expõe a nudez ou providencia cobertura de intercessão. Deus é o justo Juiz de toda a terra. Nenhum crente é mais justo do que Deus na vida da igreja. Entregue a quem julga retamente. Mantenha-se debaixo da bênção.

2 – A devassidão das filhas de Ló

A narrativa do mais vergonhoso pecado sexual descrito na Bíblia está em Gênesis 19.30 a 38.

E está ligado à bebida forte.

As filhas de Ló embebedaram a seu pai, e deitaram-se com ele, donde nasceram a Moabe e Amom.

Moabe significa ´família de um pai´ e Amom significa ´hábil´. Duas nações que sempre foram inimigas de Israel e sentenciadas a nunca entrarem na congregação do Senhor:

Deuteronômio 23.3 – “Nenhum amonita ou moabita entrará na congregação do Senhor; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do Senhor, eternamente.”

Neemias 13.1 – “Naquele dia, leu-se no livro de Moisés aos ouvidos do povo; e achou-se escrito nele que os amonitas e os moabitas não entrassem jamais na congregação de Deus.”

Moabe a Amom eram povos cruéis:

I Samuel 11.2 – “Porém Naás, amonita, lhes disse: Com esta condição, farei aliança convosco: que a todos vos arranqueis o olho direito, e assim ponha esta afronta sobre todo o Israel.”

Amós 1.13 – “O Senhor diz: “Os moradores de Amom pecam sem parar e eu não esquecerei isso. Não os deixarei sem castigo por mais tempo porque em suas guerras feitas em Gileade, para aumentar seu território, eles fizeram muitas crueldades, matando à espada mulheres grávidas e seus futuros filhos.”

Observe a consequência devastadora para a qual a bebida alcoólica contribui, trazendo decadência moral e social.

Nossa chamada é para sermos luz do mundo e sal da terra. Um padrão dos valores de Deus neste mundo tenebroso!

Observação pertinente:

Rute era moabita – Rute 1.4 – e entrou na congregação do Senhor, ainda que houvesse a lei de Deuteronômio 23.3, citada acima. Por que? Porque voltou-se para o povo de Deus. Voltou seu coração para Deus. Salmo 3.8 – “A salvação vem do Senhor.” Ao voltar-se para o povo de Deus, entrou para a linhagem piedosa, e seu nome está na geração de Jesus Cristo, em Mateus 1.5 – “E Salmom gerou de Raabe a Boaz, e Boaz gerou de Rute a Obede, e Obede gerou a Jessé”. Aleluia!

3 – O vinho como instrumento de corrupção

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada