Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

CPAD Adultos – 2º Trimestre de 2019 – 05-05-2019 – Lição 5: A Pia de Bronze: Lugar de purificação

01/05/2019

Esse post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado.”  – João 15.3.

Verdade Prática

A Pia de Bronze é o símbolo do processo da santificação que Cristo realiza em nós através de Seu sangue e da Palavra de Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Êxodo 30:18-21
18 Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar e deitarás água nela.

19 E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés.

20 Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao SENHOR.

21 Lavarão, pois, as mãos e os pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo, a ele e à sua semente nas suas gerações. (ARC) 

Êxodo 40:30-32
30 Pôs também a pia entre a tenda da congregação e o altar e derramou água nela, para lavar.
31 E Moisés, e Arão, e seus filhos, lavaram nela as mãos e os pés.

32 Quando entravam na tenda da congregação e quando chegavam ao altar, lavavam-se, como o SENHOR ordenara a Moisés. (ARC)

1 Coríntios 6:11
11 E é o que alguns têm sido, mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus. (ARC)

Efésios 5:26-27
26 para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,

27 para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. (ARC)

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

Nesta Lição vamos aprender juntos sobre a Pia de Bronze, continuando a entrar no Tabernáculo. Tendo já passado pela Porta, e após, pelo Altar de Bronze, chegamos a Bacia / Pia de Bronze.

A sua posição traz simbolismo para nós:

1 – estava após o Altar de Bronze.

Onde se efetuava o sacrifício. Além do Altar, então o sacerdote estava preparado ao serviço sacerdotal, depois de lavar-se na Pia de Bronze, ele estava limpo.

A ordem na Graça é salvação e depois serviço.

2 – estava antes da Porta do Lugar Santo.

Estando após o Altar de Bronze, localizava-se também antes da entrada no Lugar Santo, onde nenhum sacerdote ousaria adentrar em impureza.

3 – estava após a saída do Lugar Santo.

Embora a afirmação seja óbvia, ela é necessária, pois o sacerdote lavava-se depois de dali sair. No Pátio Exterior todos os objetos são de bronze. Símbolo do juízo divino. Dentro do Lugar Santo, todas as peças são de ouro, símbolo da glória de Deus. A glória de Deus é a presença Dele. Servia, saía e lavava-se na Pia de Bronze.

Pátio Exterior representa nossa vida pública em meio aos homens.

Lugar Santo representa nosso avanço na etapa de serviço e santidade, e em estar com o Senhor.

Portanto, Santidade diante de Deus (Lugar Santo) e dos homens (Pátio Exterior). Este é o princípio de vida e chamada do crente em sua peregrinação.

I – A PIA DE BRONZE: A IMPORTÂNCIA DA SANTIDADE

1 – A pia de bronze e a água (Êx 30.18,19)

A ordem de Deus foi simples: fazer uma bacia de bronze, com suporte de bronze, que serviria como pia ou lavatório, e pôr água nela. Coloca-la entre a tenda da congregação e o Altar de Bronze.  

Nota-se que nada é dito sobre a forma e o tamanho da Pia. A única observação é que tinha uma base: 

Êxodo 31.9 – “… e a pia com a sua base.”  

A Pia localizava-se perto do Altar do Sacrifício, até porque os sacerdotes, sempre que oficiavam ministrando no Altar, tinham de lavar-se – Êxodo 30.20.  

Eles tinham esta Pia ou Bacia de Bronze. Hoje, nós temos a fonte aberta, a fonte transbordante: 

Zacarias 13.1 – “Naquele dia, haverá uma fonte aberta para a casa de Davi e para os habitantes de Jerusalém, contra o pecado e contra a impureza.”  

Cristo é a fonte inesgotável da salvação. De águas vivas, onde pela fé somos limpos da poluição de pecados deste mundo.  

Isaías 12.3 – “E vós, com alegria, tirareis águas das fontes da salvação.”  

Salmo 24.3 e 4 – “Quem subirá ao monte do Senhor ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração…”

Considerando que esta Pia de Bronze era utilizada somente por Arão e seus filhos, as dimensões eram adequadas a eles. 

Em comparação, Salomão construiu o chamado ´mar de bronze´, ou seja, dez tanques de bronze no Templo que ele inaugurou. Sem dúvidas, uma peça de proporções enormes – I Reis capítulo 7.  

Enfim, de imediato, esta Pia de Bronze e a água nos ensinam: 

1 – os que se aproximam de Deus devem estar com as mãos limpas –  

Salmo 26.6 – “Lavo as minhas mãos na inocência; e assim andarei, Senhor, ao redor do teu altar.”  

2 – Tendo por certeza que o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado, certo também é o nosso dever de buscar a pureza pelo poder da Palavra.

2 – Os sacerdotes e a santidade (Êx30.20)

Somente os sacerdotes tinham autoridade de Deus para lavarem-se na Pia de Bronze. E nenhum outro era consagrado a servir como sacerdote, senão os da linhagem sacerdotal.

Hoje, todo o povo de Deus está na família sacerdotal, com o novo nascimento, e se não for assim, seu culto não é aceitável.

I Pedro 2.9 – “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.”

Romanos 12.1 – “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.”

A falta da não se lavar parece pequena, a ordem era fácil, evidente e clara. Assim, a desobediência era mais grave, haja vista que expressaria transgressão deliberada.  

Êxodo 30.20 – “…lavar-se-ão com água, para que não morram…”

Não lavar-se diante de mandamento tão simples, traduziria o seguinte: 

1 – Presunção;

2 – Rebeldia; 

3 – Desprezo.  

E estas três atitudes são contrárias a busca da santidade.

Presunção, porque ninguém é puro ou santo de si mesmo, mas sempre pela dependência do Espírito Santo, da Palavra e do sacrifício expiatório de Jesus Cristo.  

Rebeldia, porque confronta a vontade de Deus, opõe-se aos propósitos divinos e ao padrão tão elevado da Palavra de Deus. A rebeldia é companheira da teimosia e do atrevimento.  

Desprezo, porque o mandamento é simples, de fácil praticidade, e portanto, o desprezo é direto contra a pureza, expressando uma hipocrisia tanto na vida quanto no caráter, pois ao servir em impureza ofende a santidade onisciente de Deus.  

3 – A santidade para a vida (Êx 30.21) 

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada