Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Adultos – 2º Trimestre de 2018 – 03/06/2018 – Lição 10: Ética Cristã e vida financeira

27/05/2018

Este post é assinado pelo pastor Eliel Goulart

Texto Áureo

“Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer?” – Isaías 55.2a

Verdade Prática

As finanças do crente devem ser bem administradas para ele garantir o sustento da família, contribuir na manutenção da igreja local e ajudar o próximo.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

I Crônicas 29.10-14; I Timóteo 6.8-10

I Crônicas 29.10 Pelo que Davi louvou ao Senhor perante os olhos de toda a congregação e disse: Bendito és tu, Senhor, Deus de nosso pai Israel, de eternidade em eternidade. 

11 Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste sobre todos como chefe. 

12 E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo. 

13 Agora, pois, ó Deus nosso, graças te damos e louvamos o nome da tua glória. 

14 Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, que tivéssemos poder para tão voluntariamente dar semelhantes coisas? Porque tudo vem de ti, e da tua mão to damos.

I Timóteo 6.8 Tendo, porém, sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. 

9 Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. 

10 Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor!

Todas as citações de versículos são da Almeida Revista e Corrigida. Quando usada outra tradução, a edição correspondente é informada.

O nosso Deus é o:

1 – Criador;

2 – Doador;

3 – Benfeitor;

4 – Sustentador;

5 – Provedor da Vida!

Ageu 2.8 – “Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos.”

Deus tem o direito divino sobre tudo que possuímos. Pela Sua Soberania, Ele exerce domínio sobre todos nós, e dispõe todas as coisas conforme lhe parecer bom. A Soberania de Deus é exercida em harmonia com outros atributos divinos: Sabedoria, Retidão e Bondade, por exemplos.

I Crônicas 29.14b – “Porque tudo vem de ti, e da tua mão te damos.” Nós somos apenas mordomos de Sua generosidade. Mordomo é aquele encarregado de administrar os bens alheios, a casa alheia e suas tarefas. Reconhecer esta verdade resulta em bênçãos para o homem. Porque se alguém vê os bens como seus, arrisca a então amar o dinheiro que é a raiz de toda espécie de males – I Timóteo 6.10.

Visando a preservação espiritual do homem, o respeito e reverência que Lhe devemos em benefício da humanidade e de seu progresso, que o Senhor avisa: “Minha é a prata, e meu é o ouro.” – Ageu 2.8.

I – UMA TEOLOGIA PARA A VIDA FINANCEIRA

1 – Uma vida financeira equilibrada

Provérbios 30.7 a 9 – “Duas coisas te pedi; não mas negues, antes que morra: afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção acostumada; para que, porventura, de farto te não negue e diga: Quem é o SENHOR?  Ou que, empobrecendo, venha a furtar e lance mão do nome de Deus.”

Esta petição de Agur é expressa de duas maneiras:

1 – Negativamente, declarando o que ele não quer;

2 – Positivamente, declarando o que ele deseja.

Mas, trata-se de uma única petição, apenas expressa de duas maneiras.

Se devemos orar contra o amor ao dinheiro, então não devemos desejar e nem buscar os excessos de bens terrenos.

Se devemos orar contra a pobreza, então ter uma relação mística e supersticiosa, buscando uma pobreza intencional, tal como vemos em monges católicos romanos, não é um estado de equilíbrio cristão e nem parte da religião aceitável a Deus.

A razão da petição de Agur é o seu temor de que a muita riqueza o leve à prática do mundanismo e a afastar-se de Deus.

Por outro lado, ele teme que a muita pobreza o leve a furtar e apoiar-se em injustiças e mentiras.

Nós temos dever para com Deus e para com o próximo!

Assim a medida de nossos esforços e desejos por bens materiais, e o desfrutar disso, deve estar submissa às vantagens espirituais e esperanças celestiais.

Para vivermos com equilíbrio a vida financeira, devemos:

1 – Evitar as transgressões para adquirir bens terrenos;

2 – Evitar de pôr-nos diante de ocasiões que nos exponham às transgressões.

Agur ensinou que há uma miséria na falta, e um perigo no excesso.

Ele orou pedindo nem mais e nem menos que o suficiente.

Enfim, o que podemos aprender desta oração?

1 – Que é lícito orar por bênçãos temporais;

2 – Que Deus é o provedor das bênçãos temporais e espirituais;

3 – Que pobreza e riqueza são dois extremos;

4 – Que Deus é o único melhor juiz para conceder o que está no meio delas;

5 – Orar assim a Deus é uma expressão de submissão, de adoração e de obediência.

Há um ditado inglês que diz: “É melhor um fogo que aqueça do que uma queimadura.”

Por Eliel Goulart

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada