Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Adultos – 2º Trimestre de 2017 – 21/05/2017 – Lição 8: Abigail, um caráter conciliador

17/05/2017

Este post é assinado por: Pastor Eliel Goulart

Texto Áureo

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” – Provérbios 15.1

Verdade Prática

A mulher sábia, além de edificar a sua casa, contribui para apaziguar os ânimos dos que vivem ao seu redor.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

1 Samuel 25.18 a 24, 27 e 28
18 Então, Abigail se apressou, e tomou duzentos pães,  e dois odres de vinho, e cinco ovelhas guisadas, e cinco medidas de trigo tostado, e cem cachos de passas, e duzentas pastas de figos passados, e os pôs sobre jumentos,
19 e disse aos seus jovens: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. Isso, porém, não declarou a seu marido Nabal.
20 E sucedeu que, andando ela montada num jumento, desceu pelo encoberto do monte, e eis que Davi e os seus homens lhe vinham ao encontro, e encontrou-se com eles.
21 E disse Davi: Na verdade, em vão tenho guardado tudo quanto este tem no deserto, e nada lhe faltou de tudo quanto tem, e ele me pagou mal por bem.
22 Assim faça Deus aos inimigos de Davi e outro tanto, se eu deixar até à manhã, de tudo o que tem, mesmo até um menino.
23 Vendo, pois, Abigail a Davi, apressou-se, e desceu do jumento, e prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi, e se inclinou à terra.
24 E lançou-se a seus pés e disse: Ah! Senhor meu, minha seja a transgressão; deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos e ouve as palavras da tua serva.
27 e agora esta é a bênção que trouxe a tua serva a meu senhor; dê-se aos jovens que andam após as pisadas de meu senhor.
28 Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque certamente fará o Senhor casa firme a meu senhor, porque meu senhor guerreia as guerras do Senhor, e não se tem achado mal em ti por todos os teus dias.

INTRODUÇÃO
Comentário do Blog

Com esta lição 8, continuamos a estudar o tema geral deste trimestre: “O Caráter do Cristão – Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro.” Hoje, aprendendo com a história de Abigail, mulher inteligente, sábia e de caráter pacificador.

O tema desta lição – Abigail, um Caráter Conciliador – é síntese de sua história. Conciliar, em português, tem mais de uma acepção. Por óbvio, que aqui tem o sentido de uma pessoa que trabalha pela paz e para apaziguar os ânimos contrários. Informa-nos o excelente dicionário Houaiss que a origem etimológica de ´conciliar´ em nossa língua pátria é do latim conciliare – ´reunir, unir´.

Nada sabemos da família e da origem de Abigail. Em I Samuel 25.3 seu nome é mencionado pela primeira vez na Bíblia. E diz-se que era esposa do judeu rico e rude Nabal, e que era de bom entendimento e formosa.

B. Dale nos informa que a maioria dos casamentos orientais, era um arranjo parental, e portanto, sem a manifestação de vontade dessa mulher destacada em sua inteligência, prudência e caráter conciliador. E este mesmo comentarista bíblico destaca cinco pontos de excelência do caráter de Abigail:

1 – Inteligência superior – I Samuel 25.3 – “mulher de bom entendimento”;

2 – Humildade – “prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi” – I Samuel 25.23 e 41;

3 – Generosidade – “duzentos pães” – I Samuel 25.18;

4 – Diligente – “Abigail se apressou” – I Samuel 25.18;

5 – Conciliadora – I Samuel 25.24 a 31.

I – ABIGAIL, UM POUCO DE SUA HISTÓRIA

1. Nabal, um homem de Belial
Comentário do Blog

Nabal – O Expositor da Bíblia para Leitores Ingleses, assevera que seu nome era provavelmente um apelido dado a ele por causa de sua bem conhecida tolice e teimosia. Haja vista, significar ´tolo´.

A Bíblia de Cambridge ressalta que o significado seria ´louco´. O comentarista das lições também cita assim com palavra sinônima: ´insensato´. É a mesma palavra no hebraico usada em Salmo 14.1 – “Disseram os néscios no seu coração: Não há Deus.” – Na ARA – Almeida Revista e Atualizada, usa-se ´insensato´. Na NVI – Nova Versão Internacional, usa-se ´tolo´ – “O tolo diz em seu coração: ´Não há Deus´. A maioria absoluta das traduções bíblicas consultadas prefere dar o significado ´tolo´ ao original hebraico ´nabal´. Strong informa que ela ocorre 22 vezes na Bíblia.

O livro ‘Todas as pessoas da Bíblia’ confirma o significado como ´tolo´.

Enfim, é necessário aprender da escuridão de seu mau caráter para mais brilhar o de sua esposa Abigail.

I Samuel 25.2 diz que era de Maom, região montanhosa de Judá, e apesar de ter sua origem nessa região desértica – I Samuel 23.24 – seus negócios eram empreendidos na pequena cidade ao norte do deserto de Maom, chamada Carmelo. Não se trata aqui do monte Carmelo. Mas da mesma cidade onde Saul antes, em I Samuel 15.12, ergueu um monumento comemorativo de sua vitória sobre os amalequitas.

Informa-nos a Bíblia que Nabal era homem rico, muito grande em sua riqueza, e claro que esta avaliação é de acordo com a época e região em que ele viveu.

É singular a menção ao número exato de seus rebanhos, em I Samuel 25.2, certamente para comparar com sua resposta insolente e grosseira aos representantes de Davi, recusando-lhe alimentos.

Registra-se que ele estava a tosquiar suas ovelhas. E ao tempo de tosquiar os rebanhos, havia um contexto de hospitalidade. Geralmente tempo de pródiga hospitalidade, acompanhado de festividades – I Samuel 25.36  – “Eis que tinha em sua casa um banquete, como banquete de rei.”

Matthew Henry assim comenta de Nabal:

“Não saberíamos nada sobre Nabal se nada também tivesse acontecido entre ele e Davi. O nome Nabal significa ´néscio´. As riquezas fazem com que os homens se vejam grandes perante os olhos do mundo, porém, para quem vê corretamente, Nabal era muito baixo. Não tinha nem honra e nem honestidade; era vulgar, de mau temperamento e irritável, mau em seus feitos, duro e opressor; homem a quem não importava que fraude ou violência utilizava para ganhar e entesourar. Que pouca razão temos para anelar a riqueza deste mundo, quando um vulgar como Nabal tem abundância, e homens tão bons como Davi sofrem necessidades!”

Que tristeza aumentada ao saber que este Nabal era descendente de Calebe, consequentemente da tribo de Judá, assim como Davi.

Matthew Pole diz-nos que ´isto agrava o seu crime, sendo ele um ramo degenerado daquele nobre acervo de Calebe.”

Romanos 14.12 – “De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmos a Deus.”

2. Davi recorre a Nabal e é desconsiderado
Comentário do Blog

I Samuel 25.10 e 11 – Nabal compara a Davi e seus companheiros como vagabundos e fugitivos. Apesar do pedido civilizado e gentil, responde com grosseria. Claro que ele não teria se atrevido a falar assim se Davi estivesse presente. Mas, sentia-se seguro pela distância tão longe onde estava ao sul.

Ao viverem no deserto, os homens de Davi se associaram aos empregados de Nabal, cuidadores de seus vastos rebanhos, e além de lhes prestarem vários serviços, ainda os protegeram contra os árabes beduínos, que habitavam aquela região sul do deserto.

Quando em I Samuel 25.8 os jovens enviados por Davi disseram: “Chegamos a um bom dia”, significou que chegaram a um dia festivo. Festividade que geralmente acontecia após o rebanho ser tosquiado, conforme tradição.

Ele sabia quem era Davi. Sua pergunta – I Samuel 25.10 – “Quem é Davi?” – é contraditória ao prosseguir dizendo:“e quem o filho de Jessé?”

Os cobiçosos e gananciosos, em vez de aliviar as necessidades dos filhos de Deus, sendo-lhes isso possível, maltratam e falam mal de suas pessoas e maldizem também da Causa Santa.

De Calebe, seu ascendente, diz-se e repete sempre a Bíblia, que perseverou em seguir ao Senhor – Números 14.24. Mas Nabal, seu descendente, não herdou nenhuma de suas ótimas qualidades. E isso somente lhe aumenta a condenação.

O mesmo B. Dale citado ao princípio deste comentário resume em tópicos o caráter sem valor de Nabal:

1 – Não pensava em Deus – sua única realidade era o material e o que podia ser visto;

2 – Desprezava os que estavam abaixo dele em termos sociais;

3 – Viveu solitário – como é a vida do egoísta – I Samuel 25.11 – “Meu pão… minha água.”  –

4 – Morreu repentinamente – “Louco! Esta noite te pedirão a tua alma…” – Lucas 12.20

5 – Sepultado sem honra – observe que se registra a morte de Samuel no mesmo capítulo 25 de I Samuel, versículo 1 – enquanto todos os filhos de Israel choraram pela morte de Samuel, ninguém lamentou por ele.”

3. Davi resolve vingar a afronta
Comentário do Blog

I Samuel 25.13 e 21
Explica-se a reação raivosa de Davi. Mas não a desculpamos.

Ele viveu como um crente do tempo da graça. Esperava-se dele reação sensata. E não a que o poria ao mesmo nível insensato de Nabal. O coração de Davi não era como o de Nabal.

O Senhor Jesus ensinou: “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.” – Mateus 5.45. Sim, o Senhor opera sua bondade sobre os maus e até a favor dos ingratos. Os ´filhos do Pai que está nos céus´ devam agir semelhantemente.

Enfim, Davi propôs em seu coração, vingar-se de Nabal. E marchou contra ele com quatrocentos homens, a fim de castigar sua insolência.

Tal decisão não foi sábia. E não combinava com o coração temente a Deus que Davi apresentava. Não era a manifestação do melhor desse nobre rei. Agiu com carnalidade. Lembra-nos o mesmo coração e disposição do carnal Esaú, em Gênesis capítulos 32 e 33, quando veio contra seu irmão Jacó com quatrocentos homens, o mesmo número de homens reunidos por Davi neste I Samuel 25. E Abigail agiu como o quebrantado Jacó, agora Israel, que enviou 580 animais de presentes ao irado Esaú, com o objetivo de aplacar-lhe as más intenções – Gênesis 32.13 a 16.

Romanos 12.21 – “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”

I Coríntios 15.25 – “Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.”

Êxodo 14.14 – “O Senhor pelejará por vós, e vos calareis.”

I Pedro 2.21 – “Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas.”

Quem foi mais maltratado do que nosso bondoso Senhor Jesus, ´o qual andou fazendo o bem´ – Atos 10.38 – e mesmo assim foi rejeitado?

Que o Senhor nos renove o coração na Sua bondade. E se porventura, formos tentados a resvalar os pés na vingança, e arriscar nossa história e comunhão, que o Senhor, por misericórdia, envie alguém como ´Abigail´ para nos trazer de volta à sensatez, a moderação e a paciência.

II Coríntios 10.4 – “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas.”

II – ABIGAIL DEMONSTRA O SEU CARÁTER

1. Uma mulher prudente
Comentário do Blog

Abigail – nome próprio feminino – Strong: “Meu pai é alegria” – Origem: Ab – pai – giyl – excessiva alegria. Seu nome tem 17 ocorrências no Antigo Testamento.

O caráter de seu esposo Nabal é definido pelo próprio empregado dele – I Samuel 25.17 – ao dizer a Abigail: “E ele é um tal filho de Belial, que não há quem lhe possa falar.” Nesta época específica, o termo Belial ainda não era um nome próprio. Isso ocorre posteriormente. Tinha o significado de ´um homem tão mau´ ou ´inútil´. É o significado singelo da palavra Belial: inutilidade. Muitas traduções bíblicas consultadas, usam ´sem valor´ ao traduzir Belial.

Isso mesmo, o caráter sem valor de Nabal contrasta com o caráter de valor, e elevado valor de Abigail!

Abigail, além de ser bela de mente, de coração e de caráter, também distinguia-se pela bela formosura. Raramente há tais combinações. I Samuel 25.3 – “e era a mulher de bom entendimento e formosa.” Certamente os empregados de seu marido perceberam tal diferença dela com o patrão, pois um deles foi diretamente a ela, alertar dos perigos da ameaça de Davi – I Samuel 25.1. Deduz-se que tinha influência nos negócios de seu esposo Nabal. E ao não declarar seu propósito de ir encontrar-se com Davi e sua companhia, levando-lhes diversas dádivas de alimentos – I Samuel 25.19: “Não declarou a seu marido Nabal”, revelou sabedoria e discrição. Um caráter reservado.

Ela previu e apressou-se a evitar as consequências da grosseria de Nabal, e com prudência agiu para estancar o perigo. O justo é prudente – Lucas 1.17: “…para converter o coração dos pais aos filhos e os rebeldes, à prudência dos justos…”

A sabedoria é companheira da prudência – Provérbios 16.16 – “Quanto melhor é a sabedoria do que o ouro! E quanto mais excelente, adquirir a prudência do que a prata.”

Ore sempre ao Senhor, pedindo a virtude da prudência – a capacidade de prever o perigo de algum ato – e ser instrumento nas mãos Dele a favor da paz. Comece a agir assim no seu lar. Abigail é exemplo para nós.

2. O caráter diligente e sábio
Comentário do Blog

Abigail foi eficaz e eficiente. Há definições proveitosas para eficaz: fazer as coisas certas, e eficiência: fazer certo as coisas.

Eficiência é utilizar os recursos disponíveis da melhor maneira possível. Eficácia é resolver o problema em definitivo.

Abigail apressou-se em reunir a provisão de duzentos pães, e isto demonstra a grandeza da casa, pois que já estava assim provida de tal quantidade de pães. Duas vasilhas de couro, e naquela época antiga, no Oriente, eram feitas de peles de cabrito, cabra ou boi, com tamanhos variados. Cinco medidas de trigo tostado, é quantidade pequena. Quase uma iguaria. Medida aqui é um terço de um efa ( 23 quilos ) – medida para grãos entre os judeus. Portanto, 38 quilos de grãos tostados. Lembrando que acompanhavam a Davi uma companhia de 600 homens. Certamente, na pressa, Abigail tomou para acrescentar às dádivas. Eram grãos torrados. Há traduções diferentes quanto a estas cinco medidas: uns traduzem por trigo e outros por milho. Ainda que no original, Strong nos ensine ser simplesmente ´grãos´. Além de cem cachos de passas e duzentos bolos de figos, naturalmente secos e comprimidos.

Neste tópico o comentarista da lição destaca a intenção raivosa de Davi, no seu sentimento de vingança, de não deixar com vida nem mesmo um menino – I Samuel 25.22. Curiosidade: a expressão original é ´qualquer que urine contra a parede´. O comentário de Barnes propõe que signifique ´até o mais insignificante membro da família´.

A um povo acostumado ao ensino dos escribas, que sancionava a vingança privada, o Senhor Jesus contrapôs: “E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” – Mateus 5.41 –  Nesta dispensação da graça, cessa o ´olho por olho´ e eleva-se a doutrina de Cristo: os magistrados sentenciam as sanções das previsões da lei, e não há espaço para a vingança ressentida e privada.

A raiva de Davi nos exorta que tomar decisões dominado por ela, não é o melhor a fazer.

3. O caráter conciliador de Abigail
Comentário do Blog

Entre a intenção ( subjetiva / interior ) e a ação ( objetiva / exterior ) há um intervalo. Quando Davi estava a caminho de atacar a casa de Nabal, agindo com raiva e sentimento de vingança, se interpôs Abigail com caráter conciliador. Davi poderia ser impedido fisicamente, mas a disposição interior continuaria latente. Ou poderia ser impedido moralmente. E a disposição interior cessaria. E aí Abigail foi sábia em agir.

A linguagem agressiva de Nabal foi um incentivo ao pecado. Mas, todas as vezes que Davi consultou ao Senhor antes de ações decisivas, foi bem aventurado. Registra-se que por cinco vezes ele consultou ao Senhor:

1 – I Samuel 23.2, 4 e 10 – antes de ser oficialmente rei, consultou ao Senhor se devia ir à guerra contra os morados de Queila;

2 – I Samuel 30.8 – se devia guerrear contra os amalequitas;

3 – II Samuel 2.1 – se devia confrontar uma das tribos rebeldes de Israel;

4 – II Samuel 5.19 e 5.23 / I Crônicas 14.10 e 14.14 – antes de guerrear contra os filisteus, consultou ao Senhor duas vezes;

5 – II Samuel 21.1 – diante de uma grande fome entre seu povo, consultou ao Senhor perguntando se era consequência de pecado.

Salmo 73.24 – “Guiar-me-ás com o teu conselho e, depois, me receberás em glória.”

Abigail desceu a Davi montada num jumento – I Samuel 25.20. Símbolo de humildade. Diferente de Absalão que aparelhou para si cavalos, rebelando contra seu pai Davi – II Samuel 15.1. O Santo e humilde Senhor Jesus entrou em Jerusalém montado num jumentinho, cumprindo a profecia de Zacarias 9.9. Não há ninguém mais humilde do que nosso amado Senhor Jesus – Filipenses 2.5 e 7: “Para que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;”

Provérbios 15.33 – “…diante da honra vai a humildade.”

( 1 ) Abigail desceu a encosta do monte. I Samuel 25.20;

( 2 )  Desceu do jumentinho. I Samuel 25.23;

( 3 ) Desceu prostrando-se diante de Davi. I Samuel 25.24.

Compare estas humildades com o Salmo 133 que por três vezes diz ´que desce´. Myer Pearlman escreveu em seu famoso livro – Conhecendo as Doutrinas da Bíblia – que Satanás quis subir – Isaías 14.13 e 14 – e, contudo, sua carreira é de constante queda: dos céus aos ares, dos ares será abatido a terra, da terra a prisão, da prisão ao lago de fogo e enxofre.

Quando ´descemos´ em humildade, qual esta exemplar Abigail, então ´o Senhor ordena a bênção e a vida´ – Salmo 133.3.

III – O RESULTADO DO CARÁTER DE ABIGAIL

1. Davi foi aplacado por Abigail

2. Deus feriu Nabal

3 – Davi toma Abigail por sua esposa
Comentários do Blog

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” – Provérbios 15.1

Os lábios de gentileza espalham sementes de bem ao seu redor.

As gentis palavras de Abigail desarmou a Davi, que ia agindo por impulso de fúria. Quantas palavras ásperas já provocaram lutas e divisões, separações e rancores profundos!

Pôr as paixões nos lábios é tirar toda a esperança de sabedoria.

Leiam esta ilustração antiga do Oriente:

O célebre Aboo Yusuph, que era juiz-chefe de Bagdá, no reinado do califa Hadee, foi um exemplo muito notável daquela humildade que distingue a verdadeira sabedoria. Seu senso de suas próprias deficiências muitas vezes o levou a pôr dúvidas, onde homens de menos conhecimento e mais presunção teriam logo decidido.

Em uma ocasião, depois de uma investigação muito paciente de fatos, ele declarou que seu conhecimento não era competente para decidir sobre o caso diante dele.

” Ora, você espera “, disse um funcionário do califa, ” que o califa lhe paga por sua ignorância?
– Eu não! – respondeu a sábio juiz em suave e branda  resposta: – O califa me paga, e muito bem, pelo que sei! Se tentasse me pagar pelo que não sei, os tesouros de seu império não bastariam.

J. M. Sherwood, pregador presbiteriano do Século 19, escreveu:

“1. “Uma resposta suave” é uma resposta cristã.

Ela exemplifica o Espírito de Cristo. “Quando injuriado, Ele não insultou novamente.”

2. “Uma resposta suave” é uma resposta adequada.

É uma coisa sensata a fazer. Por questão de mera prudência, é o caminho mais sábio que um homem pode tomar.

3. “Uma resposta suave” é a resposta mais eficaz.

A única resposta eficaz na forma de bons resultados. As palavras gentis, um espírito que perdoa farão o que frases duras e irritadas e uma atitude de guerra nunca fizeram e nunca podem realizar.

4. “Uma resposta suave” é a evidência do caráter moral de um homem.”.

I Samuel 25.37 – “Sucedeu, pois, que pela manhã, havendo já saído de Nabal o vinho, sua mulher lhe deu a entender aquelas palavras; e se amorteceu nele o seu coração, e ficou ele como pedra.”

Muitos comentaristas renovados interpretam a informação ´e se amorteceu nele o seu coração, e ficou ele como pedra´, como um acidente vascular cerebral. Certamente, a raiva violenta trouxe-lhe isso. Depois de ficar sem sentido por dez dias, morreu.

Mas, primeiro lhe morreu o coração. Seu coração morreu dentro dele: “e se amorteceu nele o seu coração.”

O famoso comentarista Ellicott especula que o acidente vascular cerebral: “lhe foi provocado pelo medo, ouvindo a que perigo terrível ele tinha sido, através de sua linguagem imprudente, desprevenida e conduta grosseira, expostos. Nesse sono bêbado, do qual ele mal se despertava, ele e toda sua casa teriam perecido miseravelmente se não fosse a prevenção de sua esposa. Em seu estado enfraquecido, febril e excitado ainda com a bebida forte, terror e horror o tomaram, e o ´golpe´ seguiu.”

Graças a Deus que Davi foi conduzido, através da intercessão de Abigail, para elevada consideração moral. Ela foi usada por Deus para desviar de Davi a precipitação de seu propósito de vingança. Matthew Henry: “Quanto mais próximos estivermos de cometer pecados, maior será a misericórdia de uma restrição razoável.”

Deuteronômio 32.35 – “Minha é a vingança e a recompensa…” está novamente registrado em Romanos 12.19. E repetido em Hebreus 10.30. Fazemos bem em atentar quando a Bíblia repete uma e mais vezes uma sentença. Entreguemos nossa causa a Quem julga retamente.

I Samuel 25.39 – “E mandou Davi falar a Abigail, para tomá-la por sua mulher.”

Davi avaliou que aquela mulher sábia e bela, seria apropriada para ser sua esposa. Lembremos que era ela viúva rica e ele, ainda nesta ocasião, um fugitivo. E assim o casamento com Abigail lhe trouxe ricas propriedades. E consideremos que ela não foi persuadida pela força, mas por inteira liberdade de resposta. Davi foi testemunha da piedade, sabedoria e humildade de Abigail.

A uma mulher de honra, uma proposta honrosa.

E ela casou-se com Davi, não sendo este ainda rei. Mas, perseguido, fugitivo da ira de Saul e ainda sem um palácio. Matthew Henry sempre tem um comentário ungido: “Assim, aqueles que se juntam a Cristo, devem estar dispostos a sofrer com Ele, crendo que depois reinarão com Ele.”

CONCLUSÃO
Comentário do Blog

De um lado, o incrédulo Nabal. Um homem de coração duríssimo e de palavras insultuosas. Conforme seu próprio nome diz, um ´tolo´. Tipo do homem natural, que rejeita a singeleza do Evangelho e a beleza de Cristo. Homem de caráter mundano, quando dizia ´meu pão´, ´minha água´, ´minha carne´, ´meus tosquiadores´, traz-nos a lembrança outro tolo narrado no Novo Testamento, que também falou ´meus celeiros´, ´meus frutos´, ´meus bens´- Lucas 12. 16 a 21. Sabemos o fim semelhante de cada um.

De outro lado, está Abigail. Caráter piedoso. “Sem dúvida, ela não estudou oratória nas escolas, mas o Espírito de Deus a fez oradora. Deus pôs a sabedoria em seu coração, e  esta fluía em sábias palavras.” ( Roos ).

Não é de se surpreender ter Davi, após a morte de Nabal, proposto a ela, levá-la como esposa.

“Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Ti; porque ele confia em ti.
Confiai no Senhor perpetuamente; porque o Senhor Deus é uma rocha eterna.” – Isaías 26.3 e 4.

No mais Deus proverá!

Pastor Eliel Goulart


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada