Ensinando e fazendo Missões

Buscar esboços

Nossos Esboços

CPAD Adultos – 1º Trimestre de 2018 – 21/01/2018 – Lição 3: A superioridade de Jesus em relação a Moisés

15/01/2018

Este post é assinado por: Pastor Eliel Goulart

Texto Áureo

“Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou.” – Hebreus 3.3

Verdade Prática

Cristo em tudo foi superior a Moisés, na Casa de Deus, pois enquanto o legislador hebreu foi um mordomo, o Salvador foi o dono.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Hebreus 3.1- 19

1 Pelo que, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão, 

2 sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés em toda a sua casa. 

3 Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. 

4 Porque toda casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus. 

5 E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar; 

6 mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.

7 Portanto, como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a sua voz, 

8 não endureçais o vosso coração, como na provocação, no dia da tentação no deserto, 

9 onde vossos pais me tentaram, me provaram e viram, por quarenta anos, as minhas obras. 

10 Por isso, me indignei contra esta geração e disse: Estes sempre erram em seu coração e não conheceram os meus caminhos. 

11 Assim, jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso. 

12 Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. 

13 Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado. 

14 Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. 

15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como na provocação.

16 Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés. 

17 Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi, porventura, com os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? 

18 E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes? 

19 E vemos que não puderam entrar por causa da sua incredulidade.

INTRODUÇÃO

Comentário do Blog

Paz do Senhor!

Todas as citações bíblicas são da Almeida Revista e Corrigida. Quando diferente desta, citamos a edição.

Considerando a especial importância de Moisés na história de Israel, tanto como legislador quanto como líder, o escritor aos Hebreus faz uma comparação entre ele e o Senhor Jesus, porque isto era necessário e relevante aos crentes judeus e também aos crentes gentios.

O escritor aos Hebreus descreve a superioridade de Cristo em comparação e em relação a Moisés, sem nenhuma intenção, nem mesmo implícita ou indireta, de menosprezar o legislador Moisés. Mas com toda a intenção de exaltar a pessoa bendita do Senhor Jesus.

Assim ele mostra que:

1 – Moisés era servo – Jesus é o Filho;

2 – Moisés era o mensageiro – Jesus é a Mensagem;

3 – Moisés teve um ministério passageiro – Cristo tem um Ministério eterno;

4 – Moisés não completou a obra ( a de levar os israelitas à terra prometida) – em contraste com a obra completa de Cristo;

5 – Moisés é o administrador da casa – Cristo é o Edificador;

6 – Moisés foi chamado a uma missão terrena – Cristo foi enviado a uma missão celestial;

7 – Moisés foi um medianeiro ( Gálatas 3.19 ) temporal – Cristo é o Mediador de Aliança eterna.

I – UMA TAREFA SUPERIOR

1 – Uma vocação superior

Comentário do Blog

Hebreus 3.1 –Pelo que, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão.”

Pelo que…”, demonstra que a continuação do argumento tem relação com os versículos precedentes, como em especial com Hebreus 2.1 a 4. Os conteúdos destes quatro versículos são reunidos neste versículo especificamente, e quase todas as palavras recordam declarações anteriores. Noutras traduções as palavras “pelo que” são traduzidas reduzindo-as a, “portanto”. Isto é, uma vez que Cristo é o que foi dito no capítulo anterior; uma vez que Ele é capaz de socorrer os que precisam de ajuda; uma vez que Ele assumiu a nossa natureza e é o Sumo Sacerdote misericordioso e fiel, então, seu caráter deve ser cuidadosamente considerado.

“Irmãos santos”, que já fora dito em Hebreus 2.11, repetindo-se em Hebreus 2.12 e 17, e volta a repetir-se em Hebreus 10.19 e 13.22. A diferença é que somente aqui o adjetivo “santos” é acrescentado. Que expressão abençoada a ser admitida em nossas saudações!

Há 19 ocorrências da palavra hagios (grego), santo, em toda a Carta aos Hebreus: Espírito Santo, irmãos santos, ministrado aos santos, lugares santos, um santuário terrestre, chamado de santo, lugar santo dos santos, todos os santos.

Observe que a declaração “irmãos santos” decorre da afirmação em Hebreus 2.11 – “Porque, assim o que santifica como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos.”

“Vocação celestial” – substantivo grego, klésis. Ou seja, uma chamada, um convite, uma convocação.

É celestial porque procede do Céu.

Moisés foi chamado por uma voz celestial, no seu tempo, para a missão de expandir o governo de Deus na terra.

Os crentes desta dispensação somos chamados para uma vocação celestial – tanto do céu quanto para o céu – e participarmos de um Reino espiritual.

As coisas mais excelentes são chamadas de celestiais. E nós somos participantes delas! “Participantes” aqui, literalmente, significa “segurar coisas em comum”. Nós compartilhamos, entre os irmãos, dos privilégios da “chamada celestial”.

João 3.12 – “Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?”

Esta chamada celestial é “para o Seu reino e glória.” – I Tessalonicenses 2.12b.

2 – Uma missão superior

Comentário do Blog

Hebreus 3.1 – “…considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão.”

A palavra “considerai” tem o sentido de “observai bem”, “atentamente”, “perceber plenamente”. O escritor está como a dizer: “Pensem cuidadosamente sobre este Jesus”.

Este versículo é o único lugar onde o Senhor Jesus é chamado de apóstolo. E esta aplicação é muito peculiar. Entendemos que “apóstolo” foi usado aqui para fixar o ensino de Jesus Cristo como “enviado” de Deus, divinamente autorizado, e, portanto, como também foi Moisés, na comparação.

Ao “considerar” a Jesus, veremos Nele o padrão para nosso viver. Aprenderemos com Ele a agir nas dificuldades. Quão facilmente somos perturbados pela injustiça e quando somos maltratados! Se considerarmos a Jesus, aprenderemos a sabedoria, a integridade e a bondade para reagir. Os princípios que governaram toda a conduta do Senhor Jesus foram:

1 – Amor pela humanidade;

2 – Dependência de Deus. Quanto destaque Ele deu à fé!

Se considerarmos a Jesus, aprenderemos Dele a cumprir nossa missão de glorificar a Deus em tudo, e agradar ao Senhor nas circunstâncias mais difíceis.

João 20.21 – “…Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.”

Orton H. Wiley (1877 – 1961), teólogo e escritor de muitos livros, ensina: “Considerar é um termo usado na astronomia derivado da raiz latina sidus, que significa estrela ou constelação, e dela temos sideral, o que pertence aos astros ou ao céu. Considerai contém a ideia de que, como os astrônomos fitam longa e atentamente os céus, afim de obter informações sobre o sistema solar, assim também, como cristãos, devemos continuamente fitar Jesus Cristo com admiração e adoração.”

Pastor Eliel Goulart

COMUNICADO IMPORTANTE

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

CLIQUE AQUI para continuar estudando a lição conosco…

 

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e ainda continuar estudando a lição conosco…

Decidimos unir o Ensino com Missões e assim, alavancar recursos financeiros para contribuir com esses projetos.

Cada um de nós poderemos contribuir com o site ebdcomentada.com e com as obras de missões citadas, realizando o cadastro como assinante e escolhendo o plano que achar conveniente.

Optamos por oferecer valores acessíveis para que todos continuem a desfrutar dos nossos esboços e ao mesmo tempo AJUDAR a obra missionária, portanto a EBD Comentada, juntamente com você estará ao mesmo tempo ENSINANDO e FAZENDO MISSÕES.

Contamos com a ajuda de todos para mantermos este trabalho que tem auxiliado milhares de professores no Brasil e no mundo.

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19 – ARC).

Qualquer dúvida referente aos planos ou mesmo depois de adquiri-lo, surgir algum problema, entre em contato conosco (contato@ebdcomentada.com.br)

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada