Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Central Gospel Jovens e Adultos – 4º Trimestre de 2018 – 25-11-2018 – Lição 8: O ABC do envelhecimento

22/11/2018

Esse post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO BÍBLICO BÁSICO

Lucas 2:25-32
25 Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele.

26 E fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor.

27 E, pelo Espírito, foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei,

28 ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:

29 Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra,

30 pois já os meus olhos viram a tua salvação,

31 a qual tu preparaste perante a face de todos os povos,
32 luz para alumiar as nações e para glória de teu povo Israel. (ARC)

TEXTO ÁUREO

Romanos 13:7
7 Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. (ARC)

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Perceber que a população mundial caminha para o envelhecimento;
  • Identificar a forma como os idosos devem ser tratados pela igreja e meio social;
  • Compreender que a velhice é uma dádiva de Deus.

PALAVRA INTRODUTÓRIA

Paz seja convosco!

Neste estudo iremos abordar um tema pouco tratado em nossas igrejas – a terceira idade.

Tão certo como é o fato de nascermos e crescermos, a velhice é um evento natural da vida e a Palavra de Deus não se omite quanto a esta fase da existência humana.

As pesquisas apontam que o número de idosos está crescendo de forma considerável. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou em novembro de 2014 que nas próximas décadas a população mundial com mais de 60 anos vai passar dos atuais 841 milhões para 2 bilhões até 2050.

Em 2020 teremos pela primeira vez na história o número de pessoas com mais de 60 anos maior que o de crianças até cinco anos, reportou a OMS em uma série sobre saúde e envelhecimento na revista médica The Lancet, notando que 80% dos idosos viverão em países de baixa e média renda.

Diante deste quadro, urge que a igreja do Senhor vire os seus olhos com atenção para os nossos idosos e forneça a eles subsídios espirituais e de valor humano para que possam entrar e atravessar este período da vida gozando dela em sua plenitude!

1 – PONTOS DE VISTA SOBRE O ENVELHECIMENTO

A velhice é considerada a terceira idade da vida humana e se caracteriza pela queda de força e degeneração do organismo, ou seja, ao longo da vida têm-se várias fases e é com elas que você cresce e amadurece.

Segundo os dados fornecidos pelo IBGE, no Brasil são 21 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos que, de acordo com a legislação vigente, são consideradas idosas. O termo mais conhecido e aplicado é Terceira Idade.

O pastor Gilmar Vieira Gomes cita a gerontologia para explicar os níveis da terceira idade.

  • O velho jovem — 65 a 75 anos;
  • O velho médio — 75 a 85 (ou 90) anos;
  • Os velhos, velhos — 85 (ou 90) anos em diante.

A gerontologia é o estudo do envelhecimento nos aspectos – biológicos, psicológicos, sociais e outros.

Gerontologia ainda pode ser compreendida como o campo científico e profissional dedicado às questões multidimensionais do envelhecimento e da velhice, tendo por objetivo a descrição e a explicação do processo de envelhecimento nos seus mais variados aspectos. É, por esta natureza, multi e interdisciplinar. 
Esta é uma fase da vida em que todos estão destinados a passar e pode ter vários significados e simbolismos para diferentes sociedades.

Pensadores, filósofos, poetas, cientistas e outros expressaram o que pensam sobre a velhice e seus depoimentos são bastante variados. Vejamos alguns:

“Deve-se temer a velhice, porque ela nunca vem só. Bengalas são provas de idade e não de prudência”. Platão

“A velhice é a paródia da vida”.

Simone de Beauvoir

“O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã”.

Leonardo da Vinci

“O segredo de uma velhice agradável consiste apenas na assinatura de um honroso pacto com a solidão”.

Gabriel García Márquez

“A velhice denuncia o fracasso da nossa civilização”.

Simone de Beauvoir

Para alguns a velhice é um desalento, para outros a solidão, outros ainda diz que é uma comédia de mal gosto, uns mais otimistas a vê como o ponto alto da sabedoria, mas outros como uma grande frustração.

Percebe-se o desânimo que a velhice representa para muitos, no entanto, a Palavra de Deus dá o seu parecer:

Salmos 92:14
14 Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e florescentes, (ARC)

Para o salmista, esta fase da vida não é um tempo de esterilidade, mas de vigor e produtividade.

1.1 – Não é sinônimo de doença

A velhice é um estado e uma fase da vida.

Quanto ao estado, este se refere a condição, onde a força física diminui e o corpo não responde como antigamente. A resistência reduz e alguns cuidados especiais são necessários quanto a saúde.

Quanto a fase, refere-se a uma etapa do ciclo da vida, pois envelhecer não é uma doença, mas envelhecer pode trazer consigo algumas enfermidades, onde algumas exigências são necessárias para lidar com o corpo, a mente e o espírito neste momento.

Um dos grandes filósofos grego (Aristóteles) disse: “Velhice não deveria ser entendida como doença, pois não é algo contrário à natureza”.

Abraão gozou de boa velhice (Gn 25.8); Isaque em sua velhice estava com as vistas escurecidas (Gn 27.18,21) e do mesmo modo Jacó (Gn 48.10); Davi sentiu muito frio (1Re 1.1); Salomão tinha uma mente aguçada para os grandes conselhos de Deus (livro de Eclesiastes).  

Cada um chega a esta fase de um modo, no entanto, podemos trabalhar para nela entrarmos e permanecermos da melhor forma que for possível; tendo cuidados com a nossa saúde praticando hábitos saudáveis, fazendo exercícios físicos, regrando com boa alimentação e principalmente meditando sempre na Palavra do Senhor, pois ela também propicia o bem-estar para a nossa alma.

1.2 – É a melhor das opções

Se perguntarmos a quem quer que seja se ele deseja viver ou morrer, a resposta quase unânime será um estrondoso “QUERO VIVER!”.

A natureza humana sempre anela pela vida e não pela morte. A vida é o primeiro dom de Deus para o homem e por ela o homem se esforça (Jó 3.22).

Não se trata de temer a morte, mas de amar a vida e nesta jornada, há aqueles que abreviam os seus dias na terra, pois conduzem a sua vida de forma perigosa e nociva. Vivem de forma desregrada, abusam do pecado, cujo salário é a morte (Rm 6.23) praticando um modo de vida apartado de Deus e sua vontade.

Desta forma, de maneira estúpida optam por morrerem ao invés de viverem, não chegam na fase da velhice, onde aqui o Senhor também tem bênçãos para conceder.

O já falecido Dom Hélder Câmara, que foi bispo católico disse: “Feliz de quem atravessa a vida inteira tendo mil razões para viver.”

1.3 – Um tempo em que se pode cultivar a alegria

A sociedade amadureceu e percebeu que as pessoas de terceira idade têm necessidades peculiares.
Empresas de turismos promovem excursões e entretenimento exclusivos para eles. Escolas de educação desenvolvem cursos também para pessoas desta faixa etária. As noites podem ser preenchidas ao frequentar ambientes de dança e até relacionamentos, tudo bem produzido para recebê-los.

Tais diversões visam trazer a felicidade para os idosos, e tem o seu valor, no entanto, não preenchem ou satisfazem plenamente a alma; na realidade, muitas vezes, apenas a coloca cada vez mais longe de Deus, que é a verdadeira fonte da alegria.

Conheço pessoas que estão nesta fase da vida, alguns enfrentando enfermidades e o abandono de seus filhos, porém, sem perderem o prazer de viver, pois o mandamento divino é: “Regozijai-vos, sempre, no Senhor; outra vez digo: regozijai-vos” (Fp 4.4).

1.4 – Um tempo para pacificar o passado, viver o presente e projetar o futuro

O retrovisor da história do idoso tem muitas cenas, muitas lembranças e muitas experiências vividas. Algumas dramáticas e tristes, porém outras alegres e agradáveis.

O idoso é propenso a ter as emoções mais acentuadas e por isso o passado pode causar nele sensações mais nítidas em sua expressão. É preciso lidar melhor com as experiências anteriores de maneira sábia para que elas não prejudiquem o presente e escureçam o futuro.

Há muitos que atravessam esta etapa da vida cheios de rancores e mágoas acumuladas no coração. Esses sentimentos causam doenças patológicas e prejudicam muito a saúde e o bem-estar.

O idoso precisa lidar como exercício do perdão e de lançar as ansiedades sobre o Salvador. Só assim, obterá alívio das assombrações do passado, viverá um presente gracioso e vislumbrará um futuro com entusiasmo!

Davi olhou para este retrovisor e contemplou que desde a sua mocidade foi ensinado acerca do Senhor, da Sua Palavra e dos seus portentosos feitos (Sl 71.17), mas que no seu presente (quando já estava velho ao escrever o salmo), rogou a Deus para que não o desamparasse, a fim de continuar anunciando o Senhor aquela geração (Sl 71.18).

Note que a preocupação de Davi estava em preservar as boas lembranças do passado e viver o presente anunciando-as aos daquela geração, pois quando ocupamos a mente e o coração das coisas boas, nos tornamos indivíduos aprazíveis aos que nos cercam. Nossa conversa e assuntos são agradáveis e desta forma, o idoso passa a ser uma referência para os que o ouvem.

Precisamos considerar também que quanto mais velho em idade, mais perto se aproxima o destino eterno. Jesus Cristo traz a esses uma nova perspectiva acerca do final da vida, onde muitos podem imaginar que estão chegando ao fim, o evangelho apresenta que na verdade, tudo está apenas começando – ETERNIDADE (Jo 14.6).

1.5 – Um tempo de aprendizagem

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada