Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Central Gospel Jovens e Adultos – 4º Trimestre de 2018 – 11-11-2018 – Lição 6: Teologia do corpo: Saúde, bem-estar e qualidade de vida

10/11/2018

Esse post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO BÍBLICO BÁSICO

1 Tessalonicenses 5:15-23
15 Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui, sempre, o bem, tanto uns para com os outros como para com todos.

16 Regozijai-vos sempre.

17 Orai sem cessar.

18 Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.

19 Não extingais o Espírito.

20 Não desprezeis as profecias.

21 Examinai tudo. Retende o bem.

22 Abstende-vos de toda aparência do mal.

23 E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. (ARC)

TEXTO ÁUREO

1 Coríntios 3:16-17
16 Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?

17 Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo. (ARC)

OBJETIVOS

Ao término do estudo bíblico, o aluno deverá ser capaz de:

  • Compreender que o ser humano precisa permanecer sadio em todas as áreas de seu ser;
  • identificar os cuidados que são necessários para uma vida saudável e com bem-estar;
  • conscientizar-se sobre a conexão entre saúde física, saúde emocional e saúde espiritual.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

O ser humano deve cuidar de três aspectos da sua vida:

  • Aspecto emocional ou mental intelectual;
  • O aspecto físico e;
  • O aspecto espiritual.

As três facetas deste cuidado que o ser humano deve atentar estão intimamente relacionadas a sua tríplice formação (corpo, alma e espírito).

O homem é uma unidade composta por três elementos (corpo, alma e espírito). A teologia denomina essa formação de tricotomia. É a vontade de Deus que o homem viva plenamente e se desenvolva intelectualmente, fisicamente e espiritualmente.

O homem perfeito já existiu? O homem (gênero humano) plenamente perfeito física, mental e espiritual foram Adão e Eva.

A grande tragédia da humanidade hoje é a exacerbada preocupação com a sua parte intelectual ou físico e o descaso com a questão espiritual.

É dever do cristão preocupar-se com o seu corpo, pois ele é a habitação de Deus e não nossa propriedade, pois o Senhor o comprou por bom preço (1Co 7.23).

1 – SAÚDE FÍSICA

Basicamente podemos compreender que Saúde significa o estado de normalidade de funcionamento do organismo humano.

O primeiro casal da terra, eram fisicamente perfeitos, pois na ausência do pecado, não havia enfermidades ou mesmo qualquer tipo de patologia clínica que viesse causar alguma espécie de prejuízo em sua vitalidade. Acrescenta-se que nem mesmo a morte fazia parte da existência até a queda.

O pecado foi tão nefasto para a humanidade, que através dele, as doenças, as deformações, as moléstias, as anomalias, distúrbios, afecções, mal-estares e toda sorte de males passaram a conviver com o homem (gênero humano).

Há um excessivo gasto com a saúde visando combater e prevenir patologias já conhecidas e alto valor monetário investido em tecnologias e medicamentos para aliviar a dor humana causada pelas enfermidades. A indústria farmacêutica é uma das que mais lucram com os danos provocados pelas doenças e afins.

Jesus Cristo, em seu ministério terreno se ocupou em trazer alívio causado pelas doenças, leiamos:

Lucas 4:40
40 E, ao pôr do sol, todos os que tinham enfermos de várias doenças lhos traziam; e, impondo as mãos sobre cada um deles, os curava. (ARC)

Não havia caso algum difícil demais para Jesus! A Bíblia apresenta uma relação de alguns desses “casos” em Mateus 4:24. “Enfermidades e tormentos” neste texto abrangem quase todos os tipos de doenças. Não havia doenças que pudessem desafiar o poder curador do Filho de Deus!

1.1 – O corpo

Nosso corpo é a primeira instância que identifica a nossa personalidade humana. Através dele temos uma forma que nos caracteriza como seres humanos. Trata-se da nossa forma visível. Com ele nos relacionamos com o mundo exterior através dos cinco sentidos do corpo:

  • Fala;
  • Audição;
  • Visão;
  • Olfato e;
  • Tato

Norman Russel Champlin explica o corpo físico é o instrumento ou veículo da vida da alma neste mundo (Deu. 12:23; Isa. 53:12; II Cor. 5:10). Pode indicar a personalidade inteira (Fil. 1:20; Rom. 12:1). 

Posteriormente, a teologia dos hebreus concebeu o sopro de Deus sobre o corpo, conferindo-lhe a alma residente. A teologia anterior dos hebreus compreendia isso como a mera animação da estátua de barro que Deus havia formado, sem qualquer ideia de uma alma eterna. Seja como for, o corpo físico é a manifestação inferior do ser humano.

Jesus ensinou a importância secundária do corpo (Mt 6.25-34). E Paulo reconheceu o estado de humilhação do corpo (Fp 3.21), exortando-nos a discipliná-lo, para que obtenha uma boa expressão espiritual (1Co 9.27; Rm 8.13). Além disso, o corpo físico deve ser usado para o Senhor, por ser expressão ou instrumento do espírito (1Co 6.13; Rm 12.1; 1Ts 5.23).

1 Coríntios 6:20
20 Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. (ARC)

Hernandes Dias Lopes explica que o nosso corpo é santuário do Espírito. Tudo aquilo que não é digno do santuário de Deus não é digno do nosso corpo. Nada que seja inconveniente no templo de Deus é decente no nosso corpo. Somos a morada de Deus. O nosso corpo é lugar santíssimo, o Santo dos Santos, onde a glória de Deus se

manifesta. Devemos eliminar do nosso corpo toda forma de conduta que não seja apropriada para o templo de Deus.

1.2 – Alimentação

A saúde de um indivíduo pode ser determinada pela própria biologia humana, pelo ambiente físico, social e econômico a que está exposto e pelo seu estilo de vida, isto é, pelos hábitos de alimentação e outros comportamentos que podem ser benéficos ou prejudiciais.

Engana-se que pensa que o Senhor não participa ou pelo menos queira participar dos mínimos detalhes de nossa vida, inclusive da nossa alimentação.

Sabe-se que nos tempos primitivos, os homens alimentavam-se do que podiam colher, como raízes, legumes, frutas, castanhas, e mediante a caça de animais selvagens. Somente após o dilúvio a Bíblia menciona especificamente o uso da carne de animais na alimentação

humana (Gn 9.3), embora isso se deva mais provavelmente à ausência de menção, e não a um reflexo da realidade das coisas.

No Egito, os filhos de Israel comiam bem, conforme se lê em Êxodo 16.3: “…quando estávamos sentados junto às panelas de came, e comíamos pão a fartar!” No deserto, os israelitas lembravam com saudade o peixe, os pepinos, os melões, os alhos porros, os alhos, as cebolas e outros iguarias (Nm 11.5).

Com a lei mosaica apareceram certas restrições (Lv 3.17; 7.26; 11.4-8; Êx 34.15; Dt 14.3-21), mas o próprio fato de que tantas coisas puderam ser vedadas, em contraste com a grande variedade de alimentos permitidos, serve para mostrar que a dieta dos antigos era vasta. Vamos nos ater as permissões:

Eram permitidos carnes e legumes, bem como muitos condimentos. Os alimentos de origem animal incluíam carnes de carneiro, de boi, de cabras, de veado, de antílope, de corço, além de grande variedade de aves. Muitas variedades de peixes eram pescadas no lago de Genezaré (Jo 21.11), e também havia peixes trazidos do mar por comerciantes fenícios (Ne 13.16). Gafanhotos eram consumidos pelos pobres (Lv 11.22; Mt 3.4).

Deus assim estabeleceu para que Israel usufruísse de um cardápio nutritivo e que lhe traria benefícios para a saúde e consequentemente para a sua vida de dedicação ao Senhor.

Hoje, não pode ser diferente, pois o corpo é o mesmo e ainda é quem absorve os nutrientes contidos nos alimentos para se manter saudável. Deste modo, precisamos nos alimentar de manjares que tenham valor nutritivo que nos sejam benéficos; devemos rejeitar os excessos e sempre que possível, precisamos estar controlando e medindo as taxas das substâncias contidas em nosso organismo tais como: colesterol, triglicérides, glicose, etc.

Devemos também procurar uma forma de movimentar o nosso corpo através de exercícios compatíveis com a nossa estrutura fisiológica e muscular, além de sempre termos períodos que realmente repousamos, sem interrupções.

Um corpo bem cuidado é sinal de que honramos a Deus e a Ele prestamos um culto apropriado.

1.3 – Vícios

Por Cláudio Roberto de Souza

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada