Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Central Gospel Jovens e Adultos – 3º Trimestre de 2019 – 01-09-2019 – Lição 9: Os cônjuges e a vida financeira

29/08/2019

Este post é assinado por Ezequiel Soares

TEXTO BÍBLICO BÁSICO

Salmos 112.1-10 

Louvai ao SENHOR. Bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR, que em seus mandamentos tem grande prazer.

A sua semente será poderosa na terra; a geração dos retos será abençoada.

Prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça permanece para sempre.

Aos justos nasce luz nas trevas; ele é piedoso, misericordioso e justo.

O homem bom se compadece, e empresta; disporá as suas coisas com juízo;

Porque nunca será abalado; o justo estará em memória eterna.

Não temerá maus rumores; o seu coração está firme, confiando no Senhor.

O seu coração está bem confirmado, ele não temerá, até que veja o seu desejo sobre os seus inimigos.

Ele espalhou, deu aos necessitados; a sua justiça permanece para sempre, e a sua força se exaltará em glória.

O ímpio o verá, e se entristecerá; rangerá os dentes, e se consumirá; o desejo dos ímpios perecerá.

TEXTO ÁUREO

1 Timóteo 6.10 

Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Entender a necessidade de envolver toda a família no planejamento financeiro;
  • Compreender que a diferença orçamentária dos cônjuges não deve provocar atritos no relacionamento;
  • Aprender que a saúde financeira obedece a alguns princípios;

PALAVRA INTRODUTÓRIA

Paz seja convosco!

A área financeira é umas das maiores preocupações do ser humano, de fato vemos cada vez mais o materialismo dominar os corações, tendo aumentado até mesmo as teologias voltadas para a vida financeira e aos ganhos materiais. Mas o que a bíblia nos diz e nos ensina acerca da vida financeira de fato?

Nessa lição iremos estudar as advertências e princípios bíblicos que a Palavra nos dá acerca desse tema para a vida conjugal.

Que Deus fale conosco.

1 – O PODER DAS RIQUEZAS

1.1 – O apego desmedido às riquezas

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos. (1 Timóteo 6.10)

Paulo, adverte a Timóteo sobre o amor ao dinheiro, como sendo a raiz de todos os males. Alguns estudioso levam a interpretar que essa expressão era apenas para simbolizar o tamanho do mal que o amor ao dinheiro é, mas não corresponde ao fato de verdadeiramente ser a raiz de todos os males. Mas mesmo que essa não seja a raiz de todos os males e sim uma expressão, ela de fato tem valor em sua ênfase. Realmente o amor ao dinheiro e as riquezas corrompem o coração dos homens, o levando a outros vários abismos. (Salmos 42.7a). Seja como for, o dinheiro abre caminho para bom número de males, mergulhando os homens na ruína.

O desejo demasiado pelas riquezas é um desejo contrário à fé. Tal anelo nos desvia da fé e nos lança em ações anticristãs, que são prejudiciais à alma. A cobiça desvia o homem da fé verdadeira e da dependência em Deus.

Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. (Mateus 6.19-21) 

Nesse texto Cristo já nos adverte, e faz um paralelo do materialismo terreno, com a espiritualidade celeste. Aqui os tesouros dessa terra encontram situações que diminuem o seu valor, desvalorização ou até mesmo a facilidade de sua perda. Mas a cerca da espiritualidade e as riquezas celestiais são eternas e mais proveitosas para o homem.

Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro. (Mateus 6.24)

Este versiculo é a conclusão ou aplicação das palavras de Jesus sobre os tesouros, a luz e as trevas. O homem que cuida das coisas espirituais procura apenas um tesouro, isto é, o tesouro dos céus.

O “servir” tem o significado de escravidão e servidão, o homem que se prende nas riquezas terrenas se coloca na posição de servo dessas riquezas e não mais as possuem, mas é possuído por elas.

O ser humano só será fiel a um ou a outro senhor. Essa fidelidade inclui a expressão de amor ou de ódio, da parte do homem. O senhor que finalmente obtiver a fidelidade do homem, terá, ao mesmo tempo, o amor desse homem.

1.2 – A benção financeira

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? (Mateus 6.25,26)

Quando falamos de vida financeira, já nos deparamos com o pensamento sobre contas, ansiedade, responsabilidades.

Essas condições norteiam a mente de todos e principalmente dos casais. Se inicia no momento do desejo para o casamento e nunca mais deixa de ser uma preocupação. O casal precisa se preocupar e estar atento com a ansiedade; tudo se inicia pela ansiedade, então desenvolve a avareza, e logo gasta a vida inteira na servidão das riquezas.

O termo “ansiosos” vem de um termo grego que significa distrair. Fica subentendida uma ideia de duplicidade. Trazendo para nós o sentido de ter várias preocupações ou até mesmo, variações no foco da caminhada, e isso pode trazer confusão e certa dose de sofrimentos.

Mas Cristo nos chama para deixarmos a ansiedade de lado, e não diminuirmos a nosso pensamento em que a vida consista em apenas comer, beber e vestir. Jesus apresenta aqui dois exemplos dos cuidados do Pai pela sua criação: as aves do céu e os lírios dos campos. As aves ilustram os cuidados do Pai a respeito de nossa alimentação. Os lírios ilustram a provisão de nosso vestuário. Aqui não encoraja a preguiça nem fala contra o esforço do trabalho. Tão somente mostrou que a obtenção da alimentação não deve ser acompanhada pela ansiedade, porquanto a providência divina funciona neste mundo até mesmo entre os animais inferiores, como as aves. Sendo criaturas de pouco valor, as aves eram vendidas no mercado como alimentação dos pobres, mas ainda assim Deus cuidava delas; porventura esse Deus não cuidaria de seus próprios filhos? Se o discípulo negar ou duvidar dessa provisão então agirá como o descrente, que nunca considerou Deus seu Pai.

Assim aquele que tem a sua dependência somente em Deus, pode entender as diretrizes do reino dos céus. Então pode viver sem a ansiedade, pois essa foi deixada em Cristo.

2 – O DINHEIRO USADO COM SABEDORIA

Por Ezequiel Soares

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada