Buscar esboços

Nossos Esboços

Central Gospel Jovens e Adultos – 2º Trimestre – 06/05/2018 – Lição 5: Todos estão sujeitos a conflitos

01/05/2018

Este post é assinado por Leonardo Novais de Oliveira

TEXTO BÍBLICO BÁSICO

Romanos 7.14-24

14 – Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.

15 – Porque o que faço, não o aprovo, pois o que quero, isso não faço; mas o que aborreço, isso faço.

16 – E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.

17 – De maneira que, agora, já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.

18 – Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.

19 – Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço.

20 – Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.

21 – Acho, então, esta lei em mim: que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.

22 – Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus.

23 – Mas vejo nos meus membros outra lei que batalha contra a lei do meu entendimento e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.

24 – Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?

TEXTO ÁUREO

Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. (Rm 8.2)

OBJETIVOS

Ao término do estudo bíblico, o aluno deverá:

  • Compreender que o conflito é o resultado de duas forças que se opõem;
  • Entender que o conflito é próprio de todo ser humano;
  • Crer que Deus tem sempre a solução certa para resolver os conflitos.

PALAVRA INTRODUTÓRIA

Olá irmãos (ãs), Paz seja convosco.

Aprenderemos nesta lição sobre os conflitos existentes na vida do ser humano.

Para introduzirmos este assunto, precisamos nos lembrar que somos seres complexos e que possuímos alguns tipos de relacionamentos.

Vejamos abaixo quais são eles:

1 – Relacionamentos horizontais: São os relacionamentos conhecidos como interpessoais, ou seja, todos os relacionamentos entre um ser humano e outro (s).

Como seres sociais que somos, necessitamos de nos relacionar com outros seres humanos e este tipo se dá através do relacionamento familiar (pais, mãos, irmãos e irmãs), amizades, do coleguismo (no ambiente de trabalho, escola ou outros); do namoro e também do casamento.

2 – Relacionamentos internos: É o relacionamento conhecido como intrapessoal, ou seja, o homem com ele mesmo. Este tipo de relacionamento é deveras importante e pode ser traduzido com autoconhecimento. Existem “n” benefícios de conhecer a si mesmo, como por exemplo, o controle de suas emoções, maior segurança, independência, possibilidade de fazer boas escolhas, autoestima elevada, tolerância e consideração para com as outras pessoas e outros.

3 – Relacionamentos Verticais: É o relacionamento com Deus ou com o diabo, conhecido como relacionamentos espirituais. Como o homem é um ser trino (espírito, alma e corpo), ele SEMPRE terá o desejo e a necessidade de relacionar-se com algo superior a ele no tocante a parte espiritual.

Desta forma, em todos os tipos de relacionamentos, poderemos ter conflitos e precisamos compreender os motivos que nos levam aos mesmos e como resolvê-los.

1 – SITUAÇÃO DO HOMEM DIANTE DOS CONFLITOS

TODOS os seres humanos vivenciam conflitos ao longo de sua vida e isto é sem dúvida, uma consequência do pecado original, que imprimiu em nosso ser a natureza do mal.

Outro ponto marcante, é que cada um de nós possuí caráter e personalidade distintos e isto nos torna seres muito distintos uns dos outros e, se há distinção, podem existir conflitos de posicionamentos e interesses.

1.1 – Atitudes diante do conflito

Paulo escreve aos Tessalonicenses um texto interessante sobre os três componentes do ser humano, leiamos:

“Que o próprio Deus da paz os santifique inteiramente. Que todo o espírito, a alma e o corpo de vocês sejam preservados irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. (1 Ts 5.23 NVI)

Um conceito extraordinário sobre o ser humano é o de que somos um espírito, dotado de alma, que habita em um corpo.

Utilizando este conceito, podemos compreender que a essência do homem é a parte imaterial, pois esta é eterna.

Desta forma, a atitude que temos diante dos conflitos que nos alcançam está intimamente ligada à nossa condição espiritual e emocional.

Sendo assim, de acordo com o texto, precisamos cuidar de nosso espírito, alma e também do corpo.

1.1.1 – O incrédulo e os conflitos

A palavra incrédulo significa “o que não crê ou o descrente” e estas pessoas são citadas como aqueles que não são salvos em Cristo Jesus, ou seja, não possuem em suas vidas o Espírito Santo de Deus, que nos ajuda em tudo.

Assim, as atitudes dos mesmos, são bem diferentes daqueles que creem, ou seja, dos que possuem o Espírito Santo dentro de si.

As pessoas que ainda não experimentaram a paz de Jesus, que excede todo o entendimento, tentem a ter comportamentos indevidos diante de lutas, tribulações e conflitos, pois são guiadas pela sua natureza carnal.

Vejamos quais são as obras da carne, ou seja, as obras praticadas pelas pessoas que não possuem o Espírito Santo em suas vidas.

“Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus”. (Gl 5.19-21 – NVI)

Sendo assim, diante de conflitos, o incrédulo tende a demonstrar em seus atos as obras da carne.

1.1.2 –  O cristão e os conflitos

Diferentemente dos incrédulos, os cristãos experimentam a paz produzida pelo Espírito Santo em suas vidas.

Paulo escreve aos Filipenses, o seguinte texto:

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus”. (Fp 4.6,7 – NVI)

A paz que o Espírito Santo nos dá, independe de circunstâncias, ou seja, se temos alegria, temos paz; se temos tristeza, temos paz; se somos bem-sucedidos, temos paz; se não somos, temos paz; se temos conflitos, temos paz, se não temos, também temos paz.

A Bíblia não garante que o cristão não terá dificuldades ou conflitos, mas garante que, apesar deles, teremos paz.

Leiamos outro texto:

“Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. (Jo 16.33 – NVI)

Leiamos o comentário do Teólogo Alemão, Werner de Boor:

“Jesus, porém, não está preocupado consigo mesmo, mas com seus discípulos. O que será deles quando o abandonarem e cada um se espalhar para a sua casa? Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. Não se pode entender isso. Jesus não deveria dizer aos apóstolos em tom ameaçador: se me abandonarem de forma infiel, vocês se precipitarão na falta de paz? Assim seria se os discípulos estivessem por conta de si mesmos. Então tudo teria acabado quando fracassassem. Em si mesmos não conseguem encontrar a paz. Porém, em mim, em Jesus, eles terão paz. Unicamente nele, mas nesse caso também com toda a certeza. Não precisam andar o caminho de desespero de Judas e tampouco o farão. Contudo unicamente isso será seu último apoio, o fato de que Jesus lhes prediz tudo e, apesar disso, não lhes retira seu amor”.

Vejamos qual é o fruto do Espírito e leiamos alguns conselhos de Paulo. OBSERVE QUE NÃO SÃO FRUTOS, MAS UM FRUTO, DIVIDIDO EM VÁRIAS PARTES.

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito. Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros”. (Gl 5.22-26 – NVI)

Aqueles que são guiados por Deus, precisam manifestar as qualidades acima, que são produzidas em nós pelo Espírito Santo.

Por Leonardo Novais de Oliveira

COMUNICADO IMPORTANTE

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e ainda continuar estudando a lição conosco…

Decidimos unir o Ensino com Missões e assim, alavancar recursos financeiros para contribuir com esses projetos.

Cada um de nós poderemos contribuir com o site ebdcomentada.com e com as obras de missões citadas, realizando o cadastro como assinante e escolhendo o plano que achar conveniente.

Optamos por oferecer valores acessíveis para que todos continuem a desfrutar dos nossos esboços e ao mesmo tempo AJUDAR a obra missionária, portanto a EBD Comentada, juntamente com você estará ao mesmo tempo ENSINANDO e FAZENDO MISSÕES.

Contamos com a ajuda de todos para mantermos este trabalho que tem auxiliado milhares de professores no Brasil e no mundo.

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19 – ARC).

Qualquer dúvida referente aos planos ou mesmo depois de adquiri-lo, surgir algum problema, entre em contato conosco (contato@ebdcomentada.com.br)

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada