Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Betel Jovens – 2º Trimestre de 2019 – 07-04-2019 – Lição 1: Conhecendo os livros poéticos

03/04/2019

Esse post é assinado por Carlos Henrique Soares

TEXTO DE REFERÊNCIA

105 A tua palavra é uma lâmpada que ilumina o caminho por onde eu ando. Ela me ajuda a não tropeçar!

106 Prometi ao Senhor, e volto a prometer: “Cumprirei as tuas justas decisões! “

107 Senhor  estou dominado pelo desespero; renova a minha vida através da tua palavra.

108 Aceita, ó Senhor, as minhas palavras de gratidão, pois elas são sinceras. Ensina-me a praticar as tuas instruções para a vida.

109 Minha vida está sempre por um fio, mas não me esqueço da tua Lei.

110 Homens que se desligaram completamente de Deus fazem planos para me destruir, mas nem isso pode me afastar das tuas instruções.

111 A tua vontade revelada é para mim uma herança eterna, a maior alegria para o meu coração.

112 Estou decidido a obedecer às tuas ordens escritas, até a morte. Sl 119.105-112

VERSÍCULO DO DIA

105 A tua palavra é uma lâmpada que ilumina o caminho por onde eu ando. Ela me ajuda a não tropeçar!  Sl 119.105

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Conhecer os livros poéticos;
  • Entender os motivos de suas histórias.
  • Aprender que os livros poéticos apresentam também o caráter de Deus.

INTRODUÇÃO

Os livros Poéticos contidos na Bíblia são cinco, a saber: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares de Salomão.

Estes cinco livros que ficam entre os livros históricos e proféticos são muitos diferentes do que aqueles que vêm antes ou depois deles. Os livros poéticos não são históricos. Os outros livros são históricos: contam a história do povo de Israel. Estes livros são experimentais. Os livros históricos falam de uma nação como tal, da nação hebraica.

Os livros poéticos não tratam da nação de Israel, mas tratam de assuntos individuais do coração. Os livros poéticos falam de indivíduos como tais, do coração humano. Os livros poéticos não são a única poesia encontrada no Velho Testamento. Estes livros são o grupo poético de livros.

Os livros poéticos falam das experiências da vida, da relação do coração com Deus e da intimidade que o salvo tem com Deus.

1 – APRESENTANDO JÓ E SALMOS

O livro de Jó:

Escritor: Desconhecido;

Data: cerca de 2000 a.C. (?);

Tema: Por que sofre o justo?

Um Dos mais antigos livros das Escrituras inspiradas! Um livro tido na mais alta estima e muitas vezes citado, todavia muito pouco entendido pela humanidade.

Por que foi escrito este livro, e de que valor é para nós hoje? A resposta é indicada no significado do nome de Jó: “Objeto de Hostilidade.” Sim, este livro trata de duas importantes perguntas: Por que sofrem os inocentes? Por que permite Deus a iniquidade na terra? Temos o registro do sofrimento de Jó e de sua grande perseverança para considerarmos ao responder a essas perguntas. Tudo foi registrado por escrito, precisamente como Jó pediu. — Jó.19:23, 24.

O livro de Salmos:

Escritor: Davi, Asafe, Moisés, Salomão, filhos de Corá e outros;

Data: Quase todo foi escrito entre os século X a V a.C.;

Tema: Oração e Louvor.

Livro que parece consistir em cinco coleções de cânticos sagrados:

(1) Sl.1-41;

(2) 42-72;

(3) 73-89;

(4) 90-106;

(5) 107-150.

Cada coleção terminando com uma bênção proferida sobre Deus.

Segundo o seu lugar no livro, os respectivos salmos, desde tempos antigos, evidentemente eram conhecidos por número. Por exemplo, o que é agora chamado de “segundo salmo” também era chamado assim no primeiro século a.C. (At.13:33).

1.1 – Salmos

O livro de Salmos é uma coleção de poemas religiosos.

O título hebraico dos Salmos é “Tehillim”, que significa “Louvores”. O título na Septuaginta (tradução do A.T. do idioma hebraico para o grego) é Psalmoi, que significa “cânticos par serem acompanhados por instrumentos de cordas”. O título em português (Salmos) é derivado da Septuaginta.

Salmos é descrição que se dá costumeiramente ao Saltério (instrumento de cordas dedilháveis) na sua presente forma, como o hinário e livro de oração do templo pós-exílio, certamente não está longe da verdade. Mas, como no caso de todo hinário moderno, o seu conteúdo tem diversas origens.

Ele é dividido em cinco seções ou livros: SI 1—41; 42 — 72; 73 — 89; 90 — 106 e 107 — 150.

Cada livro termina com uma doxologia acrescentada pelos compiladores, e o salmo 150 evidentemente é a doxologia do quinto livro e de todo o Saltério.

Na outra ponta, o salmo 1 provavelmente foi composto, ou ao menos agora funciona, como uma introdução para a coleção inteira. Essa divisão em cinco partes pode ter tido a intenção de ser um eco ou um tributo aos cinco livros do Pentateuco, a base da revelação do A.T.

2 – PROVÉRBIOS

O título provérbios dá nome ao livro tanto em hebraico quanto em português. De Salomão é uma referência a ele como autor principal e maior inspirador desse tipo de literatura em Israel.

O hebraico “mãsãl”, “provérbio”, tem na sua raiz o significado de “comparação” e é usado com referência tanto à alegoria ampliada de Ezequiel 17.2ss quanto ao símile colorido de Provérbios 10.26.

É usado também em relação à frase capciosa de 1º Samuel 24.13 ou até com referência ao escárnio (Is 14.4; Hc 2.6).

A maioria dos ditados desse livro, no entanto, é de “comparações” no sentido de duas declarações que são postas lado a lado em forma de antítese.

Assim como Davi é o manancial da tradição salmódica em Israel, Salomão é o manancial da tradição sapiencial em Israel (Pv 1.1; 10.1; 25.1). Conforme 1 Rs 4.32, Salomão produziu 3.000 provérbios e 1.005 cânticos. A maioria dos provérbios teve origem no século X a.C., porém a provável data mais antiga para a conclusão deste livro seria o período de reinado de Ezequias (i.e., c. 700 a.C.). A participação dos homens de Ezequias na compilação dos provérbios de Salomão (Pv 25.1 — 29.27) talvez remonte a 715—686 a.C., durante o avivamento espiritual liderado por esse rei temente a Deus. É possível que os provérbios de Agur, de Lemuel e os outros “sábios” também tenham sido compilados nesse período.

2.1 – Conhecendo Provérbios

Pr. Carlos Henrique Soares

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada