Ensinando e fazendo Missões

Acesse os esboços por categorias


Buscar no blog

Nossos Esboços

Betel Adultos – 3º Trimestre de 2019 – 11-08-2019 – Lição 6: O discipulado diligente

08/08/2019

Esse post é assinado por Leonardo Novais de Oliveira

TEXTO ÁUREO

“Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais” (Lc 12.40)

TEXTO DE REFERÊNCIA

Lc 12.35-38

  1. Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas, as vossas candeias.
  2. E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier e bater, logo possam abrir-lhe.
  3. Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o Senhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa, e, chegando-se, os servirá.
  4. E, se vier na segunda vigília, e se vier na terceira vigília, e os achar assim, bem-aventurados são os tais servos.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Mostrar que discípulos diligentes são cuidadosos;
  • Apontar a importância de os discípulos serem frutíferos no Reino de Deus;
  • Falar sobre os desafios do discipulado.

INTRODUÇÃO

Caros irmãos (ãs), Paz do Senhor.

Esta lição aborda a questão dos discípulos de Jesus serem servos do Reino de Deus.

Todos aqueles que um dia se entregaram para o Cristo foram chamados para servirem e este assunto é tão marcante que o próprio Jesus, foi o maior exemplo de servo que o mundo já conheceu.

Vejamos o que o evangelista João escreve:

“Faltava somente um dia para a Festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a hora de deixar este mundo e ir para o Pai. Ele sempre havia amado os seus que estavam neste mundo e os amou até o fim. Jesus e os seus discípulos estavam jantando. O Diabo já havia posto na cabeça de Judas, filho de Simão Iscariotes, a ideia de trair Jesus. Jesus sabia que o Pai lhe tinha dado todo o poder. E sabia também que tinha vindo de Deus e ia para Deus. Então se levantou, tirou a sua capa, pegou uma toalha e amarrou na cintura. Em seguida pôs água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha. Quando chegou perto de Simão Pedro, este lhe perguntou: —Vai lavar os meus pés, Senhor? Jesus respondeu: —Agora você não entende o que estou fazendo, porém mais tarde vai entender! O senhor nunca lavará os meus pés! — disse Pedro. —Se eu não lavar, você não será mais meu discípulo! —respondeu Jesus. Então, Senhor, não lave somente os meus pés; lave também as minhas mãos e a minha cabeça! —pediu Simão Pedro”. (Jo 13.1-9 – NTLH)

O ato de lavar os pés era destinado para os escravos, ou seja, para aqueles que não tinham lugar na sociedade, porém, Jesus o fez e ensinou seus discípulos a fazerem o mesmo.

Jesus foi o homem mais importante que já pisou neste mundo e também o mais humilde e sua humildade foi conhecida pelo exemplo de serviço demonstrado durante todo o seu ministério.

A Bíblia nos mostra que Jesus não veio para ser servido, mas para servir, leiamos:

“Mas Jesus os reuniu e disse: “Entre os não-crentes, os reis são tiranos, e cada oficial inferior domina sobre aqueles que estão abaixo dele. Mas entre vocês é bem diferente. Todo aquele que quiser ser um líder, deve ser servo. E se vocês quiserem chegar bem alto, devem servir como um escravo. A atitude de vocês deve ser igual à minha, porque Eu, o Messias, não vim para ser servido, mas para servir, e dar a minha vida por muitos”. (Mt 20.26-28 – BV)

Se Jesus veio para servir, o que acontece com algumas pessoas que não conhecem o significado deste termo?

Existem muitas pessoas que precisam aprender com o Mestre os rudimentos da simplicidade e da prontidão em servir.

Infelizmente, no meio evangélico, existem pastores que desaprenderam a servir e por isto tornaram-se arrogantes e prepotentes e isto traz prejuízos para todos, pois as pessoas se espelham nestes líderes.

Mateus escreve um dos textos mais marcantes de toda Bíblia no capítulo 11, mostrando que Jesus afirmou ser manso e humilde de coração, leiamos:

“Venham a Mim e Eu lhes darei descanso – todos vocês que trabalham tanto debaixo de um jugo pesado”. “Levem o meu jugo – porque ele se ajusta perfeitamente – e deixe que Eu lhes ensine; porque Eu sou manso e humilde, e vocês acharão descanso para suas almas; pois só Eu faço vocês carregarem cargas leves”. (Mt 11.18-30 – BV)

Um pastor servidor produzirá membros servidores.

Pensemos nisto…

1 – DISCIPULADO CUIDADOSO

O texto escolhido como referência para esta lição nos apresenta a história de um senhor que saiu e não disse aos seus servos quando voltaria.

Os servos eram responsáveis pelos bens de seus senhores e deveriam estar em prontidão sempre que fosse necessário.

Especificamente neste caso, quando o senhor voltasse, eles deveriam estar atentos para abrir-lhe a porta e lhe servirem no que precisasse.

Esta era a tarefa dos servos, porém, para aqueles que fossem encontrados preparados, a história nos mostra que o senhor lhes daria uma recompensa e a tradução da Bíblia Viva utiliza o termo “grande alegria” mostrando que a recompensa seria muito boa, leiamos:

“Estejam preparados – completamente vestidos e prontos para quando o Senhor voltar da festa de casamento. Assim poderão abrir a porta e deixá-lo entrar no momento em que Ele chegar e bater. Terão grande alegria aqueles que estiverem prontos, esperando a volta dEle. Ele colocará todos à mesa, vestirá um uniforme de criado e os servirá. Ele pode vir às nove horas da noite, ou até à meia-noite. Porém a qualquer hora que Ele vier, os seus servos que estiverem prontos terão grande alegria”! (Lc 12.35-38 – BV)

O verdadeiro servo deseja agradar seu senhor e está sempre preparado para fazê-lo.

1.1 – Discípulos vigilantes

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Conforme estudamos no tópico acima, a história nos mostra que a responsabilidade por tudo o que o senhor tinha era dos servos. Por isto somos comparados a estes, pois tudo o que temos pertence ao Senhor.

A Bíblia nos mostra que a Terra é do Senhor e tudo o que nela há (Sl 24), desta forma, somos considerados servos ou mordomos daquilo que o Senhor deixou que utilizássemos.

Imagine um servo que tem sobre si a riqueza de seu senhor e a trata de forma imprudente. Imagine um servo que utiliza dos bens de seu senhor para enriquecimento próprio.

Aqueles servos deveriam trabalhar de tal forma que todos os bens de seu senhor estivessem bem cuidados e, além disto, era obrigação dos servos estar preparados para prestar contas de tudo sempre que necessário.

Este tópico tem como título “Discípulos vigilantes” e mais uma vez, queremos levá-los a imaginar uma situação: “Imagine se o senhor chegasse da festa e encontrasse os servos bêbados, os portões abertos, os animais soltos”.

A atitude do senhor seria terrível, pois seus bens poderiam ter caídos nas mãos de ladrões e os animais poderiam ter fugido.

Assim, a vigilância era de extrema importância para aqueles servos, vigilância quanto ao comportamento e o cuidado.

Da mesma forma, nós que somos servos do Senhor, que nos confiou tudo o que temos, precisamos estar constantemente sóbrios, vigilantes, acordados e preparados para prestar contas de tudo o que Ele nos deu.

A Bíblia utiliza estas histórias para nos ensinar verdades espirituais.

O conceito de parábola é exatamente este: “Um história que pode ser real ou fictícia que tem como objetivo principal ensinar uma verdade espiritual”.

Todas as parábolas bíblicas têm este propósito.

O versículo 35 nos mostra que os servos deveriam estar completamente vestidos e prontos. Na tradução ARC, o texto diz: “Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas, as vossas candeias”.

A interpretação deste versículo é a seguinte: “Estejam com as amarras da roupa no lugar certo, apertados de forma a não deixar as calças caírem se vocês precisarem correr e, além disto, estejam em condições de ver o que está à volta de vocês, pois o senhor poderia voltar no meio da noite”.

Na imagem abaixo, independentemente do texto estar em inglês, fica claro como deveria ser feito:

De forma prática, eu e você devemos estar prontos para nos encontrar com o Senhor e isto pode acontecer através do arrebatamento ou através de nossa morte.

Você está preparado?

1.2 – Discípulos fiéis e prudentes

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Um dos significados da palavra fidelidade, de acordo com o Dicionário Priberam é lealdade e a palavra lealdade pode ser traduzida como sinceridade ou dedicação.

A palavra sinceridade tem um etimologia muito interessante, vejamos:

“A palavra ‘sincera’ vem da junção de duas palavras do latim: sine cera. A versão mais comum para a origem dessa palavra é que, em Roma, os escultores desonestos, quando esculpiam uma estátua de mármore com pequenos defeitos – trincas ou pequenas imperfeições no material ou na confecção – usavam uma cera especial para ocultar e esconder essas imperfeições nas estátuas e de um modo que o comprador não percebesse. Com o tempo, as pessoas que compravam essas estátuas descobriam as imperfeições, ou seja, descobriam que era uma escultura “cum cera”. Os escultores honestos faziam questão de dizer que suas estátuas eram “sine cera”, ou seja, perfeitas, sem defeitos escondidos. Há ainda outra versão para a origem da palavra. Segundo esta versão, os artesãos romanos fabricavam vasos de cera. Se a cera era de excelente qualidade – pura –, o vaso tinha uma transparência que permitia ver os objetos colocados dentro dele. Os romanos apreciavam muito um vaso assim e diziam que era um vaso que parecia não ter cera, sine cera, límpido, que deixava ver o que estava dentro dele. Não importa a versão, com o tempo, a palavra sincera passou a ser usada no sentido que é utilizada atualmente e que tem tudo a ver com a história subjacente a seu significado original”.

Discípulos fiéis são verdadeiros, leais, sinceros e querem agradar seu senhor em tudo e, para que isto ocorra, devem viver uma vida baseada na prudência.

Vejamos o significado da palavra “prudente”:

(latim: prudensentis,): que prevê, previdente, que age com conhecimento de causa).

  1. Quetem prudência.
  2. Queatua com prudência.
  3. Cordato, discreto, moderado, comedido.
  4. Judicioso, avisado, cauteloso.

Juntado as duas palavras temos: sinceridade e cauteloso e é exatamente isto que a parábola nos ensina.

1.3 – O fogo e dissensão à terra

Evangelista Leonardo Novais de Oliveira

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Copyright Março 2017 © EBD Comentada