Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Betel Adultos – 2º Trimestre de 2019 – 21-04-2019 – Lição 3: Conhecendo a Igreja a partir dos títulos e símbolos bíblicos

17/04/2019

Esse post é assinado por Leonardo Novais de Oliveira

TEXTO ÁUREO

Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade”. (1 Tm 3.15)

TEXTO DE REFERÊNCIA

1 Co 12.12-14,26,27

12 Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.

13 Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.

14 Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.

26 De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.

27 Ora, vós sois o corpo de Cristo e seus membros em particular.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Apresentar algus símbolos e textos bíblicos;
  • Explicar o significado dos símbolos bíblicos;
  • Confrontar aquilo que a Bíblia diz que a Igreja é com aquilo que ela faz.

INTRODUÇÃO

Caros irmãos (ãs), Paz do Senhor.

A Bíblia é um livro de símbolos!

Esta é uma afirmação que merece atenção e estudo aprofundado.

Desde os mais remotos tempos bíblicos, o Senhor tem utilizado símbolos para referir-se ao seu povo e a sua obra e a Teologia reconhece tal questão e dedica inúmeros estudos sobre o tema, fazendo uso dos símbolos e tipos presentes em toda a Bíblia.

Nesta lição, estudaremos alguns destes símbolos e veremos o (s) motivo (s) que levaram o Senhor a utilizar-se dos mesmos.

Que o Senhor nos abençoe.

1 – TÍTULOS DA IGREJA

A palavra “título” abrange uma série de significados. Vejamos o que o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa nos ensina:

(latim titulus, inscrição, título de um livro, título honorífico, honra)

substantivo masculino

  1. Inscrição posta na primeira página de um livro ou no alto de um jornal e que lhes serve de nome ou designação.
  2. Inscrição na lombada de um livro encadernado.
  3. Designação que no começo de um capítulo ou de uma seção indica o assunto ou matéria que ali se trata.
  4. Subdivisão em códigos de leis, decretos extensos, etc.
  5. Rótulo ou letreiro que contém a designação pela qual uma obra de arte é conhecida.
  6. Denominação honorífica; fidalgo titular.
  7. Designação ou qualificação de uma relação social, de uma função, de uma dignidade.
  8. Razão, motivo, fundamento.
  9. Merecimento, direito, jus.
  10. [Jurídico, Jurisprudência]: Documento que dá autenticidade a um direito.
  11. Documento representativo de certo número de ações ou obrigações de banco, companhia, etc.

Após ler todos estes conceitos, chegamos à conclusão que um título é aquilo que dá nome a algo ou alguém.

Para dar nome à Igreja, a Bíblia utiliza palavras e expressões interessantes, tais como: “A esposa de Cristo”, “cristãos”, “santos”.

Levando-se em consideração que a igreja é formada por pessoas que professam a fé em Cristo, este título é singular, bem como o título “santos”, que se refere a um conjunto de pessoas que tiveram suas vestes lavadas no sangue de Jesus e por isto podem ser chamados desta forma.

Vamos estudar separadamente cada um deles.

1.1 – A esposa de Cristo

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Os judeus dos tempos bíblicos tratavam as noivas com muito respeito e admiração, pois elas eram sinônimo de pureza, tradição, família, bem como companheira, adjutora e amiga.

O A.T. nos mostra que por algumas vezes, Israel, o povo eleito de Deus até o surgimento da Igreja, também foi tratado com este título, vejamos:

“Entoa alegre canto, ó estéril, que nunca teve um filho para criar; irrompe, pois, em canto, brade com júbilo, tu que jamais sentiste as dores do parto; porquanto mais numerosos são os filhos da abandonada do que os filhos daquela que tem marido!”, declara Yahweh. “Alarga o espaço da tua tenda, estende as cordas, reforça as estacas. Pois hás de transbordar para a direita e para a esquerda, a tua descendência tomará posse de outras terras e repovoará cidades abandonadas. Não temas, porque não tornarás a ficar envergonhada; jamais te sentirás humilhada, porque não ficarás constrangida. Em verdade, hás de esquecer a condição vexatória da tua juventude e não te recordarás mais da humilhação da tua viuvez. Pois o teu Criador é o teu esposo, Yahweh, o SENHOR dos Exércitos é o seu Nome, o Santo de Israel e seu Redentor, ele é chamado o Deus de toda a terra. O Eterno te chamará de volta como se fosses uma mulher abandonada e aflita de espírito, uma mulher que se casou jovem tão somente para ser rejeitada!”, diz o seu Deus”. (Is 54.1-6 – KJA)

No texto acima, o profeta Isaías, inspirado por Deus chama Israel de esposa do Senhor e diz que, apesar daquele povo ter o abandonado, Ele os resgataria da humilhação.

Tal versículo nos fala a respeito da humilhação que Israel enfrentou quando foi levado em cativeiro.

Vejamos outro texto citado pelo comentarista da revista, porém em uma tradução diferente:

“Eu prenderei vocês a mim, e nós seremos unidos por laços de justiça, de retidão, de amor e misericórdia. Prenderei todos a mim pela fidelidade e amor, e então vocês me conhecerão como nunca conheceram antes. Naquele dia, diz o Senhor, responderei aos céus que pedem nuvens, para derramar água sobre a terra em resposta aos pedidos desesperados de chuva”.  (Os 2.19-21 – BV)

A palavra unirei é traduzida em outras versões como “casarei” e tem o mesmo significado do texto anterior.

É importante observarmos que o termo “prenderei” tem a ideia de intimidade conjugal. Em outra tradução a palavra é “despojar-te-ei” ou me “unirei”.

Como noiva do Senhor Israel seria íntima.

No N.T., período em que a Igreja está no centro do relacionamento com o Senhor, a Bíblia nos mostra algumas passagens marcantes, vejamos:

“Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo”. (2 Co 11.2 – ARC)

Leiamos em outra tradução:

“O mesmo zelo que Deus tem por vocês eu também tenho. Porque vocês são como uma virgem pura que eu prometi dar em casamento somente a um homem, que é Cristo”. (NTLH).

Paulo havia recebido do Senhor a tarefa de preparar a Igreja para encontrar-se com Ele e assim fez durante toda sua vida na presença Dele.

A Igreja, composta por TODOS aqueles que reconheceram Cristo como Senhor e Salvador está sendo preparada para encontrar-se com o Senhor nos ares (1 Ts 4).

Da mesma forma que Israel havia sido chamado de noiva, no N.T. a noiva é a Igreja.

Vejamos outro texto:

“Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus”. (Ap 19.7 – ARC)

Apesar da tentativa de desconstrução da pureza das noivas pelo secularismo implantado neste mundo, o Senhor chama a sua Igreja de “Esposa de Cristo”.

Esposa é a noiva que se casa com o pretendente ou o noivo e simbolicamente, a Igreja está sendo adornada para “casar-se” com o Noivo, Jesus, Cristo.

1.2 – Cristãos

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Esta é a palavra mais utilizada no mundo para definir, dar título ou ser símbolo daqueles que decidiram seguir a Cristo.

Quando observamos a passagem de Mc 14, Lc 22 e Jo 18, que nos mostra Pedro negando a Jesus, parece-nos que as pessoas o reconheceram porque ele se vestia como Jesus.

Vestir-se como Jesus pode ter sido importante para os padrões da época, mas em um mundo pluricultural (muitas culturas), tal característica não pode ser tão importante quanto às obras praticadas por um cristão.

Jesus nos ensina que para reconhecermos se alguém é um falso profeta, precisamos observar suas obras. Sendo assim, podemos utilizar o mesmo texto para reconhecer alguém que seja um discípulo verdadeiro, vejamos:

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”. (Mt 7.15-20 ARC).

A Bíblia nos mostra que os cristãos foram chamados por este nome (christianos – grego) no livro de Atos, leiamos:

“…e, assim que o achou, levou-o consigo para Antioquia. Então, durante um ano completo, Barnabé e Saulo se reuniram com aquela igreja e ensinaram a muita gente. Em Antioquia, os discípulos foram pela primeira vez chamados cristãos”. (At 11.26 – KJA)

Antioquia é descrita por Flávio Josefo como tendo sido a terceira maior cidade do Império Romano, atrás de Roma e Alexandria e era considerada “A porta para o Oriente”.

A cidade de Antioquia era conhecida por ser uma “base missionária”, pois dela saíam missionários para várias partes do mundo conhecido e foi onde Paulo pregou o primeiro sermão.

É muito importante reforçarmos que não é simplesmente pelo fato de alguém ser chamado de cristão que ele (a) o é. Cristãos são TODOS aqueles que nasceram de novo (Jo 4), tornando-se novas criaturas (2 Co 5.17), pratica os mandamentos do Senhor (Jo 14.21).

Cristãos são aqueles que terão seus corpos transformados e encontrarão com o Senhor nos ares.

1.3 – Santos

Por Leonardo Novais de Oliveira 

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada