Buscar esboços

Nossos Esboços

Betel Adultos – 2º Trimestre de 2018 – 20/05/2018 – Lição 8: Os propósitos de Deus nos milagres

16/05/2018

Este post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO ÁUREO 

João 6:26
26 Jesus respondeu e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes. (ARC)

TEXTO DE REFERÊNCIA 

Marcos 16:20
20 E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém! (ARC)

Atos 4:14
14 E, vendo estar com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário. (ARC) 

Atos 8:6
6 E as multidões unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque ouviam e viam os sinais que ele fazia, (ARC) 

Atos 9:41-42
41 E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva.
42 E foi isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor. (ARC)

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Lembrar que Deus operou e ainda opera milagres; 
  • Mostrar a diferença entre milagres e sinais; 
  • Enfatizar que os milagres não substituem a Palavra de Deus.

INTRODUÇÃO

Paz seja convosco estimados professores(as), vocacionados(as) e alunos(as) da EBD! 

Primeiramente gostaria de informar que estarei ausente nos dois próximos esboços por motivos de força maior. Nosso irmão Leonardo Novais estará produzindo os esboços 9 e 10 deste trimestre e depois estarei retornando.

Retornando a lição, nesta oportunidade abordaremos acerca dos propósitos pelos quais Deus operou e ainda opera milagres no meio do seu povo.

Há muito mais por trás de uma cura, de uma libertação, de uma operação miraculosa do que propriamente o fato apenas.

Nos bastidores dos milagres há propósitos designados por Deus. Pensar apenas no milagre em si é ser raso e não corresponde a uma compreensão final do que Deus deseja revelar através do fenômeno realizado.

Milagres operados por Deus são propositais e tem finalidades especificas! Vejamos…

1 – DEUS, O OPERADOR DE MILAGRES

A Bíblia já nos acompanha há praticamente dois mil anos, e os livros do Antigo Testamento existem há quase o dobro deste tempo. Sua longevidade atesta não só os grandes tesouros espirituais que ela abrange, mas também suas histórias impressionantes, os desconcertantes milagres e os fatos intrigantes que continuam a fascinar hoje os leitores.

Mesmo hoje, o erudito ou o cientista moderno é muito pressionado a dar uma explicação lógica e natural para os acontecimentos miraculosos descritos na Bíblia.

O confiante entendimento dos eventos inexplicáveis contidos nas Escrituras e outros que ocorrem nos arraiais de Deus na terra, nos faz olhar para além de nós mesmos, levando-nos àquele que criou todas as coisas.

Uma das composições de Bill Gaither afirma o seguinte: “Há um grande desfile de milagres, e quem vai à frente é um Rei maravilhoso”.

Gosto muito de uma história verídica onde o Dr. Lee Scarbrough, pregou um sermão sobre Jonas sendo engolido por um grande peixe. Já em casa, mais tarde, o filho pequeno de Scarbrough lhe fez uma pergunta direta: “Papai, você realmente acredita que um peixe poderia engolir um homem e ficar com ele vivo na barriga por três dias e três noites?” O pai respondeu com sabedoria: “Filho, se Deus foi capaz de criar o homem sem ter nada por onde começar, e se Deus também foi capaz de criar os primeiros animais marinhos a partir do nada, você não acha que ele teria o poder de fazer um peixe que conseguisse engolir um homem e mantê-lo vivo durante três dias, se Ele assim quisesse?” O garoto respondeu: ”Bem, se vai colocar Deus nessa história, aí é diferente.”

Aleluia! É nisto que acredito! Eu creio em milagres porque creio em Deus!

Considerando os milagres originados em Deus, Ele é o agente dos milagres operados no passado, é Àquele que opera os milagres no presente e assinará os milagres de amanhã, pois segundo as Escrituras, nEle “não há mudança, nem sombra de variação” (Tg 1.17) e também “é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente” (Hb 13.8). Que garantias maravilhosas temos nEle!

1.1 – O que é um milagre?

Visto que o termo milagre e popularmente aplicado a ocasiões incomuns, até mesmo por aqueles que professam não acreditar no sobrenatural, nem sempre e fácil atribuir o verdadeiro significado bíblico a palavra.

O Dicionário de Wycliffe cita C.S. Lewis para definir a palavra milagre. Para ele, é provável que a definição mais simples seja: “Uma interferência na natureza por um poder sobrenatural”. Uma definição de Gresham Machen também é útil. “Um milagre é um evento no mundo exterior, que é trabalhado pelo poder imediato de Deus”.

Com isto ele quer dizer que uma obra divina é milagrosa quando Deus não usa meios, mas utiliza o seu poder criativo, como o utilizou quando fez todas as coisas a partir do nada. Em outras palavras, um milagre acontece quando Deus dá um passo para fazer algo além do que poderia ser realizado de acordo com as leis da natureza, do modo como a entendemos, e que na verdade pode estar em desacordo com elas e ser até uma violação delas. Além disso, um milagre está além da capacidade intelectual ou científica do homem. 

O Dicionário Enciclopédico da Bíblia afirma que no AT, a essência do milagre bíblico pertence a sua função como sinal; o contexto fala sempre em alguma oração, a qual Deus atende pelo milagre; esse, portanto, é um sinal da misericórdia de Deus. Essa função do milagre como sinal é muito mais importante do que a sua transcendência acima das chamadas “leis da natureza”. Aliás, os israelitas suspeitavam também atrás dos acontecimentos e dos fenômenos da natureza a causalidade imediata de Deus (Sl 19.1-7; 104; 135.6s; Jó 38). Como Javé era considerado o autor de todos os fenômenos da natureza e de todos os acontecimentos da história, o Israelita não distinguia entre sinais “naturais” e “sobrenaturais”. A sucessão contínua dos fenômenos da natureza não era atribuída à estabilidade das forças da natureza, mas à livre vontade de Deus: Javé estabeleceu o ritmo das estações (Gn 8.22; Jr 5.24) e o curso das estrelas (Sl 148.6; Jr 31.35s; 33.20,25); Ele impõe as suas leis ao mar (Jó 38,10; Jr 5.22), ao céu (Jó 38.33) e à terra (Jr 33.25). E o poder de Deus é ilimitado, pois, para Ele nada é impossível (Gn 18.14; Jr 32.27); faz tudo o que quer segundo a Sua natureza – Onipotência (Sl 115.3; 135.6)! (Acréscimo meu).

Portanto, Deus é capaz de agir de modo comum e de modo extraordinário. O israelita, pois, não conhecia uma distinção entre o natural e o sobrenatural, porque tudo o que acontece é de igual maneira obra de Deus (Sl 86.8; 77.12; Is 12.4), isto é, revela o seu poder.

Precisamos nos lembrar daquela pergunta do anjo que silenciou Abraão: “Será que há alguma coisa impossível para Deus?” (Gn 18.14).

Tudo aquilo que nos limita; nos coloca no padrão e na esfera das impossibilidades e nos condiciona a agirmos apenas na perspectiva daquilo que é natural, não atingem a Deus pelo fato de Ele ser o Criador de tudo. Ele é soberano sobre a criação e sobre as leis naturais que Ele mesmo criou para reger o restante da criação!

Paulo perguntou a Agripa: “Pois quê? Julga-se coisa incrível entre vós que Deus ressuscite os mortos?” (At 26.8).

Paulo associa a ressurreição dos mortos a algo passível de ser realizado somente pelo Deus soberano, pois trata-se de uma ação sobrenatural.

O que queremos dizer, quando usamos a palavra “sobrenatural” para falar de Deus e suas obras? “Sobrenatural” simplesmente significa “acima da natureza”.

Exemplo: A lei da gravidade é dominada quando o imã atrai objetos de ferro. A lei superior do magnetismo prevalece aqui. De igual modo, a lei superior da soberania divina sobrepuja as leis menores da natureza, pois Ele foi quem as criou também, conforme falamos acima.

Assim falou o patriarca Jó a respeito de Deus:

Jó 28:24-27
24 Porque ele vê as extremidades da terra; e vê tudo o que há debaixo dos céus.
25 Quando deu peso ao vento e tomou a medida das águas;
26 quando prescreveu uma lei para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões,
27 então, a viu e a manifestou; estabeleceu-a e também a esquadrinhou. (ARC)

Deus em sua benevolência para com os homens planeja, defini os propósitos e concebe os milagres em nosso favor; e os seus benefícios ultrapassam o espaço que os olhos simplesmente veem, mas conforme mencionado pelo pastor Marcos Sant’Anna que citou C. Brow: “os propósitos de Deus para o Seu povo alcançam a eternidade. Não se limitam à existência debaixo do sol”.

Por Cláudio Roberto de Souza

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada


Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Copyright Março 2017 © EBD Comentada