Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Betel Adultos – 1º Trimestre de 2019 – 27-01-2019 – Lição 4: Enfrentando o transtorno do sono

23/01/2019

Esse post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO ÁUREO

Salmos 4:8
8 Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança. (ARC)

TEXTO DE REFERÊNCIA

Salmos 4.1,5-8
​1 Ouve-me quando eu clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia me deste largueza; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.

2 Filhos dos homens, até quando convertereis a minha glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira? (Selá)

3 Sabei, pois, que o SENHOR separou para si aquele que lhe é querido; o SENHOR ouvirá quando eu clamar a ele.
4 Perturbai-vos e não pequeis; falai com o vosso coração sobre a vossa cama e calai-vos. (Selá)

5 Oferecei sacrifícios de justiça e confiai no SENHOR.
6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? SENHOR, exalta sobre nós a luz do teu rosto.

7 Puseste alegria no meu coração, mais do que no tempo em que se multiplicaram o seu trigo e o seu vinho.
8 Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança. (ARC)

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Revelar o perigo de uma noite mal dormida;    
  • Mostrar o que fazer para tratar o transtorno do sono;
  • Ensinar como equilibrar as nossas atividades para não sofrermos com este mal.

INTRODUÇÃO

Paz seja convosco!

Já ouviu falar no termo “produtividade”?  A produtividade é a qualidade daquilo que é produtivo.

De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, trata-se da eficiência na produção de algo, isto é, do rendimento, ou da relação entre uma determinada quantidade produzida e do(s) fator(es) necessário(s) para a obter.

Trata-se de uma expressão que é mais forte em empresas e no ambiente corporativo em geral, já que quanto maior ela for, mais lucros uma organização tem. Por isso, a busca pelo aumento de produtividade é constante, já que ele traz um aumento do lucro final.

Em suma, o conceito de produtividade tem a ver com a capacidade de produzir ou, como é mais comum, expressa a relação entre os meios de produção e os recursos para ela utilizados.

Considerando o conceito exposto acima, se torna simples a observação de que mesmo na igreja do Senhor, encontramos casos onde a produtividade de alguns caiu consideravelmente; deixaram de render o rendiam antes, de entregar o que entregavam antes, de fazer o que faziam antes, enfim, perderam a produtividade!

Segundo o pastor Israel Maia, a perda de produtividade pode estar relacionada (em alguns casos) a algum distúrbio ligado ao sono do indivíduo. Por não gozar de uma boa noite de sono, obtém-se como resultado a perda da produtividade entre outras consequências.

É sobre o Transtorno do Sono e suas implicações que iremos falar a partir de agora.

1 – UM SOFRIMENTO NÃO IDENTIFICADO

A psicóloga Patrícia Jericó de Lima define de forma suscinta que o Transtorno do Sono está relacionado a problemas psíquicos/mentais que afetam a qualidade do nosso sono.

A neurologista Bruna Mendonça Lima diz que o Transtorno do Sono consiste nas dificuldades relacionadas ao sono.

Logo, as dificuldades relacionadas ao sono têm sua origem em algum problema psquico/mental que, por conseguinte irá afetar o indivíduo como um todo.

Os neurologistas Gisele S. Moura; Phillippe Macedo e Marielde da Mota Gomes (Revista Brasileira de Neurologia) afirmam que o sono foi considerado por muito tempo uma parte passiva das vidas diárias humanas, no entanto ele desempenha um aspecto fundamental para a vida do ser humano, pois possui função reparadora, de conservação de energia, de proteção imunológica. Além do mais, a privação do sono interfere no bem-estar mental e físico da pessoa o que leva a grave prejuízo funcional no desempenho dos papéis sociais e nas relações interpessoais.

Diversos problemas podem ser desencadeados, caso exista alguma alteração em um ou mais mecanismos do sono e quando ocorre prejudica drasticamente a qualidade de vida do indivíduo e por ser algo que não se dá tanta importância, não é raro encontrarmos pessoas que atravessam por problemas diversos e não são incapazes de discernirem a causa.

Deste modo, é importante atentarmos para a qualidade do nosso sono, sabendo que enquanto dormimos, o nosso corpo continua em operação a fim de nos restabelecer física e psiquicamente para o próximo dia.

1.1 – Coisas que nos fazem perder o sono

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Há uma longa lista de coisas e situações que podem afligir a alma humana até que a mesma se sinta em angústia tal, capaz de fazê-la perder o sono, como: dívidas, desemprego, relacionamento conturbado, divórcio, estresse no trabalho, no ministério, e outros…

Os psicólogos afirmam que o estresse e a preocupação são os maiores inimigos de uma boa noite de descanso. O problema afeta a saúde e prejudica a qualidade de vida.

Elian Guimarães afirma que a estimativa é de que quatro em cada 10 pessoas não dormem bem e o pior é que, na maioria dos casos, não é identificada como uma doença tratável, pois menos de 10% das pessoas que apresentam esses sintomas reconhecem isso como um problema de saúde que requer tratamento. Para muitos, dormir mal faz parte do cotidiano.

A Bíblia registra um momento muito angustiante na vida de Davi que mesmo sendo um homem intimo de Deus, experimentou a aflição em sua alma e por isso orou:

Salmos 4:1
​1 Ouve-me quando eu clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia me deste largueza; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração. (ARC)

Alguns comentaristas acreditam que o Salmo 4 apresenta como pano de fundo uma aflição devida ao fracasso nas colheitas.

Oesterley diz: “Escrito numa época quando havia muita fome ou escassez de comida, devido a má colheita, o salmista se gloria na satisfação espiritual da alegria que brotava no seu interior, devido ao seu amor e fidelidade

a Deus. Em comparação a isso, as necessidades materiais não o preocupam – Não havia ansiedades em Davi”.

A preocupação pode ser vista como ansiedade e o próprio Jesus nos alertou quanto a este mal ao chamar a atenção dos seus ouvintes sobre o fato de não andarem ansiosos com as coisas desta vida:

Mateus 6:25
25 Por isso, vos digo: não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, mais do que a vestimenta? (ARC)

Quantos de nós mesmos já não experimentamos adversidades que nos foram tão duras a ponto de nos ter levado a um nível de preocupação tão alto que nos fizera perder o sono?

Há quem diz que depressão é excesso de passado; depressão, é excesso de presente; e ansiedade é excesso de futuro em nossos pensamentos. Aqui, as preocupações são mentes ocupadas com ideias que antecipam alguma coisa e que geram sofrimento a alma.

Jó passava noites em claros, pois a sua mente estava inundada de aflição, abatimento e inquietação devido ao sofrimento que atravessava:

Jó 7:4
4 Deitando-me a dormir, então, digo: quando me levantarei? Mas comprida é a noite, e farto-me de me voltar na cama até à alva. (ARC)

Como ele, há muitos que deitam, mas não dormem, pois, a mente está envolta a um turbilhão de pensamentos de preocupação!

Há também o acúmulo de atividades, o apelo por resultados e o cumprimento de metas altíssimas que sobrecarregam as pessoas, tornando-as estressadas, preocupadas o bastante para perderem o sono.

Esta constatação pode ser observada, inclusive na igreja, porém a obra de Deus, apesar de árdua, não deve ser uma tarefa que nos oprima a ponto de nos esgotar mental e fisicamente.

Antes que Moisés chegasse a este ponto em sua vida, (isto é, preocupado o bastante para perder o sono, pois acumulava tantas atividades em torno de si que em determinado momento, certamente iria se achar extenuado), o seu sogro Jetro o alertou e o aconselhou a dividir a carga de trabalho com outros homens (Êx 18.13-26).

Deus não é inconsequente e mesmo havendo grandes necessidades em Sua obra, Ele conhece nossos limites e espera que sejamos sábios o suficiente para sabermos equilibrar os desafios da Seara; e percebermos quando pararmos para respirar e descansar nEle, a fim de não sermos apanhados pela fadiga espiritual que poderá acabar em estresse e posteriormente em um Transtorno do Sono.

Mesmo diante das adversidades que podem nos conduzir a preocupações que culminem em estresse e ao Transtorno do Sono, temos em Deus o perfeito descanso que faz repousar tanto a alma quanto o corpo!

1.2 – Um perigo real

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com

Para a neurociência e a psicologia, a insônia é sem dúvidas o principal Transtorno do Sono, interferindo de maneira significativa na qualidade de vida das pessoas acometidas e estão, certamente, entre as principais causas de baixa produtividade nas sociedades modernas.

Os problemas da insônia vão muito além de uma noite mal dormida. Outras questões podem ocorrer, como por exemplo;

  • Ansiedade;
  • Lapsos de memória;
  • Falta de atenção ou concentração;
  • Dores de cabeça e musculares;
  • Mau humor;
  • Desânimo;
  • Risco de Depressão;
  • Sonolência excessiva diurna;
  • Dificuldade para retenção de informações novas;
  • Diminuição da libido;
  • Acidentes de trabalho;
  • Queda de produtividade, entre outros.

De qualquer forma, talvez o maior problema da falta de sono à noite esteja durante o dia, ou seja, na sonolência excessiva diurna, com prejuízo funcional significativo para o indivíduo. E existem diversos fatores que podem contribuir para uma noite de insônia. Entre eles: estresse, preocupação, má alimentação, consumo de álcool e/ou café antes de dormir, excesso de peso, excesso de ruídos na rua ou na própria residência, entre outros.

Para minimizar os problemas causados pela insônia, medidas simples de higiene do sono devem ser seguidas:

  • Criar uma rotina para dormir;
  • Controlar som, luz, temperatura, cama, travesseiro;
  • Evitar café ou bebidas com cafeína 4 a 6 horas antes de deitar;
  • Evitar exercícios físicos intensos antes de deitar;
  • Usar a cama apenas para dormir;
  • Procurar um médico quando as medidas comportamentais não estiverem funcionando;

Elian Guimarães aponta alguns pontos interessantes e curiosos sobre a insônia. Vejamos:

Insônia engorda: alguns estudos apontam que não dormir normalmente faz com que algumas substâncias, como a grelina (hormônio produzido pelo estômago e que dispara a sensação de fome), aumentem, enquanto outras, como a leptina (que inibe o apetite e estimula o gasto de energia), diminuam.
Mulheres sofrem mais: para cada homem insone, há três mulheres que também não conseguem dormir. Não se sabe exatamente os motivos, mas acredita-se que elas sejam mais propensas ao estresse do que os homens, o que impacta a qualidade do sono.
A insônia é mais frequente em idosos do que em adultos jovens: pessoas mais velhas têm 1,5 mais dificuldade de dormir do que adultos com menos de 65 anos. Segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), a prevalência de insônia no idoso varia de 19% a 38%.
Quanto mais doenças, mais insônia: tanto homens quanto mulheres que sofrem de doenças cardiovasculares, artrite, obesidade, enfisema pulmonar, asma, diabetes, doença renal ou câncer têm muito mais chances de se tornar insones.
Somente 30% dos adultos com dificuldade de dormir procuram ajuda profissional para resolver o problema: dos que procuraram tratamento, apenas 19% foram ao consultório não especificamente para discutir as dificuldades para dormir, mas sim as consequências disso, como queda no rendimento e queixas sobre a saúde de modo geral.

Vamos conhecer alguns tipos de insônia:
Insônia ocasional: dura apenas alguns dias, mas pode aparecer novamente de tempos em tempos. É causada por estresse agudo ou mudanças ambientais, como mudanças no fuso horário ou hospitalização.
Insônia aguda ou transitória: pode durar de uma a três semanas. A frequência está associada a fatores estressantes mais sérios, como perdas pessoais agudas, traumas emocionais, problemas prolongados no trabalho/família ou doenças graves.

Insônia crônica: dura mais do que três semanas. A frequência é causada por doenças clínicas ou psiquiátricas (como insuficiência cardiovascular, hipertireoidismo, asma ou depressão). Pode estar ligada ao uso de certos medicamentos, ao uso abusivo ou dependência de drogas ilícitas e de álcool ou transtorno primário do sono.

O cristão empenhado na obra de Deus, não deve menosprezar a questão do Transtorno do Sono e pode ser que alguns de vocês que leem este material agora, já tenha se identificado com alguns sintomas deste distúrbio. Fato é que tratasse de uma realidade que pode ser combatida também, observando a Palavra de Deus.

Filipenses 4:6-7
6 Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças.
7 E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. (ARC)

O termo “inquietos” no texto acima equivale a palavra grega “merimnao” cujo significado é: “estar ansioso”, “estar preocupado com cuidados”, “cuidar de estar alerta com algo”.

Mais uma vez a ansiedade surge como fator preponderante para oferecer uma vida cristã aquém daquela que o Senhor tem reservado para nós.

Warren W. Wiersbe diz que a ansiedade é um pensamento errado e um sentimento errado a respeito das circunstâncias, das pessoas e das coisas. Ralph Martin diz que a ansiedade é falta de confiança na proteção e cuidado de Deus.

Sobre o mesmo texto, Hernandes Dias Lopes afirma que Deus não apenas dá uma ordem: “Não estejais inquietos”, mas oferece a solução. Não apenas diagnostica a doença, mas também oferece o remédio. Se a ansiedade é uma doença, a oração é o remédio.

William Hendriksen diz que o antídoto adequado para a ansiedade é abrir efusivamente o coração a Deus.

Pela oração, a paz de Deus ocupa o lugar que antes a preocupação que resultava em perda de sono tomava conta.

Hernandes Dias Lopes diz que a oração aquieta o nosso interior e muda o mundo ao nosso redor. Por meio dela, nos elevamos a Deus e trazemos o céu à terra.

A paz de Deus guarda mente e coração. O mesmo coração que estava cheio de preocupações, pela oração agora está cheio de paz e uma mente e um coração em paz permite que o corpo repouse e descanse com tranquilidade.

1.3 – O risco do trabalho excessivo

Por Cláudio Roberto de Souza

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada